Com Ary na FIVB, quem assume a CBV?



Minha opinião publicada hoje, no LANCE!, sobre a candidatura de Ary Graça para substiuir o chinês Jizhong Wei no comando da Federação Internacional de Vôlei a partir do ano que vem.

Ary Graça deu uma demonstração de força ao anunciar sua candidatura ao cargo máximo do vôlei mundial, com apoio de quatro das cinco confederações continentais. Mesmo sem o apoio dos europeus (vários países ainda estão com o Brasil atravessado na garganta após o Mundial masculino de 2010), Ary virou barbada e deve ser aclamado como novo presidente em   2012.

A pergunta que fica é: quem assumirá o lugar dele na CBV? Ary está no comando desde 1997, tempo suficiente para moldar um substituto. O nome de Renato D’Avila, superintendente técnico da CBV, tem boa aceitação nos bastidores.



MaisRecentes

Evento na Polônia reúne craques históricos do vôlei



Continue Lendo

Um fim de semana para esquecer na Bulgária



Continue Lendo

Raridade: Brasil perde a segunda seguida por 3 a 0



Continue Lendo