Colunista convidado: a atacante Andreia, do Pinheiros



Logo depois do nascimento do meu filho, em dezembro de 2010, veio a grande dúvida: voltar ou não ao vôlei.

Meu coração decidiu por mim, eu voltaria a jogar e em uma nova posição. Era um desafio duplo – ser mãe e mudar de posição. O Pinheiros era a melhor opção pra mim, afinal sou paulistana, moro perto do clube e foram eles que acreditaram e apostaram nesta nova etapa da minha vida. Entreguei na mão do Wagão (Wagner Coppini) e da comissão técnica essa missão. Foi um ano cheio de altos e baixos, tivemos uma temporada conturbada, com problemas que muitas vezes não sabíamos como lidar, mas mesmo assim terminamos melhor do que começamos.

Divulgação/PinheirosCom o pensamento de que na temporada seguinte tudo seria diferente, assumi novamente junto a todos da comissão e diretoria o compromisso de estar junto com eles nessa nova etapa. O desafio seria diferente esse ano: um time bem mais jovem e inexperiente, porém cheio de gana, vontade de trabalhar, conquistar espaços, crescer e, principalmente, um time com o peito e mente abertos para novas experiências e comando!

Essa temporada vem acontecendo cheia de alegrias e novas conquistas a cada dia, não só pelas vitórias, mas pela união e cumplicidade que o Pinheiros conseguiu solidificar. Fizemos um Campeonato Paulista um pouco apagado, no início, e sempre citávamos a inexperiência e juventude como o nosso principal adversário. A nossa semifinal contra o Sollys foi muito boa para nossa evolução como grupo. Fizemos jogos apertados e nos deu um ótimo suporte para a Superliga.

Hoje ocupamos a sexta posição e estamos crescendo a cada partida. O time amadureceu e surpreendeu. A nossa jornada ainda é longa no campeonato, temos adversários diretos antes de jogar uma quartas de final, mas mostraremos que aquele time novo e inexperiente cresceu e amadureceu como era de se esperar.

Eu sou Andréia Sforzin Laurence, a mãe do Nicholas e mulher do Bruno, no maior desafio da minha vida: ser mãe, esposa, atleta e estar junto dessa juventude que a todos os momentos me enche de orgulho.

Confira abaixo as outras colunas publicadas e aguarde as próximas. Ainda nesta semana, estará no ar o texto de Quiroga, ponta do Vivo/Minas.

Jurquin – Medley/Campinas e William – Sada/Cruzeiro

http://blogs.lancenet.com.br/volei/2012/12/05/colunista-convidado-jurquin-cubano-do-medleycampinas/
http://blogs.lancenet.com.br/volei/2012/12/17/colunista-convidado-o-levantador-william-do-sadacruzeiro/



MaisRecentes

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma estrangeira na próxima Superliga



Continue Lendo

Simon veste camisa do Civitanova. Vem novela judicial aí!



Continue Lendo