Coluna: Uma Copa de lições para o Brasil



Pessoal, segue a coluna publicada hoje, dia 4/12, no LANCE!. Muitas destas linhas valem após a classificação para a Olimpíada, garantida após o 3 a 0 sobre o Japão. No fim, o Brasil superou a Itália nos sets average, por uma margem bem pequena.

Uma frase do levantador Bruninho resume bem a campanha da Seleção Brasileira na Copa do Mundo do Japão:

– Sabemos que não estamos fazendo uma Copa como esperávamos, mas estamos na briga pela classificação e isso é o mais importante.

Nesta manhã, o Brasil encerra sua participação contra os donos da casa, que venceram apenas dois dos dez jogos que disputaram. Prato cheio para que a Seleção ganhe e carimbe o passaporte para a Olimpíada de Londres, no próximo ano, algo já feito por Rússia e Polônia. Mas a vaga, última em jogo na Copa, se realmente se confirmar, merece muita reflexão.

O desempenho do time na Copa foi abaixo do esperado. Faltou, principalmente, a força dos 14 titulares, algo que Bernardinho sempre pregou e viu dar resultado em dez anos de comando deste time. Substituições em várias partidas não surtiram efeito e a escalação dos reservas no duelo contra a frágil China quase virou tragédia, com sofrida vitória no tie-break. E estamos falando de antigos titulares da Seleção, como Rodrigão, Gustavo e o próprio Bruninho. Apenas contra a Polônia, na última madrugada, o banco de reservas mostrou-se eficiente e foi responsável pela virada, com a participação decisiva de Bruninho e do ponta Dante, que voltou a jogar após sofrer uma lesão abdominal no início da Copa. Uma derrota deixaria a classificação para Londres por um fio.

Além da instabilidade dentro de quadra, o time mostrou destempero fora dela. Na vitória sobre a Argentina, Escadinha tomou as dores de Murilo, cobrado por Bernardinho em uma parada técnica. O líbero peitou o comandante, o xingou e mostrou que o clima não é dos melhores no elenco. Panos quentes foram colocados no assunto logo depois, mas a atitude flagrada pela câmeras da TV japonesa comprovou que não é apenas técnico o problema atual da Seleção.

A notícia boa desta Copa foi a recuperação de Leandro Vissotto. O oposto de 2,12m, que chegou a ficar fora de várias convocações este ano, voltou a jogar bem e firmou-se novamente como titular. Sem ele, a colocação brasileira na classificação final poderia ser bem pior.

Até Londres, Bernardinho terá de restabelecer a harmonia de um grupo vitorioso e encontrar uma fórmula para que o time de 14 titulares não fique apenas no discurso.



  • Lucas

    Desculpa..Bruno não tinha jogado mal, mesmo contra a China! A culpa não foi sua … mas os atacantes!.

    • emanuella

      concordo, mas a culpa é sempre do bruno, e o Bruno também entrou bem contra Cuba, mas a culpa é sempre dele.

      Ele jogou mal mesmo foi contra a Sérvia, entrou muito mal nas inversões de 5×1

  • Pedro

    Será de fato necessário bem mais que boa vontade de cada jogador e comissão técnica para que o voleibol masculino brasileiro consiga ficar entre os 3 melhores em Londres. So não ver quem não quer, a Russia deste momento faz por merecer o primeiro lugar nos campeonatos em que o Brasil também participa. Eles estão consistentes, muito bem fisicamente e jogando com prazer, algo que sinto saudade de ver no sexteto brasileiro. Os russos também mostram ter boa vontade.

    O Brasil tem guardado o que precisa fazer para voltar ao que era, independentemente de quem esteja dentro das 4 linhas, mas boa vontade e apenas um dos itens.

  • emanuella

    concordo em partes, mas faltou muita coisa ainda, não acho que foi culpa dos reservas, nem acho que foi culpa dos levantadores, que tantos gostam de culpar, culpa foi do bloqueio que não bloqueia, pra se ter ideia o Bruno que jogou dois sets e meio foi o maior bloqueador do Brasil ontem, Lucão acabou como 29º colocado nessas estatísticas. impossível assim.

    não temos um oposto de verdade que decida, Vissotto é totalmente instável, quando ele joga bem o Brasil ganhar bem, ontem jogou muito depois da entrada do Bruno e o Brasil teve tranquilidade. jogou bem contra a Russia e ganhamos bem, mas quando ele resolve não jogar faz falta.

    e o saque, grande vilão desse time no torneio, péssimo, ruim demais, só conseguimos sacar bem no jogo contra a Russia.

    acho que é muito fácil culpar os levantadores, acho que marlon depois de Giba e Sidão foi o melhor jogador do Brasil no torneio, mas levantador não decide o campeonato, quem decide campeonato são os atacantes, o levantador da Russia é bem fraquinho, como também é o da polonia, e eles ganharam porque tem opostos matadores. A Argentina do melhor do mundo De Cecco, esse sim um fenomeno de qualidade no levantamento, chegou em sétimo lugar, com um oposto tão instável quanto o Vissoto e um ponteiro de 1,90.

    O volei hoje é físico, saque forte, bloqueio pesado e atacante matadores, três coisas que o Brasil não tem. jogo só de velocidade não ganha mais nada, até a Russia joga assim agora.

    • GRACA

      Emanuella, parabens, gostei muito do seu comentario, DIFERENTEMENTE das MARIAS-VAI-COM-AS-OUTRAS, teve personalidade e inovou nos comentarios e foi nos pontos chaves: BLOQUEIO e SAQUE, sao realmente os fundamentos que precisam evoluir na selecao… Lucao e Sidao precisam ajudar mais no bloqueio, Gustavo e’ mais eficiente que os dois no fundamento BLOQUEIO, vimos isso no PAN onde GUSTAVO e BRUNINHO foram destaques. O SAQUE esta’ com um indice MUITO ALTO de erros. Nao adianta ficar forcando direto com erros, dando pontos diretos aos adversarios. Concordo tambem em relacao aos OPOSTOS, Vimos nas finais do PAULISTA que o WALLACE do SESI esta’ melhor que os OPOSTOS que estao na selecao, ele vai voltar p/selecao e deve tomar a posicao de alguem.

      • newton.carvalho

        Tecnicamente, o Wallace do Sesi é realmente melhor que o Vissotto e o Theo.
        Porém, desgraçadamente, não correspondeu. Quando colocado à prova, amarelou …. 🙁

        • emanuella

          mas merece mais chances vc não acha, quantas chances o Vissotto já teve? acho ele bem melhor

          • newton.carvalho

            Certamente ele será colocado à prova novamente na liga mundial do ano que vem. A questão envolvendo o Vissoto é mais ou menos seguinte: Por incrível que pareça, dentre os 4 opostos testados, ele foi o que mais se destacou (Rivaldo, Wallace Martins, Théo e o próprio Vissoto). Ele foi irregular esta temporada e o fato de ter perdido o posto de titular na liga mundial para Théo e de sequer ser convocado para o sul-americano foi um aviso claro do Bernardo.

            Lembrando:
            – Não sou fã do voleibol dele.
            – Em termos de performance ele está longe do inigualável “Canha” André Nascimento quando estava em boa forma física e técnica.

            Infelizmente, hoje, é o melhor que temos. Simples assim….

  • GRACA

    Serginho e Bernardinho tao rindo de todas essas baboseiras que dizem aos 4 ventos! Os dois sao HOMENS e agiram como HOMENS, discutem no calor da partida e fica ali, nao sao bichinhas p/ ficar guardando rancor e fazendo tempestade em copo d’agua. O resultado esta’ aeh: BERNARDINHO e’ o unico tecnico a conseguir 3 podiuns consecutivos na COPA DO MUNDO e SERGINHO mais uma vez com uma premiacao individual e os 2, BERNARDINHO e SERGINHO, se divertindo com as LOUCAS DE PLANTAO!!!

    • Rafael B.

      Graça,

      Você já insultou Jacqueline por ela ser nordestina, agora manda um “Loucas de plantão” e “Bichinhas”!!! Definitivamente, você tá fazendo de tudo pra que não te respeitem por aqui!

      Se o “SAPATA DE PLANTÃO” foi direcionado a você é muito bem feito e é o q vc tá procurando!

      Opiniões divergentes só fomentam a discussão, mas ter educação e respeito pelos outros é a base de tudo isso!
      Preconceito é feio, pequeno, é tudo de ruim! E nós o identificamos nas pequenas coisas… ele mora nos detalhes!

      Você pode ser feia, gorda, velha, doente, mal sucedida, ter um inúmero de predicados que a farão vítima de preconceito. Ou pode não ser nada disso, mas ainda assim sofrer por causa de amigos e parentes!!!

      Não leve isso contigo! Gostaria de manter o respeito que tenho por você.
      Você pode não se dar conta, mas muita gente a “ouve”! E, tendo em vista seu número de posts, é uma audição contante!!!

      • graça

        Que ridiculo, insultar Jaqueline por ser Nordestina??? Está louco querido??? Adoro o casal JACK E MURILO, lindos dentro e fora de quadra… Vc está maluquinho da cacholinha??? Comentei que o casal Jack e Murilo são exemplos de ponteiros passadores de verdade, ao contrario de MARI que foi deslocada de posição e até hoje não correspondeu no PASSE… Não levante FALSO TESTUMUNHO rapazinho, ainda mais em relação à JACK e MURILO… Vou aproveitar p/ mandar um BEIJÃO ao casal nota 10: JACK e MURILO sou fã de vocês!!! E a todos os Nordestinos também… Por sinal, o sotaquezinho da JACK é muito bonitinho.

  • Afonso (RJ)

    Pelo menos deu pódio. Parabéns à seleção, que apesar de todos os percalços ainda arrancou uma sofrida classificação para as Olimpíadas de Londres. Ouço também um suspiro de alívio dos hermanos que agora tem o caminho livre para carimbar seu passaporte para Londres.

    De toda a campanha brasileira, poderiamos criticar desde algumas convocações, hesitações na escalação, performances técnicas individuais, ou entrosamento de algumas peças. Mas tudo são problemas solucionáveis, e temos uma comissão técnica suficientemente competente para equacioná-los.

    Mas a única coisa que realmente manchou a participação da nossa seleção nesse mundial foi a vergonhosa cena protagonizada pelo Serginho no jogo contra a Argentina. Diferentemente de algumas SAPATAS DE PLANTÃO que acreditam conhecer tão bem a psicologia masculina, e que tendem a minimizar atos de flagrante indisciplina, creio que tais comportamentos deveriam ter consequências. E ainda acredito que haverá. Para o bem da nossa seleção.

    • emanuella

      o que você quer dizer com sapatas de Pantão?? não entendi mas achei extremamente ofensivo, grosseiro e homofóbico, e não sou gay. as pessoas tem observações diferentes sobre a briga, você tem a sua e eu tenho a minha, e não tem nada a ver com ser ou não gay.

      Ps. achei a briga horrível, um desrespeito que ele nunca deveria ter cometido, o Brasil coincidentemente ou não perdeu dois jogos seguidos depois daquele lamentável episodio, mas seu comentário foi igualmente lamentável.

  • klaus

    O Bruninho deve ser efetivado como levantador titular da seleção e ponto final.Não há grande diferença entre ele e o Marlon, mas o fato de não se ter um levantador titular é ruim para os dois.Bruno é jovem e tem muito a evoluir.O Ricardinho na idade do Bruno também não era unanimidade e se tornou um levantador fora de série.Outro ponto são os ponteiros.Giba , Murilo e Dante são indiscutíveis, mas acho que o João Paulo Tavares ou até o Chupita merecem mais essa vaga do que o João Paulo Bravo.São mais jovens , mais altos e com um poder de ataque maior .

  • Daniel

    No sobe e desce da seleção, penso que Giba e Sidão foram os que mais pontos ganharam. Lucão segue unânime. Vissoto foi irregular, mas o saldo foi positivo. Marlon foi bem e segue sua briga pela vaga de titular com Bruno. Caíram Murilo, e Sérgio com seu ato patético. Dos reservas, Bruno sai fortalecido após sua entrada incendiária contra a Polônia. Quanto a Dante, o pouco que jogou mostrou como é peça chave na equipe e fez muita falta. Rodrigão pouco jogou e quando solicitado não fez nada, perdeu espaço. Gustavo só jogou contra a China e não foi bem. A vaga de 3o meio está aberta. Theo foi irregular, já esteve mais em alta, e terá que brigar com Wallace que mostrou bons serviços no pouco que jogou. Quem parece ter rodado foi JP Bravo, quem será o 4o ponteiro, para dividir o banco com Murilo ou Giba?
    Acho que a expectativa é boa para 2012. Na bola, apenas a Rússia, com o incomparável Maxim Mikhailov, pode ser maior que o Brasil, mas já os vencemos há pouco. Que venha 2012.

  • Mauricio

    Não podemos esquecer do grande SIDÃO que tem evoluído muito nessa equipe. É hoje titular absoluto e peça fundamental dessa equipe. Rápido, habilidoso e bom sacador. Se fosse escolher a grande revelação do time eu votaria nele, certamente.

  • Rubens

    Concordo quando se fala que o problema do Brasil é bloqueio e a falta de um oposto. Nossos centrais titulares bloqueiam de forma ridícula pra nível internacional. Sidão e Lucão não conseguem ser destaques nesse fundamento nem na nossa superliga, imagine diante de grandes seleções. E é isso que se prova a cada campeonato que passa, atacam muito bem, mas ficam devendo no bloque. E seleção que não bloqueia, dificulta a sua vida em várias vezes.
    Sobre oposto, insistir com Vissoto e Theo é perder tempo. Vissoto não é, nunca foi e nunca vai ser confiável. Na hora de um ponto importante, bola que deveria ir pro oposto sem pensar 2 vezes, o levantador brasileiro tem que pensar duas vezes. Theo ao meu ver nem jogador de seleção é, é um ótimo jogador de clube. Claro que vale a tentativa, afinal hoje ainda não temos aquele oposto que podemos confiar de olhos fechados. Mas o que não pode também é Bernardo fechar o leque de opções e se prender a esses dois, porque eles não podem ser os nomes certos dessa posição. Bernardo demorou pra dar chances pro Wallace do Cruzeiro, agora foi tarde, não teve tempo nem oportunidades de sentir o ambiente, de ter chances de jogar de fato na principal, não vai ser uma opção pra Londres, só pra depois.

  • Danielle

    Nunca vi alguém errar mais saque do que o Sidão. Quando ele ia para o saque, já sabia que seria ponto adversário, tem que melhorar e muito.
    Vissotto irregular demais, Lucão tem que ter mais visão de quadra e botar a bola no chão.
    Giba se superou, Murilo irregular, Serginho é o melhor na sua posição, guerreiro, estressado, mas dá sangue pela equipe.
    Bruno tem muito a crescer e Marlon, não é mau, mas é baixo, não faz nada diferente. O Bruninho tem evoluído e vimos isso; acho que Bernadinho deve começar a olhar gente nova para a posição, para fazer cia ao Bruninho.
    No mais, apesar dos pesares, a seleção cumpriu o objetivo.
    Muita coisa irá mudar até as Olimpiadas. As outras seleções evoluíram, temos que buscar soluções, às vezes uma largadinha surte mais efeito do que uma pancada. Vissotto levou cada toco com aquele tamanhão…

  • Márcio Tame

    Realmente também acho que cabe algumas reflexões sobre a Copa do Mundo! A primeira dela nem é sobre a seleção brasileira. Por razões economicas os Campeonato são disputados no Japão, chega né? Desgaste dos jogadores de quase todas as seleções. Falta de respeito com o telespectadores que precisam acordar de madruga. Tabelas de jogos estranhas!! Se o Brasil é ou era a primeira no ranking deveria exigir respeito e trazer os jogos ao Brasil! Quem é o Japão no voley masculino nos ultimos anos? Sobre a parte tecnica: algumas atuações foram preocupantes,(China e Servia). Italia foi por detalhes, já ganhamos e perdemos deles nos detalhes, faz parte. Vejo uma seleção envelhecida, mesmo com o melhor preparador físico do mundo, tem uma hora que a média de idade alta pesa e pesou. Infelizmente não podemos dar o luxo de não contar com Giba, Serginho. Mas precisamos repensar em uma renovação mais agressiva após as olimpíadas. Continuo achando que falte em um jogo dificil um oposto que resolva, Vissoto joga muito, mas não é decisivo. O Bruno será o maior levantador do mundo daqui uns 8 anos. Não houve transição como aconteceu com William/Mauricio, Mauricio/Ricardinho. Apesar dos pesares Poderíamos ter sido campões se uma bola ou outra tivesse entrado. Até porquê ganhamos de Russia e Polonia!
    Acho que para 2012 na liga entrar com um time de novos e poupar o time principal para as olimpíadas como os EUA sempre faz!!!

  • Luciano

    Eu acredito que o objetivo principal foi atingido, vaga olímpica direta. Ponto. Porém, a competição serviu para nos mostrar um pouco do cenário brasileiro e mundial justamente para Londres em 2012. Fato: não somos mais unaminidade já faz tempo, perdemos 2008 para os americanos mais ganhamos o mundial em 2010 e liga mundial, acho que para um ciclo olímpico em 2012 não temos a meu ver uma carta na manga para 2012. O que poderia ser como visão de jogo seria o seguinte: se o passe for na medida para o levantador, mesmo com os saques potentes dos jogadores adversários, nossos ataques de todas as posições leva vantagem, pois só o Japão tem ponteiros mais baixo que nós, e é isso que eles fazem ou tentaram fazer e não deu certo. Se o passe não sair e não tivermos um oposto matador já era, toco, ou melhor Vitoco. Nosso saque precisa ser eficiente e sem erros, pior fundamento do Brasil junto com o bloqueio. Por fim, 14 jogadores titulares foi discurso do passado, hoje nem os seis titulares em quadra e o líbero com exceção não estão dando conta não..

MaisRecentes

Semana positiva das Seleções adultas



Continue Lendo

Coluna: O polêmico teste na regra do vôlei



Continue Lendo

Vaivém: Mais estrangeiras na Superliga?



Continue Lendo