Com Paula de volta, Brasil bate Tailândia e confirma ponta. Já a Rússia…



Nove jogos, nove vitórias. O Brasil terminou a primeira fase do Grand Prix com 100% de aproveitamento.

A última vítima antes das finais foi a Tailândia, batida tranquilamente por 3 a 0 (25-16, 25-12 e 25-18), em jogo que marcou a volta de Paula Pequeno ao time titular. Ela havia ficado na reserva nas duas partidas anteriores. Fernanda Garay entrou no terceiro set no lugar de Mari, quando as tailandesas venciam por 11 a 7.

A central Thaisa foi a maior pontuadora da partida, com 13 pontos. Sheilla fez 11, um a mais do que Paula.

– Gostei da atuação da equipe. O nosso saque funcionou bem mesmo em um jogo que sempre é difícil, pois a Tailândia tem muitas combinações de jogadas e defende muito bem – analisou Zé Roberto.

Agora, à espera dos últimos jogos, para a divulgação dos grupos da próxima fase.

A certeza é que estranhamente a Rússia foi mal na última semana (derrota hoje por 3 a 0 para o Japão) e caiu para o terceiro lugar, saindo do grupo brasileiro. Cruzamento agora pode acontecer na semi. Mais tarde, analiso a próxima fase.



  • @alcidesxavier

    Sinceramente, eu prefiro Paula Pequeno do que Garay. O jogo da FG é meio estranho, até o modo de ataque a passada dela não sei..Paula está em evolução. A 2 derrotas da Russia as previlegiaram afinal o grupo delas é mais fraco. Que no encontro com as brazucas podemos dar o troco, se não me engano elas perderam para dois times asiáticos, ou seja o Brasil tem totais coiindições de vence-las! Agora sim eu madrugo para ver os jogos…tava muito fraco!

  • rubens

    Grande jogo hoje em Tokyo valeu a pena ir no ginásio,choveu o dia inteiro aqui, mas mesmo assim a torcida lotou o Ariake Coliseum,toda vez que vou ver um jogo aqui fico impressionado com a quantidade de crianças que tem no ginásio,um grande programa em famíla .
    Tem muitos idosos também,falando em idosos ontem eu vi uma cena muito bacana ,tinha uma senhora bem velhinha mas bem velhinha mesmo tava até na cadeira de rodas e ao final do jogo todas as jogadoras japoneasas subiram na arquibancada e foram cumprimentar ela ,achei muito bacana esse gesto.”KOKORO WA HITOTSU” mensagem escrita na camiseta japonesa.
    Parabéns Japào!!!

  • Diogo Márcio

    Brasil teve um grande nível de concentração, pois a Tailândia é inferior na altura e tecnicamente. Porém, a mesma foi campeã continental ganhando de Japão e China! Precisamos continuar jogando com as nossas centrais, nos últimos jogos elas foram o destaque com bloqueios, grandes ataques e bons saque… altas e com qualidade. As atacantes estão muito bem ofensivamente, mas ter grande cuidado na recepção, principalmente a Mari. Garay quando entra da um ritmo diferente ao jogo, o saque da Tandara foi muito bom, Natália esta voltando ao poucos, Dani indo bem nos levantamentos, Fabíola precisa levantar um pouco melhor e Fabi junto com a Sassá (quando esta entre as convocadas) dando volume.
    Qualidade dentro de quadra e no banco, temos tudo para ganhar esse GP!

  • Afonso (RJ)

    Daniel é um jornalista honesto, e por isso nunca colocaria uma manchete que afirmasse algo sem provas. Mas eu não sou jornalista, e portanto não me vejo obrigado a seguir a ética da profissão. Não tenho procuração do Daniel, mas vou colocar a manchete que por motivos éticos ele não colocou, e que apesar de eu não ler pensamentos, acho que lhe passou pela cabeça. Lá vai:

    RÚSSIA JOGA COM A TABELA E ENTREGA O JOGO PARA O JAPÃO!!

    Depois falam do masculino do Brasil. A FIVB faz um regulamento idiota onde ficam no mesmo grupo o primeiro e o segundo colocados. Em qualquer campeonato de várzea, primeiro e segundo seriam cabeças de chave! Assim, o Brasil vai ter que enfrentar Estados Unidos, Itália e Japão, um verdadeiro “grupo da morte”, enquanto a Rússia pega o “mamão com açúcar” de China, Sérvia e Tailândia. Fantástico!!! Enquanto o pau come no outro grupo, a Rússia já tem praticamente carimbado o passaporte para as semi. Quero ver se as torcidas européias vão virar as costas e vaiar a Rússia como fizeram com o masculino brasileiro. Na verdade, nem Brasil nem Rússia mereceriam as vaias, que por justiça, deveriam ser enderçadas à FIVB com esses regulamentos tendenciosos e idiotas.

  • Afonso (RJ)

    Quanto ao jogo Brasil x Tailândia, há pouco o que falar. O Brasil dominou o jogo inteiro. Fez uma excelente partida e não deu a mínima chance para as atuais campeãs asiáticas. O jogo foi mais uma prova que altura e força no ataque são os quesitos que dominam o volei feminino atual. Por mais que um time defenda e se posicione bem, pouco pode fazer contra jogadas rápidas concluídas por marretadas da Thaísa e Fabiana ou pela potência das nossas ponteiras. E por mais habilidosas que sejam, atacantes baixas cada vez encontram mais dificuldades contra bloqueios – mesmo simples – que são verdadeiros paredões.

    O jogo foi um passeio, mas não posso deixar de elogiar a equipe brasileira, concentrada todo o tempo, encarando com seriedade o adversário, errando muito pouco e indo bem em todos os fundamentos. Mas, não pude deixar de notar mais para o fim do jogo as risadas que jogadoras de ambas as equipes davam. As brasileiras por motivos óbvios, e as tailandesas esportivamente reconhecendo o massacre a que estavam sendo submetidas por uma equipe visivelmente superior.

    A equipe tailandesa é muito melhor que a da Argentina, e hoje jogamos ainda melhor que ontem. Apesar das mutretas russas e do regulamento tendencioso da FIVB estamos no caminho certo.

  • GRACA

    Acho que esta’ na hora de parar de ficar pensando em teorias da conspiracao e simplesmente pensar em evoluir. O Japao ja’ venceu a Russia em outras oportunidades e,jogando em Casa, nao seria surpreendente que o JAPAO vencesse a RUSSIA novamente… O mais importante nao e’ ficar pensando em grupo da morte, grupo da vida sei la’… Deixa tudo isso pra la’ e vamos focar na prepracao para a fase final! Contra a KOREA, por exmplo, uma atuacao espetacular de KIM YOUNG, maior pontuadora do GP ate’ agora, foi a responsa’vel pela vito’ria. Ja’ a SERVIA e’ um time muito parecido fisicamente com a RUSSIA: JOGADORAS MUITO ALTAS E POTENTES, logo desse confronto pode dar qualquer resultado.

  • Ana

    A Rússia não entregou jogo algum. Parem de bobagem!

    Querer comparar a derrota da Rússia ao que Bernardinho fez, colocando um oposto de levantador, é leviano. A seleção masc entregou um jogo de forma burra, escandalosa, em um campeonato mundial. Aqui estamos falando de uma derrota possível, normal, com todas as atletas em quadra. E, bem, Rússia com medo de Itália e Brasil, PQ?

    • Teba

      Só sei que a atual seleção brasileira feminina de volei, “nunca na história desse país”, é a melhor seleção já formada de todos os tempos. Quem vive de passado é museu e historiador. A seleção comandada pelo técnico Zé Roberto Guimarães está com seu poderiu máximo, as melhores atletas brasileiras da atualidade e que possuem potencial e, que queriam estar contribuindo com a seleção brasileira estão em Macau (China) para tentar conquistar mais um Grand Prix para o glorioro volei brasileiro, em suma, o time do Brasil é um timaço.
      Agora, com relação ao selecionado russo, acho estranho certa derrota e conseguinte perda de pontos por parte das russas. Já, que, em termos deste campeonato, o Grand Prix, as russas serem saco de pancadas das brasileiras, tanto é que, o selecionado brasilleiro possui OITO TÍTULOS NESTE CAMPEONATO contra três das cossacas. POR TANTO, É SIM PARA AS RUSSAS TEREM MEDO DE ENFRENTAR NÃO SÓ O BRASIL COMO OS EUA NESTE TORNEIO, caso isso viesse acontecer antes de uma final, elas (russas) correriam sérios riscos de ficarem de FORA das quatro seleções da semi-final e posterior final do torneio.

      Relação de títulos do Selecionado Feminino de Vôlei do Brasil NO GRAND PRIX em cima da Rússia:
      1994, 1996, 1998, 2004, 2005, 2006, 2008 e 2009. Sendo que dessas oito conquistas de títulos, três vitórias das brasileiras foram em cima do selecionado russo, respectivamente em 1998, 2006, e 2009, todos esses títulos foram conquistados em quatorze torneios de Grand Prix em que o Brasil participou, de um total geral de dezoito realizados pela FIVB, cuja rússia soma apenas três conquistas, aliás uma sobre o Brasil em 1999. Sendo assim, sem mais delongas, o time russo que se cuide no grand prix, na copa do mundo em novembro agora; e em 2012 nas Olimpíadas de Londres. PTSAUDAÇÕES!!!!!!!!!!!!!!!

  • Teba

    Só sei que a nossa atual seleção adulta feminina de volei é a melhor, já formada, de todos os tempos. Quem vive de passado é museu e historiador. A seleção comandada pelo técnico Zé Roberto Guimarães está com seu poderiu máximo, as melhores atletas brasileiras da atualidade e que possuem potencial e que queriam está contribuindo com a seleção brasileira estão em Macau (China) para tentar conquistar mais um Grand Prix para o glorioro volei brasileiro, em suma, o time do Brasil é um timaço. Agora, com relação ao selecionado russo, acho estranho certa derrota e conseguinte perdas de pontos por parte das russas, já, que, em termos deste campeonato (Grand Prix) elas (russas) serem saco de pancadas das brasileiras, tanto é que, o selecionado brasilleiro possui OITO TÍTULOS NESTE CAMPEONATO dos . POR TANTO, É SIM PARA AS RUSSAS TEREM MEDO DE ENFRENTAR NÃO SÓ O BRASIL COMO OS EUA NESTE TORNEIO, caso isso viesse acontecer antes de uma final, elas (russas) correriam sérios riscos de ficarem de FORA dentre as quatro seleções da semi-final e posterior final.

    Relação de títulos do Selecionado Feminino de Vôlei do Brasil NO GRAND PRIX em cima da Rússia:
    1994, 1996, 1998, 2004, 2005, 2006, 2008 e 2009. Sendo que dessas oito conquistas de títulos, três vitórias das brasileiras foram em cima do selecionado russo, respectivamente em 1998, 2006, e 2009, todos esse títulos foram conquistados em quatorze torneios (Grand Prix) em que o Brasil participou, de um total geral de dezoito edições realizadas pela FIVB, cuja rússia soma apenas três conquistas, aliás uma sobre o Brasil em 1999. Sendo assim, sem mais delongas, o time russo que se cuide no grand prix, na copa do mundo em novembro, agora; e em 2012 nas Olimpíadas de Londres. PTSAUDAÇÕES!!!!!!!!!!!!!!!

  • MarceloRJJF

    A Paula/Mari poderiam desitir de serem ponteiras.
    http://www.youtube.com/watch?v=ebNeuQAGYQY&feature=feedwll
    Da uma olhada nesse vídeo e vejam bem claro o que são atacantes de ponta.
    A 1:55″ Ana Moser da um medalão na russa que a coitada ficou sem ar e tambem o que é bater uma bola por cima do bloqueio (2,33″) duplo russo, mas de uma bola alta que até some do enquadramento das cameras. Quem dera essas ponteis Hila e Ana Moser com as meio de hoje Fabiana e Thaisa, Cuba não seria tri-olimpica e bi-mundial…..que sds.
    Abs

MaisRecentes

A velocidade do Sesc, com Thiaguinho, impressiona



Continue Lendo

O novo conceito da FIVB para 2018



Continue Lendo

Apenas Lebes/Canoas faz o dever de casa na rodada



Continue Lendo