Duas notícias que merecem registro e aplausos



Fiquei devendo um post no fim de semana sobre dois temas:

1) O levantador Bruninho revelando, nas redes sociais, ter sido procurado pela comissão técnica da Coreia, após a vitória brasileira por 3 a 2, em Katowice, que ofereceu ajuda e tratamento médico para o problema que ele tinha no dedo indicador da mão direita. Segundo o capitão da Seleção, ele realizou uma sessão de acupuntura com os coreanos.

Isso é fair-play! Isso é esporte na essência, na definição do que se espera de uma prática que deveria ser sempre saudável!

Um exemplo que os coreanos dão ao mundo. Perderam em quadra e ofereceram ajuda a um rival. Fantástico!

2) No domingo, aconteceu pertinho de casa, no Aterro do Flamengo, uma evento para marcar os dois anos para início da Paralimpíada do Rio de Janeiro. De um lado, a  Seleção Brasileira de vôlei sentado, atual vice-campeã mundial. Do outro, remanescentes da geração de prata do vôlei brasileiro: Montanaro, Badalhoca, Domingos Maracanã, Fernandão e Amauri, este último militante na área e presidente da Associação Brasileira de Vôlei Paralímpico.

Um evento muito legal, que serviu para engajar a população carioca para os Jogos Paralímpicos e para inspirar pessoas que tenham algum tipo de deficiência e possam achar no esporte um forma de superar as limitações.

Sobre o tema, sugiro que procurem na internet ou alguma locadora um documentário chamado “Gold”, que relata a preparação de alguns atletas para a Paralimpíada de Londres e conta como eles se apoiaram no esporte para superar barreiras que pareciam intransponíveis. É emocionante!

 

 



  • Aline

    Coreanos e Japoneses estão de parabéns, os primeiros oferecendo ajuda ao adversário ferido e os segundos recolhendo o lixo das arquibancadas da copa do mundo de futebol. Parabéns a eles, bons exemplos… E que muitos brasileiros aprendam com eles, principalmente em época de eleições nós precisamos exaltar os bons exemplos.

MaisRecentes

A velocidade do Sesc, com Thiaguinho, impressiona



Continue Lendo

O novo conceito da FIVB para 2018



Continue Lendo

Apenas Lebes/Canoas faz o dever de casa na rodada



Continue Lendo