Dani Lins volta aos treinos com foco no Campeonato Mundial



Pouco mais de um mês após o nascimento da filha Lara, Dani Lins está de volta aos treinamentos físicos.

A levantadora iniciou os trabalhos sob orientação do preparador físico da Seleção Brasileira, José Elias Proença, no Centro Dois Andares, no Morumbi, em São Paulo. E objetivo dela é bem claro: disputar o Campeonato Mundial, no Japão, a partir do fim de setembro.

– Eu queria jogar a Liga das Nações, mas não vai dar tempo, ainda mais porque a Lara não pode viajar antes dos três meses. Pelo que eu sei, o Zé Roberto (técnico José Roberto Guimarães) me inscreveu na Copa Pan-Americana, no final de julho, quando espero estar pronta para jogar. O objetivo maior é ir para o Mundial, no final de setembro, no Japão. Se eu estiver fisicamente bem, tecnicamente bem e o Zé Roberto achar que eu tenho condições de ir, vou fazer de tudo para dar o meu melhor. Quero muito ir. É o único campeonato que a seleção feminina não tem – revelou Dani, que espera estar apta a treinar com bola em um mês.

Dani Lins e Zé Elias (Divulgação)

Zé Elias explica que o principal cuidado com Dani Lins deve ser com as articulações.

– Na preparação do corpo para o parto, há liberação da elastina, que, junto com o colágeno, é um componente de tendão, ligamento e cartilagem, e que a articulação começa a se abrir, dando condição para o parto. E isso requer cuidado, porque no pós-parto esses espaços articulares continuam presentes e pode gerar instabilidade – explicou o preparador.

– Tem um ditado que é assim: se levou nove meses para gestar a criança e abrir os espaços articulares, vai levar nove meses para voltar ao que era antes. Mas, com a memória de um trabalho prévio, o pós-parto pode ser facilitado e, por exemplo, no caso do atleta, em três meses ela pode resgatar a estabilidade articular – completou Zé Elias.

Dani Lins sempre leva Lara para acompanhá-la (Divulgação)

– A Dois Andares é supercompleta e a metodologia de trabalho do Zezinho (apelido de Zé Elias entre as atletas), com ênfase no pilates, é ótima. Ele até brinca assim: ‘acho que eu estou esquecendo da musculação,’ mas sinto que no pilates você faz uma musculação e às vezes fica até mais cansada do que quando só puxa ferro na academia. E eu acho muito melhor. É um estilo livre e sem o estresse de só ficar pegando peso – comentou Dani Lins.

LEIA TAMBÉM

+ Datas, locais e horários das finais da Superliga feminina



MaisRecentes

Copa altera o status da Seleção Brasileira masculina



Continue Lendo

Coluna: Vale prestar atenção na vizinhança



Continue Lendo

Coluna: Já esperava ver a Seleção em outro patamar



Continue Lendo