Danielle Scott é esfaqueada nos EUA. Irmã da ex-jogadora morre no ataque



A ex-jogadora Danielle Scott está internada em estado crítico, em um hospital em Baton Rouge, após ser esfaqueada pelo cunhado Michael Vallery no último domingo.

No ataque, Stefanie Vallery, irmã de Danielle, morreu. Ela estava em processo de divórcio do assassino. Dani Scott, sobrinha com o mesmo nome da ex-jogadora, também foi ferida no ataque.

– Minha mãe morreu nas minhas mãos. Eu não sei por onde eu vou começar a partir de agora. Nós estamos completamente perdidos – disse Dani, a sobrinha da atleta, a um jornal local.

Aos 46 anos, Danielle Scott tem no currículo a participação em cinco edições dos Jogos Olímpicos: Atlanta-96, Sydney-2000, Atenas-2004, Pequim-2008 e Londres-2012, tendo perdido as finais das duas últimas competições disputadas para o Brasil.

Dani também atuou na Superliga por Leite Moça, Osasco, Macaé, São Bernardo, Praia Clube. Ela também foi casada com o ex-jogador Eduardo Arruda, também conhecido como Pezão.

Segundo as informações de sites americanos, Danielle Scott passaria por cirurgias ontem.

No Brasil, a compatriota Hooker, após a vitória do Osasco/Audax sobre o Sesi Bauru, usou as redes sociais para pedir orações para Danielle. Já a conta oficial do Osasco no Twitter, que na época da passagem de Danielle Scott era chamada de Finasa, também fez uma postagem sobre o caso.

LEIA TAMBÉM

+ Confira as primeiras transmissões da TV Gazeta na Superliga



MaisRecentes

Coluna: O Brasil queria receber os Pré-Olímpicos de vôlei. Mas…



Continue Lendo

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo