Desnível técnico marca vôlei nos Jogos Mundiais Militares



Pelo nível da estreia, os torneios de vôlei dos Jogos Mundiais Militares serão fracos.

A equipe feminina do Brasil venceu os Estados Unidos por 3 sets a 0, com tranquilas parciais de 25/4, 25/7 e 25/7, no ginásio do Maracanãzinho.

A ponteira Regiane e a oposto Fernanda Berti, que veio do banco, foram as maiores pontuadoras da partida, com nove pontos cada. O técnico Helio Griner escalou a seleção do Brasil com a levantadora Ana Cristina, a oposto Monique, as centrais Natasha e Valeskinha, as ponteiras Regiane e Fernanda Garay, além líbero Verê. As ponteiras Dayse e Michele e a levantadora Camila Adão também jogaram.

A seleção feminina volta à quadra hoje, às 19h, para enfrentar a Alemanha. O confronto também será no Maracanãzinho.

A equipe masculina do Brasil seguiu o mesmo ritmo e também bateu os Estados Unidos por 3 sets a 0 (25/13, 25/10 e 25/13). O oposto Alemão saiu do banco e foi o maior pontuador da partida, com 13 acertos. O meio de rede Vini também pontuou bem e marcou 12 vezes.

Técnico da seleção masculina, Flávio Marinho optou por começar a partida com o levantador Vinhedo, o oposto Paulo, os centrais Vini e Douglas Cordeiro, os pontas Thiago Sens e Renato, além do líbero Lukinha. Também entraram o levantador Thiago Gelinski, o oposto Anderson e o ponteiro Gaúcho.

O próximo jogo da equipe masculina do Brasil será também nesta segunda, às 13h30, contra o Catar, no mesmo ginásio.



MaisRecentes

Vaivém: “Livre”, Thaisa seguirá atuando no Brasil



Continue Lendo

Jaqueline chega ao Japão para substituir Drussyla



Continue Lendo

Vaivém: Abouba espera aproveitar chance da vida no EMS/Taubaté



Continue Lendo