Deu Estados Unidos



A Net me deu uma trégua e o sinal de internet reapareceu aqui. O mais óbvio aconteceu na última rodada do Grand Prix. Vitória das invictas americanas sobre a China e título incontestável.

Estou escrevendo minha coluna (excepcionalmente será publicada nesta segunda-feira, no LANCE!) sobre esta equipe dos Estados Unidos, favorita ao ouro em Londres. Depois postarei para vocês.

O Brasil fez sua parte ao vencer a Turquia por 3 a 1 e garantiu o vice-campeonato. Depois de tamanha instabilidade durante a competição, o time mostrou mais consistência nos jogos finais, deixando claro que tem potencial, mas muito coisa a melhorar.

Se Zé Roberto queria tirar dúvidas para a Olimpíada, talvez vá deixar Ningbo com ainda mais interrogações. Fernandinha, que era até outro dia a terceira opção, será titular? Adenízia ganhou de vez a vaga da então capitã Fabiana? Garay e Paula serão as pontas titulares? Vale a pena levar duas líberos?

Como escrevi em minha coluna semanas atrás, não gostaria de estar na pele do técnico.



MaisRecentes

Baixa importante em Taubaté: Otávio passa por cirurgia



Continue Lendo

Em jogo mais pegado, Brasil bate Holanda de virada



Continue Lendo

Vaivém: Itapetininga contrata central americano



Continue Lendo