Da Rússia, a volta de um “fantasma” e a triste despedida de Alekno



O último post de 2012 vem da gelada Rússia.

Muito triste saber que Vladimir Alekno, campeão olímpico com a Rússia em Londres, está se afastando da seleção masculina por enfrentar problemas cardíacos.

– Minha saúde não me permite continuar com o trabalho na seleção – disse ao jornal Sport-Express.

Alekno, de 45 anos, anunciou a decisão após perder a Copa da Rússia, no sábado. Seu time, o Zenit Kazan, caiu diante do Belgorod, time do segundo personagem deste post: Muserskiy.

O gigante foi eleito o MVP da competição. Na final, ele (jogando como central) anotou 15 pontos. O maior pontuador do time foi o oposto alemão Grozer, com 22.  Pelo Zenit, o oposto Mihaylov anotou 23.

Por muito tempo os brasileiros vão se lembrar da dupla Alekno/Muserskiy, responsável pela fantástica virada russa sobre o Brasil na final olímpica.

Se eu não passar mais por aqui entre domingo e segundo, um excelente 2013 a todos. Muita saúde, paz, realizações pessoais e profissionais e, de quebra, um pouco de vôlei para todos.

 

 



MaisRecentes

Conheça Kadu, a novidade da Seleção nos jogos pré-Mundial



Continue Lendo

Em dia de justa homenagem por ouro em Pequim, Brasil perde a quarta seguida



Continue Lendo

Coluna: Uma semana estranha para o vôlei brasileiro



Continue Lendo