Com Garay no time titular, Brasil bate Cuba e assume liderança



Cuba está longe de ser o rival amedrontador da década passada. Nesta madrugada, foi atropelada pelo Brasil na abertura da terceira semana do Grand Prix, parciais de 25-18, 25-13 e 25-12. E a fragilidade do renovado time caribenho dificulta até para fazer uma análise fria da equipe de José Roberto Guimarães.

A novidade na escalação foi a entrada de Fernanda Garay no lugar de Paula Pequeno. E ela deu conta do recado, terminando como a maior pontuadora do confronto (15 acertos). Cada vez mais, Zé ganha uma nova e boa opção no setor. Garay tem aproveitado a ausência de Jaqueline e a recuperação de Natalia, que estão à sua frente na briga por vaga na posição.

Além de festejar a atuação, a Seleção assumiu a liderança geral do GP, beneficiada pela derrota da então invicta Rússia para a Coreia do Sul por 3 sets a 2 (25/22, 17/25, 25/20, 23/25 e 15/11), e já está garantida na fase final.

– Nosso time pressionou muito a equipe cubana. Cuba jogou mal, porém todos os nossos fundamentos funcionaram. O nosso saque, o bloqueio e o contra-ataque foram eficientes – analisou Zé Roberto.

Contra Argentina e Tailândia, vai ser difícil testar realmente o time. É bom esperar realmente a fase final para ter uma ideia melhor do momento da Seleção e de algumas jogadoras.



  • Fernando Adilio

    Sou fã da PP e apoio a entrada da Garay para ganhar ritmo na seleção.
    Se fosse com a Mari, tenho certeza que muitos fãs iriam morrer de recalque.
    Acho importante a seleção em jogos menos importantes (já que está classificada) dar ritmo a outras jogadoras.
    Até o final do campeonato, todas precisaraão estar bem, nunca sabemos se haverá necessidade de substituição de emergência.

  • Ismael

    Estou sem entender a ausência da Paula ! Acho que no jogo contra a Itália ela segurou a vaga de titular! Foi o jogo mais “dificil” que o Brasil teve e ela foi a melhor atacante!

    Realmente essa fase de classificação do GP foi muito fraca…muito mesmo! Não valeu muita coisa para a nossa seleção. Que venha logo a fase final.

  • André

    O comentarista da Globo disse que a Paula teria sido poupada, supostamente, por ter sentido alguma dor… Alguém tem alguma notícia em relação a isso? Espero que tenha sido apenas uma opção tática do Zé Roberto mesmo em dar ritmo à Garay, o que eu acho mais do que certo…

    • André

      Daniel, vc tem alguma informação a respeito?

      • Daniel Bortoletto

        pelo twitter, ela negou qualquer problema sério

    • Fernando Adilio

      Ela disse no Twitter que está tudo bem.
      Fez piadinhas.
      Pode ficar tranquilo que ela volta amanhã
      XD

  • Rubem da Silva Moreira Neto

    uma pena o baixo nivel dessa fase de classificação,quantas vezes eu acordei na madrugada para ver grandes jogos.hoje não dá nem vontade.vamos esperar a fase final.

  • Jailson

    Parabéns a Garay pelo excelente jogo.Dá pra ver que os jornalistas das organizações globo não entendem na de voleibol.Entitular a notícia da vitória do Brasil como arrasadora não é entender o momento atual da seleção de Cuba.Será que eles pensam na Cuba dos anos 90?

    • Ismael

      Não deixa ser um atropelo daqueles o que aconteceu essa madrugada ! Ridicula a situação da seleção cubana.

      Lembro de ganharmos outros jogos de 3 a 0, mas esse foi o pior!

      Realmente parabéns a Garay…jogou bem apesar do nível…gostei muito da confiança dela no ataque!

    • Diogo Márcio

      Narrador disse que a Rússia foi campeã do GP em 2010 ¬¬’ última vitória foi em 2002. Leila, deveria se informar, disse que a final era ‘todos contra todos, ganha o que tiver mais vitória’ –
      Marcia Fu deveria ser comentarista =)

  • Mauricio

    Hoje vi uma tentativa de ataque dos três metros da gigante Fabizona.Que felicidade! Talvez o ZRG esteja pensando num time titular de 12 jogadoras, prontas para atuar a qualquer momento e de qualquer posição, sempre para surpreender a estratégia dos adversários. Em tempos de muito tecnologia no esporte, vale investir em talentos que possam pegar os adversários de “calaças curtas”.

    Se é contra a Rússia, bota duas ponteiras altas e fortes (Mari e Natália). Se é contra Cuba, tenta com jogadoras do estilo cubano (Garay foi muito bem hoje, apesar da baixa estatura mas com saque e ataque elogiáveis). De japonesa-oriental já temos a Sassá.

    Pelo andar da carruagem – ouso aqui mandar um palpite. por favor, não me elvem muito à sério, é só um achismo intuitivo -, as jogadoras que correm sério risco de ficar fora de Londres 2012 são (hoje): Jaqueline, Adenízia e Tandara. Porque a Natália (Ah, a Natália!) ainda pode ser opção de saída caso a Sheila esteja num dia ruim. Tudo isso por causa da ascensão da Garay!

    • Diogo Márcio

      Jack acho que não, vem atuando bem com o Sollys e deve passar por um teste no Pan. Tandara sim, com isso ele ganha uma nova ponteira (que no caso pode ser a Jack). Acredito que não só apenas Adê, mas a Juciely também… até pq, Gattaz ainda não é uma carta fora do baralho.

  • rubens

    É Japão perdeu ,o time jogou mal hoje amanhã vamos ter que ganha da Coréia de qualquer jeito senão adeus grand prix ,pô à Rússia nem pra dar uma força vai perde pra Coréia!tá certo que a Kim jogo muito ,hoje a casa não tava cheia mas amanhã espero ver o Ariake Coliseum lotado e eu vou estar lá no meio das japas gritando nippon!!!nippon!!!

  • Diogo Márcio

    Garay vem mostrando que é uma realidade na renovação que ainda esta para acontecer, depois de Londres, a perda que vai ser maior nas pontas. Zé deve da ritmo a outras jogadoras, pois iremos precisar de todas. Falando em Jaqueline… como sinto falta dela, gritando nas pontas!
    Parabéns Garay =)

  • Afonso (RJ)

    Foi um jogo em que não dá para se chegar a muitas conclusões, pois o time brasileiro foi muito pouco exigido. Como quase todo o mundo, ahei que a Fe Garay foi muito bem. Achei que o Brasil acertou mais nas bolas atrás da linha dos 3, que a recepção melhorou (apesar de não ser muito exigida), e principalmente, achei hoje a Fabizinha com uma boa atuação tanto na recepção quanto na defesa. A Dani Lins ainda deixa a desejar na precisão de alguns levantamentos, mas acho que isso é normal, posto que ela vem paulatinamente aumentando a velocidade das bolas. Achei a Sheilla melhor, acho que hoje sem erros bobos no ataque, e com largadas inteligentes. Mas fora uma ou duas bolas mais fortes, ainda sinto falta dela “soltar o braço”. Tandara me pareceu mais nervosa hoje, cometendo erros de saque. A Thaísa também perdeu alguns saques, o que não é comum acontecer.

    Não vi o jogo ao vivo de madrugada. Tenho que dormir. Não vi o VT às 8:30 da matina. Tenho que trabalhar. Parece que o SporTV vai passar novamente o VT hoje depois de meia noite. Mas o Jogo Brasil x Cuba já está na íntegra no YouTube, e com boa qualidade de imagem. Esse tal de Cl4udioBraz, agora Claudioks98 tem feito um excelente trabalho colocando os jogos do Brasil no YouTube. Para quem se interessar em ver (ou rever) Brasil xCuba, passo o link:

    http://www.youtube.com/watch?v=AbNLPxn0Suc

  • Kid

    A única certeza da ponta: Marianne Steinbrecher. E todos marifãs vão fazer uma homenagem para Mari no dia de seu aniversário, 23 de agosto. Os poucos fãs das outras jogadoras que tem raiva da quantidade de marifãs, se quiser, podem se cortar. De gilete.

  • asdf

    excelente opção, pq a sassá é mto fraca no ataque.
    em jogos mais difíceis ela só serve pra fazer o fundo. é a verdade…

MaisRecentes

Vaivém: Mais estrangeiras na Superliga?



Continue Lendo

Com emoção, Corinthians se garante na Superliga



Continue Lendo

Com méritos, Brasil cumpre obrigação



Continue Lendo