Começaram os testes



O primeiro amistoso da Seleção feminina em 2015, ontem, contra o Japão, em Saquarema, abriu o laboratório de testes de José Roberto Guimarães.

16 jogadoras estiveram em quadra na derrota por 3 a 2 (23-25, 26-28, 10-25, 25-21 e 15-11. Não estranhem, pois as parciais estão certas. O combinado era a disputa de cinco sets, mesmo com as japonesas ganhando os três primeiros.

O técnico iniciou o teste com Dani Lins, Monique, Suelle, Ellen, Bárbara, Mara e Camila Brait. Em tese, apenas duas titulares: a levantadora e a líbero. No restante do time, uma oposto com um pouco mais de rodagem com a Seleção, além de novatas ganhando primeira chance na equipe adulta.

No decorrer do jogo, entraram Ana Tiemi, Joycinha, Michelle, Letícia Hage, Mari Paraíba, Rosamaria, Fran, Angélica e Léia.

Ou seja: Zé está querendo mesmo ver jogadoras que não estavam participando tanto deste ciclo olímpico, deixando Jaqueline, Garay, Adenízia, Gabi, Natália, entre outras, apenas observando o teste do lado de fora.

– O primeiro e o segundo sets foram bons. Só não gostei do terceiro e depois ganhamos o quarto e o quinto. O mais importante foi o ritmo que adquirimos e a velocidade que nós adaptamos. Nós tentamos colocar todas as jogadoras em quadra para jogar nesses cinco sets. Em Campinas, vamos tentar padronizar o time. O mais importante é dar ritmo de jogo para todas as jogadoras e chegarmos com a equipe bem preparada no Grand Prix – comentou o treinador, que usou como titulares, a partir do quarto set, Dani Lins, Joycinha, Bárbara, Angélica, Michelle, Mari Paraíba e Léia

No sábado e no domingo, no Ginásio do Taquaral, em Campinas, o amistoso terá transmissão da TV (SporTV). E certamente Zé vai tentar manter uma quadra uma formação mais fixa, definindo as poucos uma base e dividindo este numeroso grupo para as disputas do Grand Prix e do Pan-Americano.



  • marcian

    Devia ter adotado essa politica já em 2013 =P
    Espero que daí, saiam jogadoras que rendam. Estamos precisando…

    E nos amistosos China e Eua, tá dando China =D

    • Edu

      China veio em ritmo de competição já que disputava o Asiático tanto que mandou a equipe B para o Montreux.Os EUA se reuniram na semana anterior a esses amistosos com um grupo enorme como a seleção brasileira, 25 jogadoras,muitas novatas.Deve -se considerar a mesma avaliação em relação aos amistosos da seleção brasileira contra o Japão.Antes de 15 dias de trabalho conjunto não da para retirar uma opinião segura sobre a evolução ou não do trabalho.

      • marcian

        Concordo, absolutamente.

      • Fernando

        Vale lembrar que a China tbm está vindo com novatas e um time bem mais jovem que o dos EUA.

  • Drica

    Quero muito ver a Macris de titular, estou curiosa pra ver se ela vai mandar bem. Tô torcendo muito pra que isso aconteça. Na minha opinião ela é melhor que a Fabiola, só falta um pouco mais de experiência.

    • Edu

      Quando ela for eleita a melhor levantadora de dois mundiais de clube seguidos jogando contra algumas das melhores jogadoras do mundo e ser considerada MVP de uma competição oficial europeia pertencente a uma das três ligas mais fortes do mundo.Ser considerada MVP de uma Superliga eu passe a concordar com sua opinião.Fabíola, indiretamente pela dispensa da temporada inteira em 2015, abriu as portas para a Macris na seleção.Cabe a ela agarrar a oportunidade e até acho que ela tem talento para tanto.Mas o currículo da Macris hoje da uma duas linhas.Da Fabiola, com dois mundiais como medalhista, um jogando como titular, campeã mundial de clubes, jogar na rotação titular do time recordista de invencibilidade da história da Superliga,campeã da CEV Cup(segunda competição de clubes mais importante da Europa) fora as citações mencionadas anteriormente da algumas páginas.E , com todo o respeito, afirmação próxima da absurda.Vamos ser construtivos e realistas e desejar a talentosa Macris( a levantadora brasileira que joga em maior velocidade)uma boa temporada quando ela for oficialmente anunciada no Brasilia.Time que vai disputar bravamente um quinto ou sexto lugar na próxima Superliga.

      • Drica

        “Minha opinião”! Macris fez uma escolha um tanto quanto estranha ao escolher o Brasilia, mas é bem mais jovem que a Fabíola e como eu disse ainda peca peça inexperiência. Mas é muito talentosa e acredito que quando tiver a mesma idade da outra levantadora, vai ter tantos ou mais títulos que os que você citou.
        Fabíola tem suas qualidades sim, mas a acho fraca e previsível. Minha opinião!

        • Edu

          Respeito sua opinião, cara senhora.No entanto, a senhora esta argumentando no sentido condicional.Num futuro, não muito distante ,provável, mas impalpável.Apenas me ative a aspectos técnicos.Volto a afirmar ,Macris teve sua passagem para a seleção e provavelmente para o grupo da Olimpiada facilitada pela renuncia da Fabíola da temporada inteira e por méritos pessoais.Fabíola praticamente abdicou da sua continuidade na seleção por razões , acredito, em priorizar de vez a família e principalmente a filha que teve que se adaptar a realidade climática russa.Quanto ao aspecto técnico Macris é uma jovem promessa que faz um levantamento preciso da menor distancia e joga de maneira veloz.Fabiola é superior na altura, saque, bloqueio, levantamento de pipe e maior distancia, principalmente nas pontas e defende melhor na extensão total da quadra.Além de mais preparada fisicamente, mesmo mais velha, como a senhora frisou.Quando a Macris jogar num dos oito maiores clubes de voleibol feminino do mundo, como o Krasnodar, e obter o mesmo ou maior índice de premiações individuais e coletivas que a Fabíola adquiriu passo a concordar com a senhora.Mas respeito a vossa opinião.E também serei solidário me sujeitando presenciar a Macris disputar um quinto ou sexto lugar na próxima Superliga.

    • Ze R

      Eu quero ver a Macris no lugar da Dani Lins, isso sim! Tanto que ganhou o trofeu de melhor levantadora da ultima superliga.

  • Fernando

    A China está aprendendo a ganhar dos EUA, e vem muito mais consistente este ano.

    Em relação ao amistoso, no primeiro jogo ficou mais claro, a Joycinha se destacou sobre Barbara e Monique.

    E Mari Paraíba pelo que vi foi melhor que Suelle e Ellen, vamos ver os próximos jogos, serão bons testes.

    • Edu

      Não sei, não vi o jogo mas cada vez mais vejo, pelas temporadas, a Ellen como jogadora inapta a uma seleção brasileira principal.Mari esta cada vez mais bonita com o passar do tempo e uma incógnita da genética já que seus pais não tem traços estéticos preciosos adquiridos da filha.Barbara esta ainda se adaptando melhor a posição.

    • Juliano

      Alguma coisa da Mara? Ela jogou bem? Vi uma imagem dela atacando china, já começaram errado, pq ela é mais estilo Thaísa (péssima na china) do que Fabiana…

  • Fernando

    A Natália ficar de fora? Ficar assistindo?

    Desde quando ela provou alguma coisa na seleção?Ela é a eterna promessa, mais do que ninguém tem que provar pqe vem convocada como Presépio humano todos esses anos.

    • César Castro

      Fernando, o Zé Roberto já conhece a Natália e ela já jogou inúmeras vezes pela seleção, as demais não.
      Dizer que ela ficará observando não quer dizer que ela está com a vaga garantida, quer dizer que ela não está sendo observada.

      Agora, eu pergunto em qual seleção do mundo a Natália ficaria de fora?

      • Fernando

        Depende, pelos resultados apresentados em muitas seleções ela ficaria de Fora (eu digo seleções de alto nível), as pouquíssimas vezes que atuou pela seleção (digo jogar em quadra), não fez diferença.

        Nada contra a Jogadora, só acho que o ZRG deveria dar mais oportunidade para ela mostrar serviço e ser merecedora da vaga. Ficar assistindo e bancando a Amanda (que entra só para sacar), não irá agregar nada à seleção e muito menos à Natália, esta que evoluiu muito em vários fundamentos durante as duas últimas superligas.

        • robert

          Concordo Fernando
          Agora não tem desculpas pra ela ficar no banco. Desde que voltou da lesão essa foi disparada sua melhor temporada em todos os fundamentos,fisicamente esta muito bem e vai ser um desperdício não poder ver ela mostrar tudo o que pode pela seleção.
          Só discordo quando disse que ela não fez diferença, ela fez diferença até aquele mundial em 2010. Depois da lesão sim, ela passou a não atuar como antes, mas agora por essa temporada que fez espero que ela volte a brilhar como antes só que provavelmente melhor tecnicamente. Se der certo vai ser ótimo pra seleção!

        • JOSE HERBERT DE ARAUJO

          Concordo com Fernando. Natália infelizmente na época em que era promessa não teve muita sorte, se contundiu e tudo mais, agora que é realidade, ficou limitada em seus ataques, pois na recepção, misericórdia. O jeito é aproveitar do jeito que dá.

  • leo

    entrem theworldvoleibol.blogspot.com

  • Logan Tom

    Só acho que o ZRG tem que seguir a mesmo política pra todas as “selecionáveis”. Deveria colocar Macris e Tieme pra jogar e deixar Dani Lins de fora, assim como Jaque e Garay. A única das titulares que deve jogar efetivamente é a Brait, por ter assumido a posição de titular recentemente.

  • Bernardo

    Não entendo a utilização da Bárbara como central, se foi como oposta que ela se destacou deveria ser utilizada nesta função. Espero que Suelle, Macris e Mara ganhem mais chances pois estão se destacando a mais tempo. Já a Ellen, não vejo nada em especial. Pq a Jéssica não foi utilizada? Ela é a melhor oposta que temos em toda a história, não entendi.

    • Gabriel Pires

      Melhor ? Espero que você tenha errado e quis dizer maior.

  • albertho

    Não dá pra falar da seleção feminina e não lembrar de Londres 2012 quando o Zé Roberto tirou a Natalia praticamente do pós-operatório e a levou de maca paras as olimpíadas kkk, e aquela medalha, mérito total da Aline Barros. Mas concordo que os testes começaram um pouco tarde. O Zé que abra os olhos ou ele vai acabar perdendo o cargo pra Aline Barros.

    • Fernando

      Adenizia Barros e Natália de Notre Dame vc quis dizer né?

      • JOSE HERBERT DE ARAUJO

        Aline Barros, não entendi Albertho, sério. Houve algo na época? sério mesmo eu não sei.

        • albertho

          A história foi o seguinte, inclusive tem amplo material na internet qualquer coisa é só pesquisar. A seleção chegou pra disputar as olimpíadas e após os primeiros jogos veio a constatação o Brasil não passaria da segunda fase. uma enxurrada de criticas principalmente contra o técnico e a Fabizinhha. os EUA com uma Hooker assombrosa e no auge, as medalhas já estavam no pescoço das americanas. Inclusive a classificação do Brasil ficou nas mão delas. Bastava por o time reserva e Goodyear Brazil. ah se elas soubesse, enfim o técnico Sparrow na época colocou o time titular classificaram o Brasil Sheila sobrenatural despacha Gamova e cia, tamos na final. Aqui entra Aline barros cantora gospel que tinha um hit na época, remove a pedra, se eu não me engano. A Adenizia contou depois que essa musica tocada incessantemente entre as jogadoras inspirou, uniu, deu forças, garra, coragem enfim embalou a luta pela conquista do ouro. quando o Brasil perdeu o primeiro set elas foram ao vestiário cantaram o refrão e voltaram com tudo. Quem vai esquecer a cena patética da Fabizinhha mandando um cala boca insano pra torcida. é nessas horas que eu tenho até raiva de mim por torcer pelo esporte brasileiro.

          • JOSE HERBERT DE ARAUJO

            Ah, agora entendi. Valeu.

          • Zelirbem

            Explicou errado:
            1º O Técnico era Hugh McCutcheon;
            2º O Brasil ouviu a música no vestiário após a derrota por 3 a 0 pra a Coréia(de onde tirou que foi após a derrota por 25 a 11 no primeiro set pros EUA?, elas nem foram pro vestiário entre um set e outro, vc inventou essa parte.)
            3º A música da Aline Barros era RESSUSCITA-ME.

  • Leandro

    Daniel Bortoletto!

    Alguma novidade sobre paula pequeno, mari e erika?

  • Patricia

    Não entendi o porquê do ZR ter colocado a Dani Lins pra jogar, ela não precisa ser testada, deveria ter colocado Macris e Ana Tiemi, ainda mais em um jogo fechado. O ZR é muito medroso mesmo.
    E por falar em amistosos, vi os vídeos de USAXCHINA, e fiquei impressionada como a China melhorou no passe, defesa e principalmente no bloqueio, era block em cima block nas americanas kkkkkkk elas chegarão muito fortes em 2016, e aposto que fazem a final do GP2015 contra as americanas. É claro que a chinesas já estavam em ritmo de competição, mas as americanas estavam treinando há uns 2 meses com exceção da Larson, então, mérito das chinesas que até agora venceram duas vezes o time americano com as titulares com uma ou outra alteração nos dois jogos. Olho nas chinesas!!!!!!!

    • Edu

      As americanas só se reuniram para treinar oficialmente há 3 semanas.Não sei onde a senhora retirou essa informação de 3 meses.Basta consultar o instagram de algumas jogadoras principais que você observa que elas ou estavam jogando as suas temporadas nas ligas em que jogam – há três meses – e entraram de férias após essa fase.O que ocorreu foi uma fase anterior de treinamento das principais jogadoras universitárias da temporada com o Kirally de duas semanas em Anaheim.

  • Edu

    Novidades de mercado, caro Daniel.A campeã olímpica Fernandinha deixa a segunda divisão italiana para ir jogar no Nantes e no mercado de volei francês.Terá como companheira de time a libero brasileira Luiza Ungerer que durante diversos anos foi reserva de Fabi no Rexona.Se pode até discutir diversos aspectos técnicos da passagem da Fernandinha pela seleção brasileira mas jamais sua vontade e garra irrefreável em lutar por oportunidades no voleibol internacional.E inesquecível sua frase ao indagar o Galvão Bueno na noite da vitória olímpica, num programa do Sportv.”Galvão,você conhece o Azerbaidjão?””Não”, respondeu o narrador.”Então, nem queira conhecer”, concluiu a levantadora, que na época jogava naquele distante pais.O Nantes jogou a CL nessa temporada mas não se classificou para a fase de play offs.O time era fraquíssimo e disputou a repescagem da CEV Cup contra o Krasnodar que jogou até com a equipe reserva a segunda partida na França.Não conseguiram chegar perto dos 20 pontos no set nas duas partidas e o campeonato francês e dominado pelo RC Cannes que o vence a nove temporadas consecutivas.Pelo histórico um dos menos competitivos da Europa.Boa sorte a ela.

    • Daniel Bortoletto

      vi a postagem no Instagran dela. O time, pelo jeito, não ajudará muito

  • Monica

    Pessoal! Alguém pode me dizer se a Carol (Rexona) não foi convocada pelo Zé?

    • Edu

      Sim, esta treinando em Saquarema com a ultima turma que se incorporou a seleção como o pessoal do Rexona e do Molico.

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo