Definidas as semifinais da Liga



Itália x Sérvia (12h30). Brasil x França (15h30).

Essas serão as semifinais da Liga Mundial, neste sábado. A definição aconteceu após os duelos de hoje, em Cracóvia (POL), com os franceses batendo os sérvios no tie-break e os brasileiros fazendo 3 a 2 nos americanos. Os resultados deixaram o Grupo J com Sérvia em primeiro e França em segundo. Para desespero da torcida local (e também dos organizadores) a Polônia está eliminada. Já o Grupo K acabou com Brasil na ponta, seguido pela Itália. Os Estados Unidos deram adeus.

Bloqueio brasileiro em Cracóvia (FIVB Divulgação)

Bloqueio brasileiro em Cracóvia com Evandro, Isac e Maurício Borges (FIVB Divulgação)

O Brasil usou a partida para poupar alguns titulares. Lucarelli, Escadinha, Lucão e Maurício Souza, por exemplo, não entraram em quadra. Bruninho e Wallace entraram em algumas inversões de 5-1. Espaço para Evandro, Maurício Borges, Isac, Eder, Tiago Brendle… O oposto foi o maior pontuador da Seleção com 25 acertos. Mas, sendo repetitivo neste espaço, o maior “vencedor” nesta fase final de Liga é Maurício Borges. O ponta, com atuações seguras no ataque, passagens importantes pelo saque e um passe mais seguro, vem garantindo a vaga olímpica lá na Polônia. Nesta sexta foram 13 pontos (nove no ataque em 14 tentativas e quatro no saque). Com Murilo fora mais uma vez, ele inclusive ganha espaço para ser titular ao lado de Lucarelli. Douglas Souza teve uma atuação irregular, enquanto Lipe, mais seguro, foi importante principalmente na virada no fim do terceiro set. Vale ainda uma menção honrosa pelo belíssimo lance de William, no fim do quarto set, com um levantamento de costas e de manchete para Éder cravar em uma chutada de meio. Vai entrar no clipe da competição!

O equilibrado jogo parecia caminhar para um 3 a 0 para os americanos. Com Matt Anderson voando, o time de John Speraw abriu 2 a 0 e chegou a ter match point no terceiro. Não aproveitou, perdeu dois sets seguidos, levou a virada e acabou sendo eliminado Sorte da Itália, que deve ter sofrido demais acompanhando o confronto em tempo real pela internet, até o Brasil vencer dois sets.

Esse Brasil x França tem cara de final. Os europeus, atuais campeões, fazem um fim de ciclo olímpico muito bom, mas ainda não jogaram o que sabem nesta Liga. Vai ser legal ver também Ngapeth x Bruninho/Lucão. O trio ficou muito próximo durante a passagem por Modena, se conhece bem em quadra e deve protagonizar uma disputa à parte.

Palpites para o sabadão?

 



MaisRecentes

Supercopa abre temporada masculina mais imprevisível no Brasil



Continue Lendo

Itália e Sérvia na primeira final europeia do Mundial feminino



Continue Lendo

Minas e Dentil/Praia Clube conhecem rivais no Mundial



Continue Lendo