Com Garay no time titular, Brasil bate Cuba e assume liderança



Cuba está longe de ser o rival amedrontador da década passada. Nesta madrugada, foi atropelada pelo Brasil na abertura da terceira semana do Grand Prix, parciais de 25-18, 25-13 e 25-12. E a fragilidade do renovado time caribenho dificulta até para fazer uma análise fria da equipe de José Roberto Guimarães.

A novidade na escalação foi a entrada de Fernanda Garay no lugar de Paula Pequeno. E ela deu conta do recado, terminando como a maior pontuadora do confronto (15 acertos). Cada vez mais, Zé ganha uma nova e boa opção no setor. Garay tem aproveitado a ausência de Jaqueline e a recuperação de Natalia, que estão à sua frente na briga por vaga na posição.

Além de festejar a atuação, a Seleção assumiu a liderança geral do GP, beneficiada pela derrota da então invicta Rússia para a Coreia do Sul por 3 sets a 2 (25/22, 17/25, 25/20, 23/25 e 15/11), e já está garantida na fase final.

– Nosso time pressionou muito a equipe cubana. Cuba jogou mal, porém todos os nossos fundamentos funcionaram. O nosso saque, o bloqueio e o contra-ataque foram eficientes – analisou Zé Roberto.

Contra Argentina e Tailândia, vai ser difícil testar realmente o time. É bom esperar realmente a fase final para ter uma ideia melhor do momento da Seleção e de algumas jogadoras.



MaisRecentes

Vaivém: Sesc confirma renovação de ponteiras



Continue Lendo

Seleção mantém embalo e não toma conhecimento das dominicanas



Continue Lendo

Vaivém: Site crava volta de Hooker ao Osasco



Continue Lendo