Os três “cortes” de Renan Dal Zotto



Renan Dal Zotto anunciou nesta manhã a lista de 18 jogadores convocados para a Liga Mundial. O repórter Jonas Moura esteve lá na sede da CBV: http://www.lance.com.br/volei/renan-chama-base-olimpica-para-liga-mundial-levaremos-melhor.html

O novo treinador da Seleção inscreveu 21 atletas para a competição, deixando assim três fora da convocação: o central Isac (Sada/Cruzeiro), Mário Júnior (Funvic/Taubaté) e Rafael Araújo (Bedzin-POL) ficaram fora.

Eder, Mario, Rapha e Lucas Loh foram inscritos. O líbero ficou fora da convocação (Bruno Miani)

Eder, Mario, Rapha e Lucas Loh foram inscritos. O líbero ficou fora da convocação (Bruno Miani)

Admito que os dois primeiros nomes me surpreendem. Isac era cotado para disputar a Rio-2016, acabou perdendo espaço e fazendo Bernardinho reclamar de “problemas físicos”. Voltou ao Sada, participou da conquista da última Superliga e manteve uma certa regularidade. Mas o treinador resolveu deixar apenas quatro centrais (três campeões olímpicos e Otavio, destaque do Taubaté). E, pessoalmente, não vejo Isac jogando menos do que Lucão, por exemplo.

Renan disse na entrevista que conta com Isac no decorrer do trabalho.

Já Mário Júnior, campeão mundial em 2010, voltava a ter uma oportunidade após a aposentadoria de Serginho Escadinha. Atrás de Brendle, o via como reserva da posição. Mas Renan optou por Thalles, certamente com a chancela de Marcelo Fronckowiak, treinador do líbero em Canoas. E neste caso acho que eles acertaram em apostar em um “fato novo”.

Rafael Araújo, por fim, “disputava” a posição com Renan. E acabou preterido após a boa Superliga do “rival” por Juiz de Fora.



MaisRecentes

Coluna: O Brasil queria receber os Pré-Olímpicos de vôlei. Mas…



Continue Lendo

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo