Divulgando para quem não conhece



Como o blog tem muitos leitores e leitoras fiéis, aproveito  para divulgar aqui outros canais de vôlei do LANCE!NET.

Na minha visão, quanto mais opções para divulgação do esporte, melhor. Acompanhem, opinem, sugiram! Quanto mais retorno tivermos de vocês, melhor para a busca de um espaço atrativo para todos.

http://www.lancenet.com.br/volei/

http://blogs.lancenet.com.br/niveamendry/



  • Aline

    Para dirimir quaisquer tipos de dúvidas fui consultar o site oficial da FIVB, no qual li a publicação “Sports Regulations – Edition 2014”, no qual, em sua página 16 é bem claro:
    Possible Team compositions: 12 to 14 players.
    Where a team chooses to have more than twelve(12) players it must designate two (2) liberos.
    On scoresheet: 12 players
    10 regular players + 2 liberos
    11 regular players + 1 libero
    12 regular players + 0 (ZERO) libero
    1.Nenhuma parte do regulamento “institucionaliza a mediocridade tática”.
    2.Não há também a imposição de limitações táticas aos participantes de uma competição pela FIVB.
    3. Não é exigida a presença obrigatória do LÍBERO, pois no próprio regulamente há a opção:”12 regular players + 0 (ZERO) libero”.
    Ao analisar o presente regulamento, vejo um LEQUE ENORME de opções, que o faz ser MUITO DEMOCRÁTICO, não obrigando ninguém a nada!
    Taticamente, nenhum técnico está impedido de:
    1.Jogar em qualquer esquema tático que queira, seja 6×0 (seis-zero), 5×1 (cinco-um), 4×2 simples (quatro-dois simples), 3×3 (três-três), 4×2 invertido (quatro-dois invertido)ou (quatro-dois com infiltração). Ou até mesmo inovar e inventar algo.
    2.Quanto à recepção do saque também não há nada obrigando a presença do líbero, podendo passar com 6 jogadores em semicírculo, com 5 em ‘W”, com 4, 3, 2, ou até mesmo 1, se esse jogador conseguir cobrir a quadra toda.
    Ninguém é obrigado a levar 14 jogadores, leva se quiser, se quiser levar 12 e nenhum líbero isso É POSSÍVEL.
    Como exemplo cito o Campeonato Mundial de 2010, no qual OITO(8) equipes NÃO LEVARAM 14, MAS SOMENTE 12 JOGADORAS: Argélia, Costa Rica, Cuba, Kenya, Peru, Porto Rico, Rep.Checa, Tailândia. Porém, nesse mesmo Mundial, Zé Roberto OPTOU (NÃO FOI OBRIGADO) por levar 14 jogadoras com 2 líberos: Fabi e Brait.

    Na verdade, considero bastante LOUVÁVEL, a atitude da FIVB, em tentar incluir os BAIXINHOS no VÔLEI.
    O VÔLEI virou um esporte DISCRIMINATÓRIO E EXCLUDENTE, terra só de GIGANTES e devido a isso, estava se tornando impopular. A grande maioria das crianças, que naturalmente não são GIGANTES, não tinha uma posição na qual pudesse se inserir no voleibol. E, vendo cada vez jogadores mais altos nas competições, inclusive na posição de LEVANTADOR, não se sentiam motivadas para seguir no vôlei.
    A FIVB, ao incentivar a posição de LIBERO, quer ver o CAMPEONATO MUNDIAL povoado com pelo menos ALGUNS BAIXINHOS no meio de tantos GIGANTES, dando esperança a crianças que tenham o perfil de uma Fabi, Camila Brait ou Serginho, possam sonhar em estar um dia num time de vôlei.
    Olha como isso é importante: não precisa ser um iniciante para ser DISCRIMINADO! O melhor exemplo disso é o caso do WILLIAM que é o MELHOR LEVANTADOR BRASILEIRO em atividade, mas não tem espaço na SELEÇÃO! Seria discriminação por causa da ALTURA? Porque TALENTO, William tem de sobra, ele levanta melhor do que Bruno, Rapha e M.Radke juntos!
    Parabéns à FIVB, sem esse incentivo nunca veríamos talentos como Fabi, Serginho, Brait, Brenda Castillo, Sykora, Sano, Davis jogando em CAMPEONATOS MUNDIAIS devido à DITADURA DA ALTURA.

    • Paulo

      Que o Willian vire líbero então, só assim para disputar um campeonato importante pela seleção.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo