Desfalques não impedem Brasil 100% na semi



Brasil 3 x 1 Estados Unidos. Logicamente, um resultado a ser comemorado, já que as americanas possuem um dos melhores “conjuntos” do vôlei atual. Resultado que deve ser ainda mais comemorado pelos desfalques que Zé Roberto teve em Macau. Perder a invencibilidade neste jogo não seria bemérito algum para as campeãs olímpicas.

Não é fácil para qualquer seleção do mundo jogar, num duelo deste nível, atuar sem as duas principais pontas. Para piorar, a primeira opção de banco se recupera de uma cirurgia na canela. Por fim, a segunda opção que normalmente atua ficou no país e não disputa o Grand Prix.

Falo de Mari, Paula Pequeno, Natalia e Jaqueline, as quatro pontas que Zé mais usou nos últimos tempos. As duas primeiras se lesionaram já na fase final e contra as americanas não entraram em quadra. A jovem Natalia foi titular e deu conta do recado. Marcou 21 pontos e liderou o time no ataque. Já Fernanda Garay, uma grata surpresa neste GP, mostrou regularidade mais uma vez, ao marcar 14 pontos, e cada vez mais se firma no grupo antes da Olimpíada de Londres.

Agora, é a semifinal. De um lado, as sempre rivais Brasil x Rússia. De outro, Sérvia x Estados Unidos.

Mais tarde volto para falar sobre os dois jogaços.



MaisRecentes

Vaivém: Sesc confirma renovação de ponteiras



Continue Lendo

Seleção mantém embalo e não toma conhecimento das dominicanas



Continue Lendo

Vaivém: Site crava volta de Hooker ao Osasco



Continue Lendo