Derrotas…



É sempre difícil escrever com a razão quando a emoção quer falar mais alto. Mas não iria conseguir colocar a cabeça no travesseiro sem descarregar em palavras algumas sensações, constatações e imagens gravadas na memória nesta terça-feira.

À tarde, no Maracanã, Jakobsson, jogadora sueca, abraça duas rivais brasileiras após os pênaltis na semifinal do futebol feminino. Na madrugada, no vizinho Maracanãzinho, o pequeno Felipe, 6 anos, atravessa a quadra para abraçar o avô José Roberto Guimarães depois do tie-break com a China pelas quartas de final do vôlei, também feminino.

Cenas olímpicas. Cenas humanas. Cenas de duas derrotas doídas do esporte brasileiro. Cenas de sentimentos tão diferentes, mas também tão puros.

Ganhar um abraço carinhoso do rival, após 120 minutos de batalha e dez pênaltis batidos, me fez parei para pensar. A sueca poderia estar dando uma volta olímpica no mais puro êxtase, era o ápice, o auge, estava na final olímpica, eu refleti naquela hora. Mas ela preferiu consolar quem acabava de ver o tão aguardado sonho virar pesadelo. Bravíssimo!

E o que dizer do neto que aparece chorando muito, abraçado na bandeira do Brasil, durante o quinto set, ao ver o time treinado pelo avô estar perdendo? Ali ele ainda não tinha a certeza do resultado final, mas a pureza do sentimento era incontestável. Era incontrolável. A partida acabou com o resultado que o menino já sentia estar se aproximando. E ele não conseguiu esperar o protocolo oficial, quebrando o cerimonial. Precisava abraçar o avô, o herói, que acabava de ver escapar o objetivo de ser campeão olímpico mais uma vez.

Perdi também com as Seleções de futebol e vôlei nesta terça, confesso. Mas vi, vivi, senti e aprendi com dois momentos de mais pura nobreza da alma humana. Gestos de vitória!

 

 

 



  • Billy

    Uma pena a desclassificaçao do Brasil.Agora irei torcer pela Sérvia ou pela China no torneio que segue.Bola prá frente.

  • MVP do blog

    Sem dúvidas, nesses meus anos acompanhando o vôlei, foi um dos momentos mais tristes que presenciei.
    É dolorido ver essas meninas vitoriosas saírem de quadra sem a chance de ganhar uma medalha.
    É doído ver que mesmo jogando relativamente bem, a China mostrou porque a renovação, jogadoras diferenciadas como a Zhu, e jogar o jogo da vida, depois de várias derrotas são importantes para se firmar numa competição.
    Já havia dito que o resultado entre China e Brasil era indefinido, diferente dos outros jogos. O Brasil baixou a guarda e deixou a juventude acordar. Ficou parelho, mas no.fim, a China errou menos é foi mais.decisiva; me lembrou os jogos contra Rússia em 2006 e 2010;
    A verdade é que o passe e o não passe foram decisivos. O passe, porque vários pontos de contra ataque foram efetivados pela China, devido as bolas de graça fe uma recepção irregular.
    O não passe, porque mesmo com a bola na mão, Dani Lins não viu suas atacantes de meio serem tão efetivas, seja pelo levantamento não tão perfeito, seja pelo equívoco no próprio ataque.
    Ja havia dito que sem esse passe na mão, perderíamos. Mas não foi só isso. Seria muito simples.
    A China jogou como equipe, a Zhu não foi o sustentáculo do time. As “ponteiras” estavam virando, e as centrais bem no jogo.
    Foi no detalhe. Poderia ter sido do Brasil a vitória.
    Muita tristeza pois o ciclo de Seleção Brasileira terminou pra algumas ali, e sem medalha, o que é uma crueldade. É uma equipe que fez história e deixará saudades. Sinto que tão cedo não veremos uma equipe forte, coesa e com tantas figuras carismáticas.
    Obrigado por todas as vitórias e alegrias meninas!

  • Vanessa Cordeiro

    Ainda não consigo lidar com essas derrotas. 🙁
    Sei que faz parte, mas dói… dói demais!

  • will

    Eu não consigo acreditar nesses tipos de jogos mas acontece principalmente quando se dar uma chance de vitória quando se está na frente.Mas já foi infelizmente as coisas não acontece da forma que queremos essas meninas que tanto lutou e colocou 2 ouros no peito,mas justo nos jogos em casa sair sem ao menos uma medalha que lembrem esses jogos ! a China jogou muito bem conseguiu destabilizar o nosso passe e fez a ZHU fazer a festa.
    Agora nessa reta final de jogos me resta torcer pra Sérvia apesar de agora ficar aberto para as americanas levarem finalmente esse Ouro.

MaisRecentes

Dia de aplaudir o Zenit Kazan



Continue Lendo

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo