Doping na Itália



O Comitê Olímpico Italiano confirmou no início da tarde o doping de Viktoria Orsi Toth, jogadora de vôlei de praia.

Segundo nota oficial, a atleta foi flagrada pelo uso do anabolizante clostebol, em teste realizado fora do período de competição, no dia 19 de julho, em Roma. Assim a jogadora está automaticamente suspensa.

Orsi Toth jogaria a Rio-2016 ao lado de Marta Menegatti. O jornal Gazzetta dello Sport publicou em sua edição de hoje reportagem sobre um provável doping, agora confirmado.

Italiana em ação no Circuito Mundial (FIVB Divulgação)

Italiana em ação no Circuito Mundial (FIVB Divulgação)

A substância é a mesma encontrada no teste de Maurren Maggi, ex-saltadora brasileira, em 2003. Na ocasião, ela de defendeu alegando que havia usado uma pomada durante uma sessão de depilação definitiva. Mesmo assim, ficou fora do Pan de Santo Domingo e da Olimpíada de Atenas-2004. Em 2008, em Pequim, voltou e foi campeã olímpica.

Húngara de nascimento, Orsi Toth tem 25 anos e estreou em 2010 no Circuito Mundial. Ela mantém a parceria fixa com Menegatti desde 2013, tendo como melhor resultado título da etapa de Sochi (RUS), no ano passado.

As duas estão no Grupo D, ao lado das alemãs Ludwig/Walkenhorst, as canadenses Broder/Valjas e as egípcias Nada/Elghobashy.

Ainda não há posição oficial da Federação Internacional de Vôlei sobre a substituição da dupla ou apenas da jogadora suspensa.



MaisRecentes

Sada/Cruzeiro confirma estreia na Libertadores do vôlei



Continue Lendo

Seleção feminina repete no Mundial estratégia de Londres-2012



Continue Lendo

Quem se deu bem nos grupos da segunda fase do Mundial masculino?



Continue Lendo