Douglas Souza desbanca Lipe e Tandara na escolha do melhor do ano



O Comitê Olímpico do Brasil (COB) anunciou Douglas Souza como o destaque do vôlei nacional em 2018, vencedor do Prêmio Brasil Olímpico.

Na votação de jornalistas, dirigentes, ex-atletas e personalidades do esporte, o ponta venceu Lipe e Tandara, os outros dois indicados.

Certamente pesou na votação o desempenho de Douglas Souza no Campeonato Mundial. Como escrevi semanas atrás, a “última impressão” poderia ter uma forte influência na definição do júri, levando em consideração que Lipe e Tandara não se destacaram tanto assim na principal competição da temporada.

– Estou realmente muito honrado por essa escolha. Ser eleito, por um júri tão especial, o melhor atleta do vôlei do ano é algo muito grande e importante para a minha carreira. Esse é um prêmio respeitado, valorizado e estou extremamente feliz com essa indicação – comentou Douglas, presente nas convocações da Seleção adulta desde 2014.

O jogador do EMS/Taubaté vive um momento importante para mudança de patamar na carreira profissional. Deu uma excelente resposta no Mundial, encara um novo desafio profissional após a saída do Sesi e tem demonstrado maturidade ao assumir tais responsabilidades.

Douglas Souza no ataque contra Egito durante o Mundial (FIVB Divulgação)

Com a atual escassez de novos talentos no vôlei nacional, a evolução de Douglas Souza é essencial para o presente e para um futuro próximo da Seleção.

– Isso só me motiva ainda mais e me faz querer evoluir a cada dia dentro da minha carreira. Sei da responsabilidade que representa essa premiação e vou fazer de tudo para continuar representando o voleibol da melhor maneira possível.

Douglas, porém, não está na disputa do destaque do esporte nacional.

Ana Marcela Cunha (maratona aquática), Ana Sátila (canoagem slalom) e Marta (futebol), no feminino; e Gabriel Medina (surfe), Isaquias Queiroz (canoagem velocidade) e Pedro Barros (skate), no masculino, são os finalistas. Os vencedores serão anunciados na cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico, no dia 18 de dezembro, no Teatro Bradesco, no shopping Village Mall, no Rio de Janeiro.

LEIA TAMBÉM

+ A divisão de forças na Superliga feminina



MaisRecentes

Coluna: O Brasil queria receber os Pré-Olímpicos de vôlei. Mas…



Continue Lendo

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo