Colunista convidado: o levantador William, do Sada/Cruzeiro



“Vou confessar que escrever na coluna de Daniel Bortoletto é uma responsabilidade tremenda, mas jamais recusaria o convite, ainda mais se tratando de um jornalista imparcial, respeitado e acima de tudo amante do nosso querido voleibol.

Muitas coisas passaram pela minha cabeça, porém acredito que citar um pouco da minha vivência nesses 16 anos como profissional seria bastante curioso para os leitores e amantes desse esporte.

Tudo começa em 1996 na extinta equipe do Report/Suzano, de lá pra cá, muita coisa aconteceu, tragédias familiares, mudança de regras, experiência internacional, e a volta a um grande clube mineiro chamado Sada/Cruzeiro que me repatriou, acolheu, e que hoje mora dentro do meu coração.

Ao longo desses anos tive o prazer de jogar ao lado de grandes craques, que com certeza moldaram e construíram um pouco da minha identidade e o que sou hoje como atleta profissional. Poderia citar uma lista imensa, mas darei alguns nomes como exemplo: Max, Pampa, Schwanke, Olikhver, Ive, Maurício, Diago, Ricardinho, Marcelinho e o eterno capita Carlão. Nunca deixando de lado o mais importante de todos eles o Sr. William Arjona Chong, meu pai.

Tive o prazer e o privilégio de defender a camiseta da Seleção Brasileira em todas as categorias de base, onde encontrei pelo caminho grandes mestres como Percy Oncken e Marcos Lerbach. Treinadores que me ensinaram muito e sou muito grato a eles pela oportunidade que me deram. E é daí que dou um pulo direto a minha experiência em terras “hermanas”.

Em 2006 recebi o telefonema de Carlos Weber, excelente levantador e que já começara a escrever seu nome como treinador vitorioso. Era um convite para atuar no voleibol argentino, em uma equipe que seria formada para fazer história, com grandes nomes de lá, mais três brasileiros: Badá, Wallace e eu. Confesso que me pegou desprevenido, mas não titubeei por saber que estaria sendo treinado por um dos melhores da história e com ótimas referências dos atletas que ja haviam trabalhado com ele.

Sem sombra de dúvidas eu estava entrando até então na melhor fase da minha vida, não só como profissional, mas como pessoa. Meu crescimento foi notável, foram 28 torneios disputados com 27 títulos, uma marca incrível na vida de qualquer atleta que vive de vitórias e derrotas. Mas o mais legal de tudo isso foi a experiência de viver em uma cidade como Buenos Aires, cheia de cultura, de vida e de lugares incríveis. São essas possibilidades que eu agradeço todos os dias ao vôlei por me proporcionar.

Na Argentina me tornei uma pessoa mais politizada, um país com tantos problemas, e esse problemas eram discutidos todos os dias entre os jogadores, pessoas que frequentavam o clube, na fisioterapia e em cafés tradicionalíssimos por lá. Começei a enterder que, como cidadão, não poderia me omitir das barbáries que acontecem na frente de nossos olhos, e voltei ao Brasil com uma visão muito mais crítica em relação à nossa política, exercendo meu papel principalmente por ser hoje uma pessoa pública. Os que me seguem pelas redes sociais sabem que sou um cara que fala o que pensa, mas sempre buscando uma melhor solução para todos, visando o lado positivo da coisa.

Hoje defendendo as cores celestes do Sada/Cruzeiro minha carreira como profissional continua no mesmo rumo. Já são 3 anos de equipe com 10 torneios disputados e 8 títulos. Alguma coisa boa eu fiz durante todos esses anos pra merecer isso, mas é preciso se preocupar com o futuro. Afinal a vida de jogador de vôlei um dia vai acabar, infelizmente, mas o meu papel como cidadão de bem deverá permanecer por muitos e muitos anos”.

Segue o link para o primeiro texto da seção, escrito pelo cubano Jurquin, do Medley/Campinas: http://wp.me/p1b2tr-1dD

E aguardem que mais craques das Superligas masculina e feminina já aceitaram o desafio e vão dividir as experiências com vocês.



  • Emanuella

    Esse cara é incrivel. Conheci ele pessoalmente a alguns anos atrás, antes mesmo dele ir para a Argentina. Ele jogava em Bento Gonçalves e conheci ele, o renato Russomano e o Rogério quando a mãe de um deles, acho que era do Willian foi visita-lo e estávamos numa visita a uma das vinícolas de lá.
    Willian é hoje o melhor levantador do Brasil, acho que isso é unanimidade para todos. Não ganhou uma chance na seleção mais merecia muito, não sei se faria a diferença lá. Mas que merecia estar no grupo ele merecia. Mas a seleção brasileira é essa coisa complicada mesmo.
    Sou fã do Willian, e me parece uma pessoa admirável, adoro suas posturas criticas. E queria muito que ele tivesse uma nova chance nesse novo ciclo na seleção.

  • Fernanda Andrade

    Emocionada !

  • Marcus

    Bom Dia Daniel!!
    Acho super válido essa sua iniciativa de relembrar esses grande momentos,l através desse grande jornal esportivo que é o Lance ! Gostaria de poder rever a matéria da final da superliga feminina de volei entre Flamengo e Vasco no ano de 2000/2001. Seria possível?
    Desde já agradeço!!

    Obrigado!

  • Felipe

    Vai ser o Murilo Radke neste ciclo na selecao…William já tem quase 34 anos …

    • Jairo(RJ)

      Felipe, posso estar enganado,mas o William ainda tem bala na agulha para um ciclo. O Suxho dos Estados Unidos jogou em Londres com 36 ou 37 anos. Assim como ele tem outros “velhinhos” que podem manter o ritmo no masculino. Que dirá da Fofão em atividade aos 42 anos ?

      • Felipe

        Acho que não ….. é um levantador de grande habilidade, mas para o voleibol internacional é um dano elevado no bloqueio.
        Eu penso assim.

    • Leonardo

      É só acompanhar os resultados e verificar que idade não tem nada a ver!!! Dá um baile em vários meninos novos. Não só pela experiência, mas pela forma inconfundível de jogar!! Quanto ao Murilo poderá ter espaço. Há lugares pra todos. Mas o momento desde que o William retornou ao Brasil … é dele!!! Isso não temos como contestar!! Só pesquisar os resultados!!! Só acompanhar os jogos e campeonatos!!! Volei de qualidade é o que desejamos! Obrigada William.

    • Marco Túlio

      Murilo tem mtoo futuro!

      Mas que por enquanto o William merecia demais, merecia!

  • Paulo

    Parabéns ao Daniel por essa oportunidade dada aos atletas. Assim podemos conhece-los além das quadras. Apesar que já acompanho o William nas redes sociais e admiro a pessoa que ele é através das suas escritas. Sugiro que ele tenha espaço cativo nessa excelente coluna.

  • Nathália Sales

    Parabéns Willian!
    Parabéns pela carreira, pelos titulos e pelas conquistas individuais nesses 16 anos.
    O vôlei brasileiro ganha muito tendo você de volta ao cenário nacional, e a torcida Celeste fica lisonjeada em ter você aqui defendendo este manto!
    Espero que a sua carreira continue repleta de vitorias e que tudo aquilo que você almeja se concretize!

    Saudações Mago!

  • Sônia

    Que legal saber um pouco da história desse grande atleta! Adoro o blog do Daniel e agora ficou ainda mais interessante. Precisamos de pessoas formadores de opinião, assim como o “El Mago” faz em seu twitter. Hoje em dia, a preguiça de pensar está fazendo parte da sociedade e a tornando medíocre. Preferem concordar e não se expor. Uma pena!!O William é um atleta que faz a diferença dentro e fora das quadras. Parabéns pela bela história de vida!!!

  • daniel

    Sem dúvidas o melhor levantador do mundo na atualidade.

    • Emanuella

      Concordo, falei do Brasil mas é o do mundo mesmo.

  • Cauê

    Muito legal essa matéria do levantador William. Ele é o cara das quadras!! Agora como colaborador do blog. Ficou show!! Esse cara vai longe! Ainda existem pessoas do bem … e ele faz parte desse grupo seleto. Parabéns!!

    • ana maria

      Muito bom mesmo, Daniel. Não torço para o Cruzeiro em primeiro lugar pois minha equipe é o Minas. Mas o Wiliam é sensasional. Um ATLETA maravilhoso. Siga em frente pois ainda tem muito a dar ao volei e aos apaixonados por esse lindo esporte coletivo.

  • Leonardo

    Precisamos de pessoas cultas e que sabem o momento certo de falar, escrever e se expor!!!Pessoas como o William que traz assuntos a tona e nos faz pensar. Parabéns pela história de vida! Você é merecedor de tudo que acontece contigo! Valeu!

  • ana maria

    Corrigindo sensacional. Que feio um erro grosseiro desse!

  • Anna

    Parabéns William! Além da sua arte em quadra … com sua garra, inteligência e sabedoria poderá unir forças para que esse esporte se torne cada vez melhor para todos os envolvidos. (Jogadores, técnicos, juízes … enfim todos aqueles que sobrevivem dessa arte) E é claro, nós torcedores e amantes do volei só temos a ganhar com um espetáculo cada vez melhor.

  • Marco Túlio

    Sou muito fã desses cara!

    Eu o conheci esse ano numa premiação de esporte aqui de Minas em que ele receberia o prêmio em nome do Cruzeiro pelo título da Superliga.

    Além de um atleta sensacional, de mostrar um lado polícito tão inteligente e correto, o cara é super educado e simpático.

    Não poderia ter escolhido um cara melhor!

  • Rodrigo Laureano

    Cada dia que passa, tenho mais orgulho tê-lo como amigo. Parceiro, só esqueceu de citar que é Corinthiano desde moleque!! Vai Corinthians!!

  • Luiz

    “ainda mais se tratando de um jornalista imparcial, respeitado e acima de tudo amante do nosso querido voleibol”

    Ultimamente, tenho duvidado.

    • Daniel Bortoletto

      Caros, por favor, não alimentem a polêmica do Luiz. É isso que ele deseja. Já fiz o favor de não jogar o comentário dele na lixeira, ato que vou refletir e fazer mais vezes em 2013 com alguns.
      Obrigado!

      • Luiz

        Como o diabo disse no filme Advogado do diabo: “Vaidade. Meu pecado predileto”.

        Ninguém mais aceita crítica hoje em dia. Só existe ego.

  • bruno

    Grande atleta e grande ser humano. Um cara batalhador, humilde e sincero. Craque de bola e joga muito tênis e golfe. Parabéns Arjona, mais sucesso na ta vida. Guie esse time para o bi da Superliga.

  • Daniel

    Sou muitíssimo fã do William. Primeiro, porque ele joga muito e, segundo, porque é difícil ver esportistas politizados, cultos e conscientes de seu papel enquanto pessoa pública. Parabéns!

  • William Arjona

    Gostaria de agradecer os comentários e os elogios de todos,
    Estou extremamente emocionado com as colocações de cada um
    Que doou alguns minutos de suas vidas para acompanhar essa minha
    Nova experiência. Agradeço de coração, e é esse carinho que me motiva
    A cada dia, buscando sempre ser uma pessoa melhor, tanto na minha
    Profissão, quanto na minha vida pessoal.
    Abraço grande
    William Arjona
    “El mago”

    • Fernanda Andrade

      Quanto orgulho de ter o Mago no maior de Minas. Grande Guerreiro dentro e fora das quadras.
      Seleção pra ele é pouco !
      Orgulho pra nós vietnamitas , que temos que matar um leão por dia nesse país marcado por gente corrupta e sem escrúpulos. Mas que ainda há esperança.

    • Fabio

      Esqueceu seus anos de Pinheiros? Aquilo sim que era time!!
      Seus primeiros técnicos, Sílvio (azeitona) e o Barba!!
      Um abraço!

      • Marco Aurélio

        Grande E.C. Pinheiros! Grande Sílvio! Sempre lutando com o Banespa pelos títulos da FPV! Saudade…

  • Pingback: Colunista convidado: Bruninho, levantador do RJX | Saque - um blog de vôlei()

  • Pingback: Colunista convidado: Ezinho, ponta do Volta Redonda | Saque - um blog de vôlei()

MaisRecentes

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Nestlé confirma apresentação de peruana



Continue Lendo

Vaivém: Polonesa é esperada em Barueri



Continue Lendo