Dá para escolher grupo na fase final da Liga das Nações?



A última etapa da Liga das Nações feminina, a partir desta terça-feira, definirá os grupos da fase final. E será que existe uma combinação melhor para a Seleção Brasileira?

Pelo regulamento da competição, os dois grupos serão divididos da seguinte forma. No A ficarão as chinesas, donas da casa, além do terceiro e do quarto colocados na fase classificatória. Atualmente seriam Sérvia e Turquia.

No Grupo B, primeiro, segundo e quinto colocados, ou seja, Estados Unidos, Brasil e Holanda neste momento.

Os dois melhores avançarão para as semifinais.

Com mais três jogos pela frente, todas as cinco posições estão indefinidas. Os Estados Unidos somam 11 vitórias, uma a mais do que o Brasil. Sérvia, Turquia e Holanda possuem nove cada. A Itália, com sete triunfos, é a única seleção ainda com chance de entrar no G5. Precisará vencer todos os seus jogos e torcer por derrotas dos concorrentes. Uma situação bem complicada.

Brasil e Holanda estão perto da classificação (FIVB Divulgação)

Alguns jogos nesta semana serão chave para a definição das posições, por exemplo: Turquia x Holanda, Sérvia x Estados Unidos, China x Holanda, China x Turquia e Itália x Brasil. A Seleção Brasileira ainda enfrentará Bélgica e Tailândia na etapa italiana da Liga.

Como as americanas ainda terão as frágeis argentinas pela frente, não creio que a liderança mude de mãos. Desta forma, caberá ao Brasil manter a segunda posição e cruzar novamente com os Estados Unidos ou, em caso de derrotas, cair para terceiro ou quarto e ter a China pela frente. Sinceramente não vejo caminho mais fácil a escolher nestes cenários.

LEIA TAMBÉM

+ Os ensinamentos para a Seleção masculina na Liga das Nações



MaisRecentes

Coluna: O Brasil queria receber os Pré-Olímpicos de vôlei. Mas…



Continue Lendo

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo