Com 41 pontos de oposto, Bélgica vence “Série B” e está nas finais do GP



Depois de Japão (país-sede), Brasil e China, a Bélgica é a quarta seleção classificada para as finais do Grand Prix.

A grata surpresa saiu da “segunda divisão” do torneio. Neste sábado, a vaga foi sacramentada com a vitória sobre a Holanda, no clássico dos Países Baixos, no tie-break, parciais de 20-25, 25-23, 25-23, 25-27 e 15-10.

Van Hecke encarando o bloqueio holandês (FIVB/Divulgação)

Van Hecke encarando o bloqueio holandês (FIVB/Divulgação)

E a classificação se deve, em grande parte, à atuação da oposto Lise Van Hecke, jogadora de 22 anos e 1,86m. Ela marcou incríveis 41 pontos, sendo 39 deles de ataque. Ela ficou a dois de bater o recorde da coreana Kim, obtido na partida contra a Rússia, na semana passada, no Ibirapuera.

Durante a campanha belga na “Série B” do GP, Van Hecke havia somado 205 pontos até este jogo, com 174 acertos no ataque, 21 no bloqueio e dez no saque. Ela também tinha o segundo lugar entre os melhores aproveitamentos de ataque, com 42,5%.

Outros números que devem ser levados em consideração por brasileiras, japonesas e chinesas. O saque belga marcou 15 pontos no jogo, uma estatística impressionante também. Dirickx foi uma das sete atletas a pontuar no fundamento, tendo quatro acertos.

A Bélgica termina esta fase classificatória do GP com 11 jogos (oito vitórias e três derrotas – uma para a Polônia e duas para a Holanda). E com a certeza de ter se vingado das vizinhas holandesas no confronto mais importante.

 

 



MaisRecentes

Reflexão sobre o momento da Seleção é necessária



Continue Lendo

O novo capítulo de uma relação conturbada entre Brait e Zé Roberto



Continue Lendo

Coluna: A empolgante decisão da Superliga feminina



Continue Lendo