Decepção em parte de BH



A sonhada vaga no Mundial de Clubes escapou mais uma vez da mão do Vivo/Minas.

Pelo segundo ano consecutivo, o time mineiro decepcionou sua fanática torcida. Na noite de sábado, perdeu para os argentinos da UPCN, no tie-break, na semifinal e terá de se contentar com a disputa do terceiro lugar com o Boca Juniors.

Pouco para quem organizou o evento. Se tivesse vencido, já teria carimbado o passaporte para a principal competição de clubes do calendário da FIVB, pois o Sada/Cruzeiro, atual campeão do mundo e organizador do próximo, é o outro finalista. Este, por sua vez, com autoridade, fez 3 a 0 no Boca e conseguiu a incrível marca de 14 finais em 14 torneios disputados. Números pra lá de expressivos.

Na final deste domingo, com transmissão do SporTV, o Sada/Cruzeiro é favorito. A UPCN, atual campeã sul-americana, é mais fraca em relação à temporada passada. Conta com o oposto Theo, o romeno Olteanu, mas a ausência de Bengolea pesa.  E o time argentino já fez sua parte, que era garantir um lugar, pelo segundo ano seguido, no Mundial.



MaisRecentes

Brasil leva virada dos Estados Unidos em terceiro amistoso



Continue Lendo

Vaivém: Fronckowiak anunciado por clube polonês



Continue Lendo

Entrevista Skowronska: “Estou apaixonada pelo Brasil”



Continue Lendo