Como o Dentil/Praia Clube perdeu a vaga no Sul-Americano



O regulamento da Copa Banco do Brasil feminina previa a classificação do vice-campeão para o Campeonato Sul-Americano em caso de título do Rexona-Ades e confirmação do torneio continental no exterior. Tudo isso aconteceu: as cariocas levantaram o caneco, a competição foi marcada para La Plata, na Argentina, mas o Dentil/Praia Clube, derrotado pelo Rexona na final, ficou sem a vaga prevista no regulamento.

A explicação para a reviravolta foi dada para o blog pela CBV. Segundo a entidade, a vaga do time de Uberlândia foi retirada pela Confederação Sul-Americana, atendendo um pedido dos organizadores argentinos. Eles aceitaram organizar uma competição (leia-se arcar com os custos) com apenas seis participantes, dois a menos do que a entidade gostaria. Assim, o Brasil acabou perdendo uma vaga.

Vice da Copa Brasil, Praia ficou sem vaga no Sul-Americano (Fernando Maia/MPIX)

Vice da Copa Brasil, Praia ficou sem vaga no Sul-Americano (Fernando Maia/MPIX)

Um grande prejuízo esportivo para o Praia.

O Rexona-Ades irá estrear na competição contra o Olympic, da Bolívia, na quarta-feira. Dois dias depois, duelará com o Gimnasia y Esgrima, time da casa. Na outra chave estarão Villa Dora (ARG), Universidad San Martín de Porres (PER), Juan Ferreira (URU).

Ficarei surpreso se o Rexona perder algum set durante a competição.



MaisRecentes

Quatro classificados e seis na briga por duas vagas no Mundial



Continue Lendo

Seguro, Brasil vence zebra europeia e está na fase final do Mundial



Continue Lendo

Brasil larga bem na segunda fase do Mundial



Continue Lendo