Com 41 pontos de oposto, Bélgica vence “Série B” e está nas finais do GP



Depois de Japão (país-sede), Brasil e China, a Bélgica é a quarta seleção classificada para as finais do Grand Prix.

A grata surpresa saiu da “segunda divisão” do torneio. Neste sábado, a vaga foi sacramentada com a vitória sobre a Holanda, no clássico dos Países Baixos, no tie-break, parciais de 20-25, 25-23, 25-23, 25-27 e 15-10.

Van Hecke encarando o bloqueio holandês (FIVB/Divulgação)

Van Hecke encarando o bloqueio holandês (FIVB/Divulgação)

E a classificação se deve, em grande parte, à atuação da oposto Lise Van Hecke, jogadora de 22 anos e 1,86m. Ela marcou incríveis 41 pontos, sendo 39 deles de ataque. Ela ficou a dois de bater o recorde da coreana Kim, obtido na partida contra a Rússia, na semana passada, no Ibirapuera.

Durante a campanha belga na “Série B” do GP, Van Hecke havia somado 205 pontos até este jogo, com 174 acertos no ataque, 21 no bloqueio e dez no saque. Ela também tinha o segundo lugar entre os melhores aproveitamentos de ataque, com 42,5%.

Outros números que devem ser levados em consideração por brasileiras, japonesas e chinesas. O saque belga marcou 15 pontos no jogo, uma estatística impressionante também. Dirickx foi uma das sete atletas a pontuar no fundamento, tendo quatro acertos.

A Bélgica termina esta fase classificatória do GP com 11 jogos (oito vitórias e três derrotas – uma para a Polônia e duas para a Holanda). E com a certeza de ter se vingado das vizinhas holandesas no confronto mais importante.

 

 



MaisRecentes

Brasil terá dupla europeia pela frente na fase final



Continue Lendo

Não dá pra achar normal jogar duas vezes em 13h



Continue Lendo

Mais seguro, Brasil vence e está nas finais da Liga das Nações



Continue Lendo