Da Rússia, a volta de um “fantasma” e a triste despedida de Alekno



O último post de 2012 vem da gelada Rússia.

Muito triste saber que Vladimir Alekno, campeão olímpico com a Rússia em Londres, está se afastando da seleção masculina por enfrentar problemas cardíacos.

– Minha saúde não me permite continuar com o trabalho na seleção – disse ao jornal Sport-Express.

Alekno, de 45 anos, anunciou a decisão após perder a Copa da Rússia, no sábado. Seu time, o Zenit Kazan, caiu diante do Belgorod, time do segundo personagem deste post: Muserskiy.

O gigante foi eleito o MVP da competição. Na final, ele (jogando como central) anotou 15 pontos. O maior pontuador do time foi o oposto alemão Grozer, com 22.  Pelo Zenit, o oposto Mihaylov anotou 23.

Por muito tempo os brasileiros vão se lembrar da dupla Alekno/Muserskiy, responsável pela fantástica virada russa sobre o Brasil na final olímpica.

Se eu não passar mais por aqui entre domingo e segundo, um excelente 2013 a todos. Muita saúde, paz, realizações pessoais e profissionais e, de quebra, um pouco de vôlei para todos.

 

 



  • meyre

    Um feliz 2013, com muita saúde e felicidades à todos!
    Espero que o volei brasileiro se fortaleça, que as empresas investam no volei, que a nossa superliga seja mais competitiva e mais organizada, que mais canais de tv falem mais sobre o volei, que São Paulo ganhe uma arena de volei ( igual ao maracanãzinho).

  • Marcello Souza

    Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo.

  • SH

    Daniel, o Alekno não tem problemas cardíacos. Na verdade ele utilizou uma expressão bastante comum entre os russos quando deixam algo importante de lado, algo do tipo “meu coração mandou parar” e “vou cuidar da minha saúde”. Isso me foi explicado por uma amiga russa. Seria um exagero comum entre eles, assim como o nosso “você quer me matar do coração”, quando algo ou alguém nos assusta ou ocorre uma grande surpresa. O homem está saudável, ainda bem.

    O Alekno vinha se desgastando com a federação russa, pois ele não recebe nada para treinar a seleção, ganha apenas pelo clube, e não gostou nada que a situação permanecesse igual neste ciclo, apesar do ouro em Londres. A tensão aumentou depois que ele acusou a mídia local de aumentar suas palavras quando fez um comentário após o suicídio do técnico da seleção feminina. Dirigentes disseram que ele não tinha habilidade para lidar com a imprensa. Vladimir Alekno não gostou.

    Especula-se na Rússia que o próximo técnico da seleção masculina será um desses três: Shipulin, Voronkov ou Borshch. Entre os torcedores há uma torcida para que o próximo treinador fracasse no Mundial 2014 e que Alekno retorne para as Olimpíadas no Rio em 2016. Os fãs russos acham que só Alekno vai conseguir parar o time do Bernardinho em pleno Rio de Janeiro.

    • Daniel Bortoletto

      espero que esteja certo, mas todos os sites internacionais que olhei vão na linha do problema de saúde mesmo

      • César Castro

        Vejamos essa matéria do RT:

        Vladimir Alekno, who led Russia to volleyball gold at the London Olympics, is leaving the national team due to heart problems.

        ­“The decision, which I made in the end is fully mine,” Alekno told Sport-Express newspaper. “I didn’t listen to neither my family nor friends and colleagues – only myself. My current health doesn’t allow me to keep working with the national team.”

        “I’m already getting worrying SMS-messages from here,” he added, putting his hand to the left side of his chest.

        The 45-year-old announced his decision after his club Zenit Kazan lost the Russian Cup final to Belogorye 3-1 on Saturday.

        “I have to cope with too much stress at the moment,” he explained. “Besides I’m used to always fighting for the first spot. And, as you see, it’s not possible to win every time. Today’s match against Belogorye is a perfect example.”

        Russia won their first Olympic gold since 1980 under Alekno in London this summer, beating favorites Brazil 3-2 in a thrilling decider.

        The coach also took bronze with his country in Beijing 2008, as well as plenty of international and domestic trophies at club level.

        Apesar de a matéria citar claramente um problema cardíaco, as palavras do técnico parecem ter um sentido mais leve.
        Ele fala de SMSs preocupantes. O que leva a entender que são sinais de stress (que ele cita literalmente tb).
        Pela leitura, nada indica um diagnóstico médico seguro mesmo.
        Acho que o colega tem razão!

  • César Castro

    Eu nem sabia que o Alekno possui problemas cardíacos.
    O fato é que ele deve realmente cuidar da saúde.
    Ele está bem acima do peso. Boa sorte pra ele nessa ano que começa!

  • Gugaol

    Depois de ver a final olimpica, me pergunto pq no normal o Musersky nao joga como Oposto nos Clubes??

MaisRecentes

Vaivém: Jaqueline no Hinode/Barueri



Continue Lendo

Cai o primeiro técnico após UMA rodada da Superliga



Continue Lendo

Luizomar e Rizola não conseguem vaga no Mundial



Continue Lendo