Deu Estados Unidos



A Net me deu uma trégua e o sinal de internet reapareceu aqui. O mais óbvio aconteceu na última rodada do Grand Prix. Vitória das invictas americanas sobre a China e título incontestável.

Estou escrevendo minha coluna (excepcionalmente será publicada nesta segunda-feira, no LANCE!) sobre esta equipe dos Estados Unidos, favorita ao ouro em Londres. Depois postarei para vocês.

O Brasil fez sua parte ao vencer a Turquia por 3 a 1 e garantiu o vice-campeonato. Depois de tamanha instabilidade durante a competição, o time mostrou mais consistência nos jogos finais, deixando claro que tem potencial, mas muito coisa a melhorar.

Se Zé Roberto queria tirar dúvidas para a Olimpíada, talvez vá deixar Ningbo com ainda mais interrogações. Fernandinha, que era até outro dia a terceira opção, será titular? Adenízia ganhou de vez a vaga da então capitã Fabiana? Garay e Paula serão as pontas titulares? Vale a pena levar duas líberos?

Como escrevi em minha coluna semanas atrás, não gostaria de estar na pele do técnico.



MaisRecentes

Caso Maurício Souza não termina com “punições” do Minas



Continue Lendo

Zé: “A gente precisa de ajuda para não deixar o projeto morrer”



Continue Lendo

Sinal de alerta com a base. É preciso agir!



Continue Lendo