Com time reserva, Brasil leva susto da China



– Espero que esse ponto não nos machuque no fim.

Assim Bernardinho definiu o espírito da Seleção após a vitória por 3 a 2 sobre a China, parciais de 23-25, 25-10, 25-18, 19-25 e 15-8, nesta madrugada.

Os dois sets perdidos custaram um ponto e a queda de duas posições na classificação geral do torneio. A Polônia lidera com 13, após bater o Japão por 3 a 1, com a Rússia logo atrás com 12 (perdeu um set para o Egito), mesma pontuação do Brasil, que perde nos critérios de desempate.  Com 11 pontos, a Itália, após obter importante triunfo por 3 a 1 sobre os EUA – com 41 a 39 no fantástico primeiro set, segue na briga pela vaga em Londres-2012.

Bernardinho optou por usar um time quase todo reserva, com apenas Murilo (maior pontuador do time com 19 acertos) e Escadinha entre os titulares.

– Nós precisávamos mexer em função das questões físicas e necessidade de descanso para alguns jogadores, além da impossibilidade de escalação do Leandro Vissotto, que teve um mal estar ontem à noite. Em momento algum isso foi por soberba – argumentou.

Entre os reservas, o oposto Wallace foi titular apenas no tie-break e marcou sete pontos. Theo, titular nos quatro primeiros, fez 11, demonstrando muita irregularidade. João Paulo Bravo não começou bem, mas melhorou no decorrer do jogo e terminou com 14 pontos.

Os três próximos jogos não serão fáceis e poderão decidir a vida da Seleção na Copa. Em Hamamatsu, duelos com Argentina, Cuba e Sérvia. Não espero moleza em nenhum deles.



MaisRecentes

Sesi joga melhor, bate Sada/Cruzeiro e fatura Supercopa



Continue Lendo

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo