Coluna: O interessante duelo de levantadoras



Coluna Saque publicada no LANCE! deste domingo, dia 29 de março.

Passado glorioso, presente vencedor e esperança no futuro. As semifinais da Superliga feminina terão esta interessante mistura entre as levantadoras de Rexona-Ades, Sesi, Molico/Osasco e Camponesa/Minas.

No duelo entre cariocas e mineiras, Fofão, 45 anos, titular na conquista do ouro olímpico em Pequim-2008 e possivelmente em sua despedida das quadras, contra Naiane, 20, principal revelação da temporada, que já dá seus primeiros passos como a Amarelinha pela Seleção sub-23. Impossível não fazer tal comparação: quando a atleta do Minas nasceu, Fofão já havia defendido cinco clubes no Brasil, com um título de Superliga e um do Grand Prix pela Seleção, uma medalha de prata em Mundiais e a primeira de cinco Olimpíadas disputadas. Naiane cresceu vendo Fofão se transformar na principal levantadora do país em todos os tempos. E agora verá, do outro lado da rede, seu exemplo como maior obstáculo para disputar uma improvável decisão de Superliga pelo Minas. Por favor, evitemos apenas rotular Naiane como nova Fofão. Tal comparação ainda é injusta e apenas vai colocar um peso nas costas de uma novata que ainda tem muito a crescer para sonhar em carregar tal fardo.

Já no clássico paulista, Dani Lins, 30 anos, do Molico/Osasco, atual titular da Seleção e campeã olímpica em Londres-2012, duelará contra o Sesi, de Carol Albuquerque, 37, reserva de Fofão na conquista do ouro em Pequim-2008. Jogadoras que se conhecem bem, já que foram companheiras no próprio Sesi nos últimos anos, tendo disputado a final da Superliga na temporada passada. Dani vem de uma temporada difícil, já que passou por uma cirurgia nas costas e vem jogando (até menos do que pode e sabe) com dores. Preocupa até a Seleção no planejamento olímpico para 2016. Já Carol vive uma de suas melhores temporadas. Desbancou Claudinha para ser titular e ocupa o segundo lugar nas estatísticas do fundamento.

Alguém arrisca a dizer quem vai levar a melhor nestes duelos?



  • Junior

    Dani Lins, Signorile, Marchenko e Rondon, todas levantadoras, tiveram problemas na coluna essa temporada, acho que alguma coisa precisa ser revista nos treinos. Fernandinha é outra que também teve um problema que a limitou por muito tempo.

  • wms

    Aposto fácil e sempre na Fofão. A idade está cobrando pela desgastante carreira do voleibol de alto nível, mas também vem dando os bons frutos que o tempo sempre dá aos levantadores: O bom raciocínio, a percepção do melhor momento de cada atleta, a valorização dos atalhos da quadra, a liderança que passa segurança. Tudo isso contribui para o bom desempenho do levantador que já tá pra lá de 35, pois o cérebro ganha bagagem sem envelhecer. A Fofão precisa do suporte físico de seu time, que varre a quadra por ela, mas quando não o tem ainda levanta correndo e de manchete melhor que muita colega parada e de toque; A Naiane não precisa do suporte físico, mas do suporte psicológico das mais experientes nesse momento delicado, se ela não tiver isso, não há talento que dê jeito. Seria até bom ver o Rio fora da Final, pra variar, e Fofão não perderia em nada seu prestígio e carreira por cair na Semi-final, mas está claro que o Rio é a aposta mais segura no momento, por todo o regular trabalho que fez e ainda faz na superliga. Hoje o Minas é para o Rio o mesmo que o SESI foi ano passado: Uma Tsunami surpreendente que já terá feito muito em conseguir trazer suas ondas até aqui.
    Falando em Sesi, acho que Carol Albuquerque seria a aposta do momento, por estar aliando um perfil arrojado de algum tempo com a apuração da técnica e ainda não ter o mesmo problema nas costas que a Dani Lins também. A rigor, esta semifinal parece mais aberta porque o Osasco demonstrou estar se acertando por agora, no momento mais importante e o Sesi manteve um padrão homogêneo e volumoso de jogo durante todo o campeonato. Suelen (a ponteira, sempre confundo o nome com a Líbero) está num ótimo momento com bolas altas e permanece estável na composição, duas coisas que Carcáces nem Samara conseguem juntar. Na posição de oposto o momento é melhor para a dobradinha Monique/Bárbara do que para Ivna/Mari, apesar de ser doloroso ainda ver Mari na promessa de retorno. No meio de rede não tem muito o que discutir: com todo respeito à Thaisa (que inclusive melhorou agora no final), Fabiana e Bia dão um banho em qualquer dupla de centrais que o Osasco possa formar agora (Diria até Fabiana e quaquer-central-do-mundo, mas a Bia tá aparecendo mais, na resultante dos últimos jogos). Nas líberos é que acho vantagem na Brait, mais por causa da agilidade dela do que pelo talento, que vejo abundante na Fof’s (líbero do Sesi). Eu apostaria no Sesi dessa vez.

  • Renato

    Entre Sesi e Osasco, eu aposto no Sesi, pois o time do Osasco não passa confiança e olha que eu torço para elas, já o time do Sesi esta mais arrumado e funcionando melhor como equipe. Com relação ao jogo entre Rexona e Minas, o Rio tem mais vantagem, pois tem mais tradição e tem o incrível Bernardo que é ótimo em explorar as deficiências do adversários. Já o Minas surpreendeu e tem a Jaque que pode fazer muita diferença na hora decisiva, além a Mari Paraíba que vem jogando muito e merece uma convocação pela seleção, eu tbm acho ela muito parecida com a Picinini tanto no estilo de jogo quanto na beleza rs. Por fim, a Naiane de todas as novas levantadoras que surgiram é a mais talentosa na minha opinião, ela vai ser uma grande levantadora no futuro, mas para chegar ao nível da Fofão precisara comer muito arroz com feijão.

    • Se o ZRG não convocar a Mari PB para o Grand Prix e o Pan deste ano, vai estar assinando um atestado de burrice!

  • jsg

    Com todo respeito a Fofão a qual considero a melhor levantadora de todos os tempos. Mas espero que o duelo com a Naiane seja equilibrado e que o Minas consiga essa vaga na final da superliga.
    O outro confronto num tem nem o que comentar,assim como em toda temporada, Carol Albuquerque vencerá Dani Lins fácil. Se formos fazer um comparativo o sesi ganha em quase todas as posições(analisando o momento atual das jogadoras).

    Brait x suellen (Brait)
    Carol Albuquerque x Dani Lins(Carol)
    Thaisa x fabiana(fabiana)
    Bia x adenizia(bia 1000vezes melhor.kk)
    Suelle x samara(suelle,sem dúvidas)
    Carcases x pri daroit (carcases)
    Ivna x barbara( barbara, mesmo sendo uma central improvisada de oposta consegue ser melhor do que a Ivna).

    Por tanto nas minhas análises 5 a 2 pro SESI.

    O SESI fecha a série em 2 a 0. 3x 1 nos dois jogos.

    E com fabiana arrebentando é SESI Campeão da Superliga 2014/2015.

    • Nossa jsg me diz ai os números da megacena . Indis cutivelmente o sesi é melhor do que o Molico em conjunto porem o Molico tem jogadoras que possam defineir o jogo nuna devemos substimar um Thaissa Que mesmo não estado em seu auge resolve, nem a Fabiana está jogando como na temporada passada isso é fato.E a Carcases é uma grande atacante e pode muito bem decidir em favor do Osasco.
      Na minha opinião o time ideal dos clubes nesse duelo são:
      Dani Lins/ Barbara(Monique)
      Thaissa/Fabiana
      Carcases/Suelli
      Camila Brait
      Em nenhum momento se deve menosprezar a Dani só lembrar 2012 quando todo mundo dizia que o Zé Roberto iria a cortar da Olimpiadas e lembrar oque ela fez em Londres, mesmo não estando 100% joga mais do que qualquer lenvantadora no pais isso é fato não é por que está em Osasco que devemos diminui-la.

  • Felipe

    Duelo interessante também vai ser entre o Willian e o Marouf já que o Zenit Kazan foi campeão da CEV CL.

  • Billy

    Não sei prá que ficarem endeusando a Fofão só porque ela conseguiu um título olímpico.Acompanhei a carreira dela e da Fernanda Venturini desde o início e prá mim a Fernanda(geniosa sim e de temperamento difícil) era infinitamente SUPERIOR á Fofão.Fofão sempre foi uma boa levantadora mas ao mesmo tempo sempre deu prejuízo no bloqueio por ser baixa-apenas 1.73m(não era o caso da Fernanda que tem 1.81m).Enfim…

    • Fofão que me perdoe, mas nessa semi vai ser Naiane +5!

      • Billy

        Adoro o Bernardinho(prá mim é o melhor técnico de vôlei do mundo de todos os tempos)mas nessa semi-final estarei torcendo para o Minas.Abraços á todos.

    • Marcio Fu

      Exatamente por ser mais baixa era a reserva. Mas na parte técnica as duas empatavam. Mesmo com estilos diferentes, conseguiam impor um tipo de jogo que favoreceu muito a armação tática da seleção nos anos 1990, e segue até hoje.

    • Luis Carlos Martins

      Venturini com o time da Unleiver muito mais forte, com Sheilla, Mari e outras, perdeu uma superliga que tinha pra ganhar, já o Mito Fofão ganhou com time desacreditado, com passe horrível.

    • Iuri

      “só porque ela conseguiu um titulo olimpico”.
      Deve ser pouca coisa, ne? aff, é cada uma…

      • Billy

        Falo com a propriedade de quem REALMENTE acompanhou toda a carreira de ambas(FERNANDA E FOFÃO)e a Fofão raramente entrava prá jogar enquanto a Fernanda era a titular absoluta.Iuri(não sei a sua idade e nem me interessa,pois isso não esta em questão).Mas você deve acompanhar vôlei de alto rendimento a poucos anos.Quem sabe se o Daniel bortoletto fizesse uma enquete aqui no blog para se saber quem foi a melhor levantadora do brasil em todos os tempos e aí veríamos o resultado.No meu entender a maioria dos fãs mais velhos(a opinião que mais conta são desses-sem dúvidas) com CERTEZA ABSOLUTA votarão na FERNANDA(pois não são cegos ou se fazem de cegos feito você).Enfim..a sua opiniãozinha e nada prá mim são a mesma coisa…

        • rafael cruzeiro

          Acompanho volei desde a década de 70, com o fantástico botafogo de Mário Dunlop e do Minas do Sohn (e do Pelé), nos anos 80. No feminino, a atenção se deu na década de 80, do flamengo de Jaqueline e Isabel. Assim, vi surgirem muitos jogadores e jogadoras. Em termos de levantadores, só para citas alguns temos: william, maurício, ricardinho, marcelinho… e levantadoras: jaqueline, fernanda, fofão, dani…
          Todos foram importantes em suas épocas e contribuíram para construção do voleibol brasileiro. è exercício de pura perda de tempo querer discutir qual o(a) melhor de todos os tempos.

          • Jaqueline levantadora? Bebeu o quê, camarada?

          • Rafael cruzeiro

            Caro #fechadocomominas, talvez VC não a conheça, mas refiro-me à grande Jacqueline (ou jackie Silva, como os americanos a chamam), que está no hall da Fama do vôlei, medalha de ouro em Atlanta, e não a jaque, atual ponteira do minas. Achei que não precisa especificar de quem falava, pois todo conhecedor de vôlei sabia de quem eu mencionava.

          • rafael cruzeiro

            Só para clarear, trata-se de Jacqueline Silva, LEVANTADORA titular da seleção brasileira de vôlei nos Jogos Olímpicos de Moscou em 1980 e de Los Angeles em 1984 (foi considerada a melhor levantadora dos Jogos). Dona de um toque refinado, imprimia velocidade e distribuição perfeita das jogadas. Lutou pela profissionalização do vôlei brasileiro, sendo, por isso, taxada de polêmica e rebelde. Atuou depois no beach voley americano (chamada de Jackie Silva, rainha da praia), conquistando, ao lado de Sandra Pires, a medalha olímpica em Atlanta. Primeira mulher brasileira a entrar no Hall da Fama do vôlei.

    • Juliano

      É só o título olímpico q a Venturini nunca conseguiu ganhar pq dava pane nos momentos mais importantes. Em 2004, a culpa ñ foi da Mari, mas sim a péssima distribuição dela.

      • *Rose

        concordo plenamente.

    • Renato

      Eu acho que a Fernanda Venturini foi a melhor levantadora brasileira de todos os tempos, já a Fofão fica ali na cola. Eu tenho essa opinião, pois a Fernanda sempre foi titular durante a sua carreira pela seleção e ela quem ensinou tudo o que a Fofão sabe jogar hoje. A própria Fofão disse que aprendeu muito com a Fernanda Venturini. Na parte técnica as duas se equivalem, mas a FV levava vantagem por ser melhor no bloqueio e por esconder até o ulitmo momento o golpe e confundir os adversários.

      • Billy

        Certíssimo você Renato.Assino embaixo.Fernanda era simplesmente SENSACIONAL levantando.Gosto da Fofão também,mas a Fernanda era notável demais.

        • Edu

          Fernanda foi formidável.Entra na geração de associação com uma grande capacidade atlética aliada a técnica.No entanto, e o tempo é o senhor da razão.No talento nato a maior levantadora brasileira no quesito técnico apenas foi a Jaqueline.Tanto que ela foi a primeira atleta do voleibol brasileiro a entrar no Hall da Fama do voleibol mundial.Se considerarmos a extensão da carreira e anos a fio jogando em alto nível além da maestria no levantamento em manchete deve-se elencar a Fofão como a maior de todas da história.

  • Valdo

    E o duelo entre as centrais do Rexona x Minas?
    Devemos comparar tanto o bloqueio , qnto o ataque. No bloqueio as centrais do Rexona está na frente, ja no ataque s centrais do Minas ganham. Basta vê as estatisticas …..tanto Gattaz, qnto Walewska pontuaram mais no ataque que as centrais do Rexona, contudo perdem no bloqueio. Sendo que as centrais do minas fizeram ótimas partidas no bloqueio nos últimos jogos contra o Praia..
    Será um duelo interessante tbm…. vale observar

  • Léo

    A FOFÃO é a melhor de todos os tempos e isso é indiscutível. Mas, a NAIANE tem tudo para dar certo. Tomara que não faça como a TIEME que sempre optou por decisões equivocadas em sua carreira. Já ouvi no último jogo do MINAS contra o RIO o BERNARDINHO elogiando a levantadora do time mineiro. E como todos sabem quando o BERNARDO elogia alguém….

  • Drica

    Estou encantada em ver a Naiane jogar. Vejo muito futuro nela!

  • Espero que o MTC não faça a besteira de deixar a Nayane sair da equipe,pois o clube tem o hábito de formar e deixar prontos jogadores pra times que estejam com os cofres mais cheios levarem.O MTC hoje tem em sua base 75 meninos e meninas ,estão sendo formados pelo clube mais vencedor de títulos nacionais,e com certeza apesar de não haver incentivos pra outros esportes (que não o futebol) neste país ,os esforços continuam pra elevar o nível do volei,apesar da rede globo…

  • Juliano

    De acordo com a campanha, o Sesi é mais time que o Osasco. Mas tem que ter cuidado. Aquele segundo jogo contra o Brasília foi lamentável. Se fosse contra o Osasco, por exemplo, Sesi não teria conseguido se recuperar a tempo. Logo, se Sesi jogar um pouquinho abaixo, já era.

    Minas pode surpreender Rio, se não ficar tão dependente de Jaqueline. As demais têm que jogar, senão já era o Minas. Rio não é igual ao Praia, que só tinha dois cones no lugar das centrais.

  • Estão sabendo que a Mari PB pode não estar mais solteira? Parece que flagraram-na numa casa de shows junto com o Paulo André, zagueiro do Cruzeiro.

    • Patricia

      Antes de ser a Jackie Silva campeã olímpica do vôlei de praia, Jacqueline foi a levantadora titular do Brasil em duas olimpíadas (1980 e 84)

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo