Como está o novo cubano do Sada/Cruzeiro?



Atual campeão da Superliga, o Sada/Cruzeiro apostou na manutenção de sua base (William, Wallace, Filipe, Maurício, Serginho, Douglas Cordeiro e Acácio) e na troca dos cubanos para seguir no topo na temporada 2012/2013.

FIVB/Divulgação

FIVB/Divulgação

Sai de cena Sanchez e entra Leal.

No papel, a troca tem tudo para ser boa para os cruzeirenses.

O ponta Yoandry Hidalgo Leal era titular da seleção cubana até o Campeonato Mundial de 2010, na Itália. Naquela competição, foi um dos responsáveis por levar os caribenhos ao segundo lugar, perdendo apenas para o Brasil na decisão.

Ele tem 2,01m  e vai completar 24 anos no fim deste mês. Como a maioria dos conterrâneos, impressiona pela força que tem para atacar e sacar.

Leal ainda não foi apresentado pelo Sada/Cruzeiro, mas já treina com os companheiros. Logicamente, chegou abaixo dos demais nas condições físicas e técnicas, por estar há dois anos sem atuar profissionalmente, como exige a regra da FIVB para que os cubanos atuem fora do país-natal.  Ainda chama chama a atenção pelo potencial ofensivo. A “patada” impressionou os companheiros.

Estive no Mundial e pude ver Leal em ação. Fiquei com a impressão de ser aquele jogador que tem muito potencial, sabe disso e muitas vezes se desliga dos jogos pelo mesmo motivo. Costuma ter um saque forçado que incomoda os rivais e compõe bem o bloqueio.

Nas estatísticas, ele apareceu com 20º no passe, com aproveitamento pouco inferior a 50%. No ataque, foi o 26º melhor, com 46,7% de acerto.  Apenas como comparação, Murilo, eleito o MVP da competição, teve 47,8% de aproveitamento. Dante, o outro titular do Brasil, terminou com 47,7%. Entre os maiores pontuadores, ele ficou na 14º posição, empatado com Leandro Vissotto, com 116 acertos.

A estreia, porém, deve demorar. Leal não vai disputar o Mineiro, o Sul-Americano e provavelmente o Mundial. Assim, deverá estar em quadra apenas em novembro, já na Superliga.



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo