Dupla de saída do Barueri



O Barueri não contará mais com a levantadora Fernandinha e a central Fernanda Ísis na Superliga.

A notícia foi publicada pelo site Melhor do Vôlei, após a dupla não participar da derrota para o Sesi, por 3 a 2, na noite de ontem.

Procurada, a diretoria do Barueri ficou de esclarecer a situação até o fim da manhã.



  • Cadu

    A equipe está vindo de bons resultados e brigando pelos play-offs, a diretoria deve ter tido um bom motivo para dispensar a levantadora titular e a melhor central do time com o prazo de inscrições de novas atletas terminado…

    Agora o Barueri ficou com duas levantadoras jovens, Juma (93) e Bruna (95), já vi primeira algumas vezes pelo ADC Bradesco e confio muito no seu potencial, espero que ela possa tirar o máximo proveito dessa experiência.

  • Alex Miranda

    É no minímo intrigante que um time dispense duas das suas jogadoras titulares no decorrer do campeonato e pior, sabendo que devido encerramento do prazo para inscrições de atletas na Superliga, tanto o time ficará com baixas nessas posições, bem como as jogadoras não poderam atuar em nenhum equipe, exceto se haver concordância de todos os times.

    Num jogo que assisti do Barueri, na ocasião a equipe ainda não havia contratado Mari PB, Natasha e Luciane Escouto, além de um jogo sofrível, onde visivelmente Renatinha se esforçava ao máximo para pontuar e ver a equipe jogando bem, por outro lado vi uma Fê Isis completamente desmotivada, não tinha empolgação alguma dentro de quadra e parecia não estar suportando ter que viver aquela situação, jogar naquele time.

    No caso de Fernandinha, embora eu não conheça muito sobre a sua carreira, a aposta de ZRG nela para a seleção, tendo sido sacada para Dani Lins, e depois a vinda e saida para o Amil, evidenciam que ela tem uma personalidade forte para lidar.

    Nesse contexto, embora o Barueri dentro de uma postura ética tenha preferido calar-se e não dar maiores detalhes sobre o ocorrido, as evidências levar a crer que as dispensas ocorreram em função de comportamento dessas duas atletas que devem ter “cantado de galo”, se achando as “bouazudas”.

  • Caco

    Essa Fernandinha deve ser uma mala sem alça. Em todo o time que ela vai, arruma confusão. Para mim, ela é uma jogadora normal. Não acho que acrescentou muita coisa à seleção. Jogadoras como Macris, Carrijo e outras mais jovens estão jogando muito mais e devem encher menos o saco do que ela.

MaisRecentes

Zenit campeão com méritos. “Cubanos” dominam premiação



Continue Lendo

Sada/Cruzeiro sai do Mundial com bronze e cabeça erguida



Continue Lendo

Rodada define confrontos da Copa Brasil masculina



Continue Lendo