Copa Brasil. Uma bola dentro e outra muito fora



A criação da Copa Brasil é um avanço no calendário brasileiro, atendendo um pedido antigo de jogadores, clubes e patrocinadores. O torneio acontecerá em janeiro (15, 23 e 25 no masculino, 16, 17 e 18 no feminino), com a final de cada naipe prevista para transmissão pela Rede Globo. Os locais das decisões ainda não foram confirmados, mas Maringá é uma das possibilidades reais.

Este é o lado bom da nova competição, que dará vaga ao Sul-Americano, que é classificatório para o Mundial de Clubes. O ruim, na minha opinião, é a regra de classificação ser diferente para homens e mulheres. E vejo o masculino como a melhor opção. Já debati com alguns seguidores do Twitter e agora compartilho com todos aqui no blog.

Entre os homens, a Copa Brasil contará com os oito melhores do primeiro turno da atual Superliga. Estimular a disputa da primeira metade da principal competição nacional é um ponto positivo, já que normalmente é a parte mais chata, com times menos entrosados, sem tanta emoção. Cria-se um motivo para terminar bem o turno, com uma premiação muito clara. Entre as mulheres, irão disputar a Copa Brasil 2014 os oito melhores times da Superliga 2013. Ou seja: você jogou a temporada passada sem tal meta e viu a vaga agora cair no seu colo, do nada. Ninguém jogou e se esforçou por tal meta. E ainda você afasta da nova competição todos os times recém-criados (e olha que não são poucos: Brasília, Barueri, Maranhão, Uniara…) Para ser justo, tal decisão foi dos clubes, não da CBV.

Já o regulamento é ideal. Jogarão primeiro x oitavo, segundo x sétimo, terceiro x sexto e quarto x quinto. Jogo único nas quartas, avançando quatro para a semi e depois a final. Três jogos para a título, todos decisivos. A única diferença é que todos os jogos do feminino serão em uma única sede. Já o masculino fará as quartas de final na casa dos times com melhor classificação. Depois semi e final em um mesmo local.

Os duelos entre as mulheres nas quartas serão: Unilever x Rio do Sul, Molico/Nestlé x Minas, Vôlei Amil x Pinheiros e Sesi x Banana Boat/Praia Clube.  Se a regra fosse a mesma do masculino, São Caetano, Brasília e Barueri estariam atualmente na disputa, saindo Sesi, Rio do Sul e Minas.

Hoje os confrontos dos homens, pela atual classificação que ainda pode mudar um ou outro duelo: Sada/Cruzeiro x São Bernardo, Sesi x Moda Maringá, RJ x Kappesberg/Canoas e Brasil Kirin x Vivo/Minas.

O que vocês acharam?



MaisRecentes

Dentil/Praia Clube confirma presença no Mundial



Continue Lendo

Seleções disputarão amistosos pelo país antes dos Mundiais



Continue Lendo

O adeus do genial genioso Ricardinho



Continue Lendo