Dispensa de Léia abre espaço para “nova” Gabi na Seleção



A estreia da ponta Gabi como líbero da Seleção Brasileira está mais próxima de acontecer. A jogadora, que trocará o Vôlei Nestlé pelo Sesc na temporada 2017/2018, foi convocada ontem para os treinamentos da equipe comandada por José Roberto Guimarães em Barueri.

O chamado aconteceu após o pedido de dispensa da titular Léia, alegando problemas familiares. A remanescente do grupo que disputou a Olimpíada de 2016 jogou boa parte dos dois amistosos contra a República Dominicana, em Manaus e Belém, no decorrer da semana.

Gabi na passagem pelo Vôlei Nestlé (João Neto/Fotojump)

Gabi na passagem pelo Vôlei Nestlé (João Neto/Fotojump)

Uma oportunidade até certo ponto precoce para Gabi. Convencida por Zé Roberto a buscar espaço em nível internacional como líbero neste início de ciclo olímpico, a jogadora terá como “rival” Suelen. Com a quantidade acima do normal de competições no calendário da Seleção em 2017 (Torneio de Montreux, Grand Prix, Sul-Americano e Copa dos Campeões), Gabi terá certamente oportunidade para ganhar espaço na nova função. Para quem não está a par, vale uma explicação: no clube ela seguirá atuando como ponta.

Além de Gabi, mais duas jogadoras foram chamadas para os treinos da Seleção: a oposto Monique, futura companheira de Gabi no Sesc, e a levantadora Macris, reforço do Camponesa/Minas.

 



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo