Coluna: Lesão de Leal não para o Sada/Cruzeiro



Coluna Saque publicada neste domingo, 28 de fevereiro, no LANCE!

Teve de tudo no esperado confronto entre primeiro e segundo colocados da Superliga masculina, ontem. E vou dividir a vitória do Sada/Cruzeiro sobre o Funvic/Taubaté por 3 sets a 1 em partes:

1) Os mineiros iniciaram o jogo com o mesmo roteiro de confrontos recentes contra o rival paulista. Saque forçado fazendo estragos, Wallace e Leal pontuando no ataque e mantendo a liderança no placar. O 25 a 22 no set inicial dava a entender que o fim da história também seria repetido com certa facilidade (na final do Sul-Americano, uma semana atrás, no mesmo local, o jogo acabou em 3 a 0 para os cruzeirenses).

2) O jogo começou a mudar quando Leal sofreu uma torção de tornozelo. O fato não ganhou muita atenção da transmissão da RedeTV!, já que era mostrado um ríspido bate-boca entre o ponta Lipe e o técnico Cezar Douglas. Membros da comissão técnica de Taubaté e alguns jogadores precisaram intervir para evitar algo pior.

3) Com o canadense Winters no lugar do cubano-brasileiro Leal, o Sada perdeu no potencial de ataque e saque. E o Taubaté cresceu principalmente no serviço, quebrando o passe mineiro. Lucarelli passou a ser o protagonista do clássico.

Ataque de Wallace em Taubaté (Rafinha Oliveira)

Ataque de Wallace em Taubaté (Rafinha Oliveira)

4) Após devolverem o 25 a 22, os paulistas tomaram conta do jogo e lideravam o terceiro set por 18 a 14. Até que parte da iluminação do Ginásio do Abaeté deixou de funcionar. Foram quase 20 minutos de paralisação. E, neste jogo repleto de alternâncias, o cenário mais uma vez mudou. A boa vantagem não foi suficiente para o Taubaté virar. Após perder quatro sets points, o time da casa viu o Sada virar por 28 a 26, após boa passagem de Filipe pelo saque. E, para ser justo, Winters foi importante na virada de bola após o “mini-apagão”.

5) Taubaté voltou a ficar na frente no início do quarto set. Chegou a ter três pontos de frente. E, mais uma vez, não conseguiu sustentar a vantagem. E aos poucos o Sada/Cruzeiro foi tomando conta do jogo, beneficiado pelos erros do rival, até fechar em 25 a 17.

6) O resultado consolida a atual classificação da Superliga. O Sada/Cruzeiro sobe para 48 pontos, abrindo cinco do rival deste sábado, e dando um passo enorme para terminar em primeiro lugar nesta fase. O Taubaté poderia até ter assumido a ponta com triunfo.



MaisRecentes

Atuação ruim tira Brasil da final da Copa Pan-Americana



Continue Lendo

Vôlei Renata anuncia novidades para a temporada



Continue Lendo

Jaqueline anuncia aposentadoria da Seleção



Continue Lendo