Conheça o ranking para a próxima temporada



A CBV também divulgou o ranking de atletas para a temporada 2014/2015.

Entre as mulheres, a levantadora Dani Lins, do Sesi, passou a ter pontuação máxima, se juntando a Fabiana, Fernanda Garay, Jaqueline, Natália, Sheilla, Tandara e Thaisa. Pela nova regra, cada clubes poderá ter, no máximo, duas delas.

Entre os homens, passam a ter sete pontos os cruzeirenses William e Leal, o ponta Lucarelli, do Sesi, e o levantador Rapha, que está na Turquia. Já Murilo desceu para seis.

Veja a lista completa abaixo:

http://www.cbv.com.br/v1/superliga/arquivos/RANKING_OFICIAL_MASC_2014-2015_20-03-14.pdf 

http://www.cbv.com.br/v1/superliga/arquivos/RANKING_OFICIAL_FEM_2014-2015_20-03-14.pdf

 



  • Paulo

    Jaque e Dani Lins foram as únicas mulheres a se manifestar contra o ranking, ficou meio óbvio que a segunda ia subir para sete.

  • Arlindo

    Jaqueline reclamou, reclamou…

    Mas o mais prejudicado é o Sesi, que teve a pontuação do time atual bastante elevada.

    E acredito que as equipes possam se equilibrar ainda mais pra próxima temporada com essa mudança.

    É esperar pra ver o que vai acontecer.

  • Andréa

    Como é que a Sarah Pavan, que está ativa, caiu de 7 para 6 e a Jaque, que está parada, se manteve com 7??????????
    E a Ivna, com a mesma pontuação da Gabi, do Rio????

    • Caio Assis

      Ju Costa passou a temporada parada e também está valendo 5, Andréia leva um time sozinha nas costas e vale 4…

  • Marcelo Souza

    Pronto. Os recalcados Bernachatinho e o Zé Cagão conseguiram no tapetão o que não conseguem em quadra.Vencer o MOLICO/OSASCO. Imagina só o Unilixo é a unica equipe grande a não ter jogadoras de 7 pontos para a próxima temporada.
    Tudo bem, acredito que manteremos a Thaisa, Sheilla, Fabiola, Camila Brait, Adenizia a base esta mantida. Resta agora saber se Sanja e Caterina vão ficar, se ficar OK, caso saiam a Nestlé tem dinheiro para contratar ponteiras de alto nível e manter o padrão de jogos. Algumas reservas como Gabi e Talita são importantes ficar. Os recalcados sorriem agora. Mas quem ri por ultimo ri melhor.

    • Livia

      Hummm…qual é o atual campeão da sl mesmo? Ah ta,so pra saber mesmo.

  • João Vitor

    Juro q não entendi os critérios. Pq a diferença entre a Jaque e o Murilo por exemplo? São os meus dois ídolos maiores mas se ele caiu pra 6.por ter ficado um longo tempo sem jogar, q sentido tem ela q tb ficou continuar valendo 7? Depois quando vários atletas forem para o exterior e a SL perder prestígio e competitividade, quero ver se os “culpados” por essa situação irão se manifestar. Só observo…

    • bernardo

      A culpa é do UNILIXO que votou para tentar tirar a Jaque do Osasco por causa da pontuação, mas todos sabemos que a Jaqueline prefere jogar no time paulista e que nenhum time tem patrocinador mais forte do que o MOLICO, então acho que o Osasco deveria manter a Jaque e a Thaisa, dispensar a Sheilla que já não é mais a mesma e trazer uma oposta estrangeira. Que tal HOOKER? Pesadelo das cariocas.

      • aline

        Engraçado que o próprio MOLICO, voto a favor da nova regra, e se eles davam tanto valor assim
        na Jaqueline, eles teriam votado contra. Jogaram um balde de água fria nela.

      • Decacampeão

        O choro é livre Bernardo. Molico eterno freguês. Pode contratar a seleção brasileira inteira que treme contra a Unilever. Vice eterno kkkkkkkkkkkkkkk

  • Edson Pelegrino

    Daniel e a pontuação total dos times femininos sobe pra 40??É isso mesmo?

  • Jéssica Stefanny

    Perai, pq Fabizinha que é bi campeã olímpica e atuou durante essa temporada esta com 6 pontos enquanto a Jaque que ficou parada durante essa temporada da SL permaneceu com 7? Concordo com o que o Marcelo souza disse, querem ganhar do Molico/Osasco no tapetão.
    O Murilo caiu pra 6 pq ficou parado durante um tempo,pq o mesmo não aconteceu com a Jaque?
    Eu acho que esse ranking é uma porcaria, quem tem quem ter as melhores equipes são os que mais investem, onde que um clube como o Pinheiros, por exemplo, pode ter uma jogadora como a Jaqueline no seu elenco se não tem investimento para isso? Esse ranking desestimula os grandes investidores. A única saída vai ser as jogadoras com 7 pontos ir para o exterior e com isso acontecer a desvalorização da SuperLiga, foi isso que aconteceu com a Fê Garay e vai acabar acontecendo com outras jogadoras. Tudo isso pq o Unilever/Rio de Janeiro e o Amil/Campinas não conseguem ganhar do Molico/Osasco kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk. #NãoAoRanking

  • Rodrigo

    Juciely, Fabizinha, Brait entre outras valerem menos q a Natalia q ta bichada e n apresenta aquele antigo voleibol kkkkk não sei quais são os critérios usados para este ranking.
    Uma coisa é certa, a Sheylla vai vazar do Molico/Osasco pois é bem clara a preferência do treinador pela Jack, se a oposta da seleção quiser continuar no Brasil q procure outro clube q nao seja Sesi, Amil e Unilever. Os dois primeiros por já terem suas maiores pontuadas e q acho difícil abrirem mão, já o último por ter sido trocado!!

  • Afonso RJ

    Gostei das alterações.

    1 – São 8 as atletas com 7 pontos. Duas por equipe está de bom tamanho. Não acredito que não haja mercado aqui no Brasil para todas eles.

    2 – Aumentou o máximo de pontos por equipe de 32 para 43. Apenas estendeu-se para as demais equipes o que era permitido a apenas uma.

    3 – Um ponto interessante pouco comentado foi a mudança na bonificação para clubes formadores. Pontuação zero apenas até os 22 aninhos. Depois disso haverá apenas uma redução de 2 pontos sobre o ranking normal. Desse modo, Adenísia que atualmente vale 0, passa a valer 4 pontos (6 – 2).

    Os osasquenses, estão subindo nas tamancas. Agora acabou-se a mamata que permitia a eles, enquanto vedava aos demais, a formação de supertimes. Preparem-se nos próximos comentários para o chororô, pois ninguém gosta de perder privilégios. Aliás, até já houve um que se manifestou aí por cima. E ainda teve a cara de pau de chamar o Bernardinho e o Zé Roberto de “recalcados”. A gente vê cada uma por aqui…

    • Caio Assis

      AdeniZia nem bola de xeque anda acertando mais e é tão temida. Um beijo no ombro para o recalque passar longe.

    • Liz

      As pratas da casa da Unilever, Amanda e Regiane, também deixarão de valer zero nesse caso, que estória é essa que somente o Osasco é beneficiado? Ah é, as duas são café com leite, a única seleção que conhecem é a universitária,

      • Afonso RJ

        Eu não disse??
        Tome-lhe chororô. E como se não bastasse, ainda ficam desmerecendo as craques da Unilever, como se o Osasco não tivesse Samaras e Gabis. KKKKKKKKK

      • Carlos

        É que nessas horas ninguém lembra que Regiane há algumas temporadas atrás valia 6 e só contava 1 na somatória, que a Amanda vale 0.

        • Afonso RJ

          Lembro perfeitamente da Regis e Amanda. Já emiti minha opinião aqui que não acho uma boa esse negócio de atleta formada na casa ficar indefinidamente valendo 0 pontos. Achei ótima a modificação que acaba com isso. Ótimo que valha para tanto do Osasco quanto para a Unilever, assim como para os demais times.

    • Bernardo

      Eu acho que inveja tem você, se teu time não consegue patrocinador melhor que o do time rival vc prefere diminuir o do outro time e nivelar por baixo típico de time carioca. Agora me diga quem está invicto, dois jogos 3×0 não foram suficientes, espero vcs na final ou não, tem o Pinheiros pelo caminho.

      • Afonso RJ

        Inveja eu? Quem é mesmo o atual campeão da superliga? Ahhh, sei…
        E diga-se de passagem: ninguém diminuiu o Osasco em numero de pontos. Apenas elevou-se os pontos dos demais. Ou querias continuar com o Osasco com 48 pontos e os demais com um teto de 32. Típico de osasquense. Assim, meu caro, até eu…

  • Caio Assis

    Qual a necessidade de pontuar todas as estrangeiras com 5 pontos independente da qualidade da jogadora? Dar essa pontuação para uma Brankica, Sanja ou Caterina até está ok, mas e para uma Alaina, Lynda, a própria Yael que foi avaliada e ganhou 3? Os clubes dão ao vôlei um investimento de esporte amador e querem garantir o resultado no tapetão, isso só nivela a qualidade do esporte por baixo.

    • Bernardo

      Sou da mesma opinião, quem não consegue por seus méritos faz de tudo para o adversário de ferr..

  • Liz

    Daniel, é verdade que também foi decidido por votação que na próxima temporada a equipe de Osasco só vai poder pontuar seguindo aquela regra do Golden Formula (primeiro ataque atrás da linha dos 3 metros) e sem líbero?

    Acho que isso só vai servir para dificultar ainda mais o trabalho dos árbitros, é mais fácil eles continuarem com o modus-operandi padrão de pontuar a equipe adversária sempre que há dúvida, se a ideia é mesmo equilibrar as equipes, o clube paulista podia jogar de olhos vedados, como o vôlei é um esporte dinâmico, talvez elas demorem um tempo a se adaptar e até ocorram umas lesões, mas o que é um tornozelo torcido perto de você não poder nem escolher onde trabalhar? Ainda é mais um item para aquele site beneficente oferecer, os fãs terão a chance de adquirir lindos modelos de vendas rosa pink ou verde fluorescente autografadas pelo seu ídolo e ainda ajudar a claridade.

    • Afonso RJ

      Aproveitando:
      Daniel, é verdade que a proposta do Osasco era que sua pontuação máxima subisse para 7.359 pontos e pudesse usar 67 atletas com 7 pontos, enquanto os demais teriam sua pontuação máxima reduzida para 3 pontos e não poderiam usar nenhuma atleta de 7 pontos?

      • Carlos

        Cara eu acho, só acho, que se a pontuação máxima fosse reduzida para 3, não caberia nenhuma jogadora de 7, matemática básica certo?

        Você é o único que está aqui reclamando que o Osasco tem uma pontuação maior que as outras equipes, na boa, que culpa o clube tem de ter revelado e mantido duas jogadoras do nível de Adenizia e Brait? Qualquer outra equipe poderia ter feito o mesmo, Carrijo é cria do Praia e vale 0, o Pinheiros tem a Ellen com a mesma pontuação, Regiane saiu do SESI Uberlândia para o Rio valendo 1 ponto e é isso que conta até hoje, isso estimula o clube a fazer um trabalho de longo prazo. E a Jaque, que vale zero como repatriada, que outro clube repatriou uma jogadora do nível dela e manteve por tanto tempo? Se a Fofão fosse mais nova e ainda tivesse fôlego ficaria por anos valendo 0 para o Rio e deixando muita novinha com inveja.

        As regras sempre foram as mesmas para todos com as devidas bonificações dadas a que as merecesse.

  • Liz

    Daniel, é verdade que também foi decidido por votação que na próxima temporada a equipe de Osasco só vai poder pontuar seguindo aquela regra do Golden Formula (primeiro ataque atrás da linha dos 3 metros) e sem líbero?

    Acho que isso só vai servir para dificultar ainda mais o trabalho dos árbitros, é mais fácil eles continuarem com o modus-operandi padrão de pontuar a equipe adversária sempre que há dúvida, se a ideia é mesmo equilibrar as equipes, o clube paulista podia jogar de olhos vedados, como o vôlei é um esporte dinâmico, talvez elas demorem um tempo a se adaptar e até ocorram umas lesões, mas o que é um tornozelo torcido perto de você não poder nem escolher onde trabalhar? Ainda é mais um item para aquele site beneficente oferecer, os fãs terão a chance de adquirir lindos modelos de vendas rosa pink ou verde fluorescente autografadas pelo seu ídolo e ainda ajudar a caridade.

  • Eduardo Araujo

    Gente me ajudem aqui, estou olhando a pontuação das jogadores.

    O SESI tem 2 atletas de 7 pontos.
    O Amil tem 2 atletas de 7 pontos.
    O Molico tem 2 atletas de 7 pontos.

    Vendo os times o único time que não possui atletas de 7 pontos é o Unilever.

    Olhando o lado da Jaqueline que reclamou nas redes sociais falando que não teria aonde jogar…

    Sobrou para ela o Unilever, oq é uma situação difícil, já que ela é mãe agora.

    Mas nesse caso teria que o Murilo ficar em SP e ela no rio com o filho.

    Situação complicada! penso que seria mais correto a cbv colocar os pontos nos atletas, dessa forma na teoria ela não teria interesse, oq acontece hoje quando os clubes que colocam a pontuação.

    E a tendência é piorar para o futuro, já que vcs viram a quantidade de atletas com 6 pontos a SL possui?

  • Caco

    Gozado o que fazem com a Dani Lins. Ela é disparada a melhor levantadora do Brasil, dão a ela pontuação máxima, mas na hora de a premiarem como melhor levantadora da Superliga, dão o prêmio para a Fabíola… Não há coerência. Se a Fabíola foi a melhor levantadora das duas últimas Superligas, por que não é 7 no ranking, enquanto a Dani Lins é?

    • Luiz

      Caco tb bem q a Dani seja, nesse momento, a melhor levantadora do voleibol brasileiro… eu concordo com vc!! Mas ñ acho q ela esteja disparada a melhor levantadora ñ. A Fabíola tb eh uma otima levantadora, com poucos erros e bastante ousada. Quanto ao ranking acredito que a Dani esteja com pontuação 7 pq se trata de uma campea olimpica, titulo esse que a Fabiola não tem.

      • Caco

        Talvez eu tenha exagerado um pouco mesmo. Porém, acho que a Dani Lins atualmente está em outro patamar. Na minha opinião, a Fabíola é uma boa levantadora, mas joga bem apenas com o passe na mão. Quando o passe não é bom, ela se desespera e a estratégia da equipe vai para o saco. A Dani Lins tinha um problema parecido, mas hoje em dia parece muito mais madura e capaz de administrar o jogo da equipe tanto em situações favoráveis quanto em momentos difíceis.
        Acredito que o ranking não segue totalmente o campeonato olímpico. A Fabi e a Paula também foram campeãs olímpicas e não estão com sete pontos.

        • Luiz Henrique

          Dani Lins é a melhor levantadora do Brasil, sim! É mais jovem que a Fabíola e joga sem o passe na mão… O que me impressiona bastante é o entrosamento dela com a Fabizona. As chinas são perfeitas! Ótimo para o Sesi e, principalmente, para a seleção brasileira.

  • Aline

    RANKING no Brasil nunca será justo! Sempre será subjetivo e discriminatório…
    O que adianta RANKING??? NADA!!!
    Pois, mesmo com Ranking, durante 10 anos seguidos somente OSASCO(Molico) ou RIO DE JANEIRO(Unilever) ganham a Superliga!!!
    Eu acho que separar jogadores por pontuação é UMA ATITUDE DISCRIMINATÓRIA!
    Jogadores não deveriam aceitar serem rotulados como mercadoria!
    Como uma jogadora que está um tempão parada, primeiro por contusão e depois pela gravidez recebe 7 pontos???
    E, como seu marido, Murilo, que é um dos melhores do Mundo recebe 6???
    Na verdade ne Jaqueline deveria receber 7, nem o Murilo 6, ambos não tinham que receber ponto nenhum! Afinal eles não são mercadoria!
    Acho injusto ter que separar um casal, ainda mais com filho recém-nascido devido a um RANKING injusto que impedem as pessoas de jogaram onde querem!
    Recorram à Justiça do Trabalho!
    Procurem o Ministério Público para impetrar uma ação de INCONSTITUCIONALIDADE contra esse ranking!

  • Aline

    INEXPLICÁVEL a diferença de pontuação entre o casal JAQUELINE e MURILO.
    RANKING INJUSTO, FAJUTO, CORRUPTO, IMORAL, INDECENTE: NÃO DEVERIA EXISTIR!!!

  • Osmar Cordeiro

    O problema de qualquer norma , lei e regra é o meio termo , ou é ou não é ,qdo começa essa história de jogador estrangeiro ,bonificado , repatriado e etc . Gostaria de saber como é feito o critério , estatística ? nome ? premiações ? Agora as equipes além de se preocupar com o planejamento da equipe com o financeiro , vão ter q fazer continha pra não bater a pontuação máxima . Enquanto a superliga tiver desse molde com equipes patrocinados algumas com data de validade não adianta nada querer nivelar , até pq os jogadores(as) que tem pontuação 7 são valorizados e poucas equipes consegue manter os mesmos , daí ficam parados ou partem pro mercado externo . Sonho seria ver um campeonato nivelado com jogadores de 7 e 6 espalhados em 8 mais equipes .

  • Daniel

    O melhor de tudo isso é ver o único ponteiro considerado titular da seleção – MURILO – ao inves de valer 07 pontos.. me vem um ranking com pontuação 06 – coincidencia ou nao pro SESI né? Me poupi CBV! Ordinária!

  • daniel

    Apesar de tudo, o novo ranking é histórico e traz um grande simbolismo. Após quase vinte anos, uma levantadora que não Fernanda Venturini ou Fofão recebe a pontuação máxima. O reconhecimento é justo e chega no momento correto. Dani Lins é hoje uma craque de bola

  • daniel

    Para mim, valem 7 pontos: Dani Lins, Fabiana, Thaisa, Fernanda Garay, Tandara, Sheilla, Fabi e Camila Brait.
    6 pontos: Juciely, Adenízia, Jaqueline, Nathalia, Paula Pequeno, Andreia Laurence, Monique, Sarah Pavan

  • Andréa

    Todo mundo está falando da Jaque, que é quem está sem time no momento, mas, pelo que li em outro blog, o Sesi vai mudar para o interior e reduzir os investimentos, então talvez Dani Lins e Fabiana também fiquem sem time.
    O problema da Superliga não é o ranking (mesmo com ele, Osasco e Rio dominaram na última década). O problema é a falta de visibilidade, é uma emissora aberta comprar os direitos de transmissão para passar apenas as finais. Que empresa vai querer investir num esporte que não tem visibilidade???
    Não adianta diminuir a quantidade de atletas de 7 pontos. Isso só vai fazer com que as melhores jogadoras tenham que ir para o exterior. A Jaque, por exemplo, ou vai para o Rio ou para fora do país, porque nenhum outro time conseguirá bancá-la. A menos que ela aceite um salário muito menor do que recebia no Osasco.
    Para mim, o que querer fazer é nivelar por baixo. Ao invés de buscar formas de ajudar os times pequenos a crescer, querem diminuir os times grandes.

  • Fabiano Gomes

    Daniel, sempre acompanho seu blog, leio tudo, mas não tenho hábito de escrever. A gente sempre tem alguma discordância do ranking, porém, esse assunto me deixou intrigado mesmo por um motivo e percebi que a maioria aqui tb estranhou, que é a pontuação do Murilo. Não esperava e vou analisar a situação apenas com fatos e opiniões dos especialistas. Primeiro que o ponteiro é considerado vital para a própria seleção, especialistas consideram que a formação ideal da seleção é com ele e Lucareli e é aí que coisa fica estranha pois Leandro Vissotto e Dante, que estão sendo preteridos nas últimas convocações, continuam com 7. O Vissotto depende, às vezes arrebenta e muitas vezes decepciona, tanto é que ganhou fama de entrar lento nos jogos por parte dos especialistas, hoje o Wallace é reonhecido como o tiutlar da seleção. O Dante está visivelmente abaixo do que sempre foi. Ah tá, mas o Murilo estava parado. Só que esse não parece ser o motivo já que este é o caso de tantos outros, inclusive da própria esposa.

    Por isso gostaria de te pedir, Daniel, um post só pra reavivar e atualizar na nossa memória os critérios para a formação desse ranking. E, é claro, informações quentes dos bastidores, politicagens, etc, sempre seriam bem-vindos.

    Abraço fraterno

  • Sofia

    Não gente a pontuação de Sara Pavan já foi suspeita mas a mais gritante foi a de Fabi que é Bi-Campeã olímpica e ainda assim não é pontuação 7 sendo que Natália e Tandara são como é isso? Pra mim isso ta me cheirando a mutreta só para desbancar a equipe do Osasco porque a do Rio é a única equipe sem jogadoras com pontuação máxima.

MaisRecentes

Dia de aplaudir o Zenit Kazan



Continue Lendo

Praia x Minas e Sesc x Vôlei Nestlé. Quer mais?



Continue Lendo

Agora líbero, Murilo volta a ser relacionado após 8 meses



Continue Lendo