Com Jaqueline e Mari Paraíba em alta, Minas começa a incomodar



Fiquem de olho no Camponesa/Minas no segundo turno da Superliga.

O técnico Marco Queiroga encontrou a solução tática para escalar três pontas na equipe titular e os resultados já estão aparecendo.

Ontem, com 22 pontos de Mari Paraíba e mais 20 de Jaqueline, o time de BH superou o Pinheiros, que vinha embalado pela conquista da Copa Brasil, em São Paulo, por 3 sets a 2, parciais de 13-25, 25-22, 21-25, 25-17 e 15-10.

Agora o Minas já está na sexta posição, com 24 pontos, três a menos do que o Dentil/Praia Clube e cinco atrás do Pinheiros, quarto colocado.

Com a chegada de Jaqueline, no meio do turno, Queiroga tinha a opção de colocar Mari Paraíba ou Carla no banco, mantendo Lia na saída de rede. Mas resolveu manter uma linha de passe consistente com o trio em quadra.  Deu certo.

Além disso, a levantadora Naiane vem se firmando, enquanto Walewska e Carol Gattaz formam um meio de rede experiente e confiável. E o time fica  mais  consistente rodada após rodada.

Pelo Pinheiros, Rosamaria foi a maior pontuadora (22 acertos). O bloqueio também teve excelente performance, terminando com 21 pontos (para comparar, o Minas fez dez). Faltou Ellen, que terminou o duelo com 10 pontos, com baixo aproveitamento de ataque, o grande problema do time paulistano no jogo.



MaisRecentes

Não dá pra achar normal jogar duas vezes em 13h



Continue Lendo

Mais seguro, Brasil vence e está nas finais da Liga das Nações



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma campeã da Superliga no Osasco/Audax



Continue Lendo