Coluna: É preciso saber perder



Pessoal, bom dia. Coluna Saque publicada no LANCE!, excepcionalmente hoje, está no ar.

De vez em quando é bom ver o brasileiro perder. Prova que somos um país sem memória, que se apega sempre ao presente, sem perdoar um deslize, uma derrota, um vice-campeonato. Imagine na Olimpíada de 2016…

Retirei esse texto de uma coluna já publicada aqui neste mesmo espaço, após o Brasil não faturar o último Mundial de Clubes. E antes que alguém comece a me xingar, vá até o fim do texto e reflita.

Ser o segundo melhor do mundo, para alguns, é ser o primeiro dos últimos. E nós, brasileiros, do alto de nossa “cultura esportiva”, de investimento contínuo nas últimas décadas, de briga pela liderança em quadro de medalhas das Olimpíadas, não sabemos perder. E assim crucificamos times inteiros, rotulamos gerações, chamamos Diegos, Daianes e Cielos da vida de amarelões quando o resultado não é o alto do pódio. Nem sequer um time acostumado a ganhar quase tudo é poupado. E esta última categoria se enquadra perfeitamente na derrota de ontem do Brasil para a Polônia, impedindo o quarto título consecutivo no Mundial masculino.

O time atual do Brasil tem batido na trave seguidamente nas últimas grandes competições. Foi assim em Londres-2012, em edições recentes da Liga e agora no Mundial. Ainda assim, tem se mantido entre os melhores. Mas deixou de ter a dinastia no esporte. Faz parte e é um fato.

Mas preferimos sempre achar um bode expiatório para o revés. E isso serve para torcedores, jornalistas e até os protagonistas do jogo. A entrevista pós-jogo de Bernardinho, neste domingo, culpou até um “repórter convidado pela FIVB, tratado como inimigo nacional e que ficava rindo perto do banco de reservas”. Ora bolas. A Polônia foi melhor, se recuperando de um primeiro set ruim para vencer um time que era TRICAMPEÃO DO MUNDO, em caixa alta mesmo para ter a dimensão do feito. Ponto final.

Os grandes vencedores também precisam saber perder.



  • manu

    acho que ele assumiu a derrota em quadra sim, mas ele falou como a federação joga baixo. Afinal os Brasileiros sempre se deixam levar pela emoção e acabam sendo influenciados por coisas extra quadra.
    Como o Bernardo mesmo falou eles se deixaram influência pela presença do VOloch debochando deles sentados no banco. Não deviam, mas infelizmente são assim. A Polônia ganhou em quadra, o Brasil perdeu fora dela.
    A Polônia tinha tudo a favor, tinha o regulamento, tinha a quadra, tinha a torcida e tinha o bandido do Ary graça. O Brasil não tinha nada. Polônia só se preocupou em jogar bola. O Brasil se preocupou com um monte de coisa.
    Quanto a torcida, essa não merece nenhum sacrifício. Esse pessoal tem que ganhar ou perder por eles mesmo. Porque não há nesse pais uma pessoa que mereça uma vitória.

    • ALINE

      CONCORDO MANU!!!
      O Bernardinho soube sim saber perder e reconheceu o bom jogo feito pelos poloneses, isso não foi o problema! O problema foi ter tanto gente JOGANDO CONTRA, tentando de tudo para dificultar cada vez mais o sucesso da seleção brasileira. O pior de tudo é ter gente dentro da própria FIVB querendo sabotar o trabalho da seleção brasileira. Mas o ápice, o CÚMULO DO ABSURDO é um DESAFETO DE FATO, CâNCER DO VOLEIBOL BRASILEIRO, PSEUDOJORNALISTA, FOFOQUEIRO DE PLANTÃO, CRIADOR DE FACTÓIDES ser CONVIDADO VIP da FIVB para SECAR DE PERTO o trabalho do BERNARDINHO e ficar de DEBOCHE PERTO DA QUADRA em LUGAR PRIVILEGIADO que DEVERIA SER DEDICADO A PESSOAS DIGNAS DE ESTAREM ALI!!!: 1)Esse mesmo PSEUDOJORNALISTA(VOLOCH) que NÃO SABE PERDER, NÃO SABE VALORIZAR O PRIVILÉGIO DE SE ESTAR NO PODIUM. 2)Esse mesmo BRAVATEIRO que retula TODAS AS PRATAS DA SELEÇÃO como FRACASSO!!! 3)Esse mesmo FOFOQUEIRO que assim que o Brasil perdeu para o POLÔNIA o primeiro jogo por 3×2 estampou uma manchete entitulada ‘DESEQUILÍBRIO’ alegando veementemente que a seleção brasileira é DESQUILIBRADA EMOCIONALMENTE!!! 4)Esse mesmo OLHO-GORDO que depois de o Brasil passar o trator na Rússia e conquistar a classificação, diminui o feito estampando a manchete ‘PONTO FUNDAMENTAL’ dizendo que o Brasil se classificou devido ao ponto conquistado no jogo do desequilíbrio, e esquecendo que ele só fazia enaltecer e babar-ovos dos russos. Bernardinho reconheceu a derrota para a Polônia sim na final, porém ficou muito DECEPCIONADO COM OS BASTIDORES DA COMPETIÇÃO, PRINCIPALMENTE COM A ATITUDE DE PRÓPRIOS BRASILEIROS FAZENDO JOGO CONTRA, DA MESMA FORMA QUE MUITOS DE NÓS TORCEDORES TAMBÉM FICAMOS DECEPCIONADOS COM ESSE MUNDIAL DE REGULAMENTO NO MÍNIMO RUIM, OBSCURO E TENDENCIOSO. Contudo é importante frisar que: 1) A ALEMANHA, nossa COLEGA DE PODIUM, foi CAMPEÃ MUNDIAL em 1970 e ficou longuíssimos QUARENTA E QUATRO ANOS para voltar a subir no PODIUM!!! 2) A POLÔNIA foi CAMPEÃ MUNDIAL em 1974 e demorou QUARENTA anos para ser CAMPEÃ MUNDIAL NOVAMENTE!!! 3) O BRASIL foi CAMPEÃO MUNDIAL em 2002, demorou QUATRO anos para ser novamente CAMPEÃO MUNDIAL em 2006, DEMOROU apenas mais QUATRO anos para ser novamente CAMPEÃO MUNDIAL em 2010 e mais QUATRO ANOS para ESTAR NOVAMENTE NO PODIUM EM 2014!!! Que seleção no mundo conseguiu esse feito??? NENHUMA!!! 4) A RÚSSIA tão enaltecida pelo VOLOCH e muitos brasileiros SÓ GANHOU MEDALHA DE CORTADA E SAQUE NO PEITO EM 2014!!! 5)ITÁLIA, EUA, FRANÇA, CUBA, ARGENTINA, CANADÁ, BULGÁRIA, SÉRVIA, IRAN estariam MUITO CONTENTES E FELIZES se pelo menos estivessem conquistado um LUGARZINHO NO PODIUM AO LADO DO BRASIL, COMEMORANDO E MUITO uma MEDALHA DE BRONZE, Porque então NÃO VALORIZARMOS ESSE PRATA???

      • manu

        taca-le pau Aline. É isso mesmo. Me passa teu twitter.

        • Aline

          Infelizmente não tenho twiter… Não sou muito adepta de redes sociais.

  • manu

    O Voloch foi para lá pago pelo Ary Graça, fez entrevistas com todos os grandões por lá, desde que estivesse dispostos a falar mal do Bernardo. Mas não falou uma palavra do Ary graça. Inclusive deletou rapidinho do Blog uma matéria que o Bruno fala mal do Ary.
    Vivemos nos tempos de censura no volei, onde os reporteres da Globo não querem falar do assunto. Afinal foram os parceiros do Ary nas falcatruas, o Voloch foi pago pela organização para desconstruir o Bernardo e foi lá só para isso. Afinal fazia anos que esse ser não participava de um evento de volei. A ESPN a responsável por jogar tudo no ventilador também não foi convidada.
    Outro que nem foi trabalhar mas também foi para lá pago pelo Ary foi o Carlão, que junto com o outro vendido Nalbert estavam todos faceiros com o picareta do Ary Graça.
    Enfim a derrota hoje é o de menos. A podridão do volei nos dias de hoje é muito pior. Não sei onde o Bernardo tem motivação para continuar. É desesperador o que acontece na politicagem do Volei

    • Roberto

      Sabe como é que é , o patrão corrupto do convidado VIP em questão não deve ter gostado nada nada desta matéria, e quanto a conclusão do nosso “afobado” blogueiro, me desculpe Daniel, mas senti uma pontinha de corporativismo.

      • Daniel Bortoletto

        não tem um pingo de corporativismo, por eu não ter nenhuma ligação com o jornalista citado. Fique tranquilo!

        • Roberto

          Me desculpe Daniel, me precipitei e te julguei errado então, mas discordo da sua conclusão de texto quanto se refere ao fato do Bernardinho não saber perder.

    • Alex Lima

      Disse tudo!!! E com todas essas armações a seleção ainda consegue um vice… Tô muito feliz de vice campeão!! Só me orgulho desse time cada vez mais!!!

  • Rodrigo

    É Daniel em momento algum Bernado deixou de dar o mérito da vitoria da Polônia o q ele reclamou foram das pequenas coisa feita pela fivb juízes q tiveram problema com a seleção, o convite ao Bruno voloch com tudo pago pela federação ainda coloca o cara atrás do banco etc… temos q se juntar imprensa seleção contra seu Ary graça ele vai atrapalhar o máximo q puder qualquer trajetória sabe aonde vai ser aproxima copa do mundo na Rússia mais pressão eles não ganham um mundial se da instinta união soviética.

  • Edu

    Daniel , sabias e serenas palavras.Parecia que aquele jornalista citado era o levantador ou oposto da equipe polonesa e não somente uma pessoa entre as quase quinze mil pessoas presentes na arena e com as vinte mil fora assistindo pelo telão.Parece que os poloneses restringiram muito a privacidade nos treinamentos e as citadas alterações de chaveamento e a viagem inesperada para o jogo com a equipe da casa causou sim desconforto.Dito isto, e um lance ocasional de invasão que decidiria um set a favor da Alemanha nada no âmbito esportivo macula o mérito do título polonês.Se o objetivo de um campeonato e premiar a melhor e mais eficiente equipe na competição esse título honrou esse mérito.Poderia discorrer de forma desnecessária sobre as alterações de humores do Bernardo que iniciou suave,cordato e depois distribuiu impropérios entre os seus jogadores e cerceou a presença dos microfones nas pedidas de tempo.Como sua falta de coragem ao dirigir agressividades grosseiras às pessoas que não tem conhecimento fluente do idioma em que se escora para realizar isso.Recordei,porém, da ocasião em que ele foi colocado como técnico do masculino.A disputa estava entre ele e o Ricardo Navajas.O Ricardo carregava na época o histórico de técnico brasileiro maior vencedor em atividade na categoria masculina.Mas é ,e continua sendo, uma pessoa discutível e polêmica, hoje mais direcionada a gestão do voleibol.O Bernardo era a esperança da competitividade de um obstinado levada para a categoria.A escolha deu certo e , em tese ,a pessoa com menor currículo na categoria masculina foi conduzido ao cargo.Bem disse o Bruno, bem mais sereno e psicologicamente mais ajustado apos a derrota na final, temos seguidamente chegado entre os finalistas mas não mais atingindo os títulos.Um degrau que tem se tornado perigosamente intransponível nesse ultimo ciclo de trabalho.

  • Alex Lima

    Sim… É preciso saber perder, mas… Sabemos como foi esse campeonato e tb sabemos das artimanhas do sr. Ary Graça e do tendencioso jornalista!!! O cara é ultra/mega/super recalcado e nós sabemos exatamente onde mora esse recalque.
    Bernardinho não é santo, a seleção precisa mudar a estrutura tática e alguns jogadores.
    Porém onde está Itália, Rússia e EUA nesse mundial???
    Qual a posição dessas seleções e onde estava a Polônia nas últimas competições????
    Lógico que o título da Polônia foi merecido e ganharam (apertado) numa mudança tática.
    Eu acredito muito na seleção e acredito muito no Bernardinho.

  • Ana Arlinda

    Bernardinho ao fazer as criticas a Fivb, não deixou de reconhecer os méritos da Polônia.

  • Edu Pacheco

    Pois é. Vejo muita gente descendo a lenha no Bernardo. Gostaria de saber quem de nós não tem defeitos. No caso do técnico da seleção brasileira suas virtudes compensam. Agora pergunto aos colegas. Quem no lugar do Bernardo, e com essa safra de jogadores poderia obter um resultado melhor?

  • Bia

    Era melhor o Bernardo ter fugido dos microfones como sempre faz quando perde do que falar esse monte de besteira, se o psicológico dos jogadores é tão fraco a ponto de sucumbir a presença do tal jornalista – que diga-se de passagem contribuiu muito para a divulgação do esporte antes da Era da Informação – o que devemos esperar deles?

    • manu

      Please, onde que o Voloch contribui? sem carater, tendencioso. Fora que escreve pessimamente.

      • Alex Lima

        Não ficaria surpreso se o tal jornalista assumir a seleção caso o Bernardinho saia da mesma!!! Dae… Ele tira a Sandra da aposentadoria pra ser libero!!! KKKKKKKKKKK

      • Bia

        Antes dos Saques Viagens e Melhores da Vôlei sonharem em aparecer, as únicas fontes de informações sobre o vôlei eram ele e a Cida Santos, além de ter sido o único a conseguir emplacar uma mesa redonda sobre o assunto na TV brasileira.

        • manu

          Se deixou levar pela vaidade e pelo pessoal. Não aceitou ver sua esposa fora de olimpiadas cortada pelo Bernardo. Um mal carater de marca maior.

          • Bia

            Tem gente que odeia o ZRG até hoje por cortar suas favoritas de Londres… A dispensa da Sandra também foi bem traumatizante, ela foi primeira líbero da seleção brasileira, deixou o filho bebê para se preparar para as Olímpiadas, montaram uma estrutura bem parecida com que a Jaque tem hoje, para na hora H ser cortada.

          • Marcelo

            Ele deveria deixar de ser um jornalista se ele não pode ser objetivo ! Larga o osso Voloch!

          • Alex Lima

            Com esse passado tão glorioso pq esse jornalista se transformou no Leão Lobo do vôlei? Vive de fofocas, de notícias tendenciosas e de recalques passados! Pq a matéria sobre o Bruninho metendo o sarrafo na FIVB e no Ary Graça saiu tão rápido do blog? Duzentos anos depois ele ainda sente mágoas passadas e destila seu veneno precioso! Todos sabemos que o Bernardinho não e santo e possui uma personalidade complicada e difícil, mas se tornou vencedor e tornou a seleção masculina de vôlei vencedora!!!! E tornou a seleção feminina tb! Afinal Zé Roberto herdou uma seleção em crescimento. Se Sandra fez isso ou aquilo… Passado baby! Houve tantas injustiças, tantos jogadores e jogadoras vítimas de tantas injustiças e…. E… E… ??? Bola pra frente minha gente. Até qnd ficará nesse mimimi? E foi desleal e provocativo “sim” da parte da FIVB (Ary Graça) convidar o destilado veneno do jornalista tendencioso pra cobrir o mundial. Rodrigo kovalski fez uma cobertura muuuuuuuiiiiiiiiitttttttttto melhor em seu blog.

          • manu

            foi cortada porque para ele não era a melhor. E o mal carater não é qualquer torcedor. Ele é um jornalista que influência acéfalos.

        • Alex Lima

          Com esse passado “tão glorioso” pq esse jornalista se transformou no Leão Lobo do vôlei?!? Vive de fofocas, de noticias tendenciosas, de matérias provocativas!!! Passado é passado baby!!! E se a cometeram uma injustiça com a Sandra… HELLLLOOOOOO!!!!!! Tantos jogadores e jogadoras já sofreram da mesma injustiça. Bola pra frente, bóra evoluir. Sabemos que o Bernardinho não é santo, possui uma personalidade forte, complicada, extremamente difícil e dominadora. Mas é campeão e tranformou não só a seleção masculina campeã como deixou de herança pro Zé Roberto uma seleção feminina em crescimento pra ser campeã. Respeito muito o Bernardinho. E foi de extrema provocação esse convite pro tal jornalista cobrir o mundial e foi de extremíssimo mal gosto o Ary Graça comemorando uma vitória (merecida) da Polônia. Enfim… Hey FIVB Ary Graça e CBV Vão tomar Caju!!!!!

  • manu

    antes de se saber perder precisa se saber ganhar. O técnico da Polônia foi falar um monte de bobagens do Bernardo para o Voloch, o cara que chegou hoje se acha no direito de falar do cara que já ganha muita coisa e esta onde esta a 15 anos. Um baita de um babaca.

  • manu

    engraçado que até quem comenta aqui tem outro nível. rsrsrs Não só o Daniel que é outro nível. Os comentaristas também.

  • Daniel,

    Eu concordo que o Brasil já tenha vencido tudo e venceu, mas essa geração não venceu quase nada, wallace e lucarelli so tem título da copa dos campeões, hoje eu vejo que a seleção vive apegada em títulos da geração anterior e sobre os feitos brilhantes que Bernadinho conquistou.
    Ainda acho que a seleção é junto com a Rússia a melhor seleção do mundo mas está sentindo muito na hora de ganhar. Outra coisa que atrapalha é este negócio de falar que os times respeita a seleção, quais seleções são essas pois Rússia, EUA e Polonia não respeita não, vide os títulos ganhos por elas. E por último a seleção fica completamente perdida quando o técnico adversário faz alguma mudança, vide liga mundial 2011, olimpiadas 2012 e mundial ontem.

    • marcos monteiro

      Os 2 citados sempe erram nos momentos mais difícei;;

  • ana maria

    Já escrevi isso antes mas vai de novo. Se ficar no topo (o que não significa o primeiro lugar) ao longo de tantos anos significa tão pouco…então não sei o que é ter sucesso.De que vale p. ex os EUA levaram a Liga Mundial mas sumiram no Campeonato Mundial.
    Puxa, quanta gente bem informada, sabem o que um disse o que o outro disse.
    Essas coisas não me interessam.
    Quero apreciar o volei venha de onde vier.

    • Alex Lima

      Ser vice no Brasil não é nada mesmo!!! Eu tenho muito orgulho dessa seleção!!!!
      Ser o segundo nesse mundo tão competitivo já um feito gigantesco!!!!

  • Renan

    O que algumas pessoas não entendem, é que os feitos de uma geração não são os mesmos da safra anterior. A dos anos 2000 era imbatível, mas esta não é. Ponto Final. Não ganhar, mas sobretudo ficar durante todos os anos entre os primeiros colocados já é uma grande conquista. Talvez falte para esta geração, o mesmo que faltava para o time feminino antes de Pequim. Romper com o estigma e com o rótulo “de que não chegam lá”, ou melhor, “de que não chegam mais lá”. Mas isso, só eles podem fazer…

  • Naty

    Já estão dizendo por ai que é o fim do vôlei brasileiro…..blá blá….que o Brasil agora só sabe ser vice…..calma lá né gente…..ser vice campeão significa o fim do que? Não entendo, sinceramente….precisamos entender que tivemos sim uma geração extremamente vitoriosa e que já foi….o trabalho continua…..o que dizer então da Russia? Será que por lá estão dizendo que o vôlei acabou? Por quanto tempo os russos nos viram sendo campeões (inclusive pra cima deles) e após um tempo voltaram a vencer Liga mundial e depois Londres……os outros times também evoluem….a Polônia montou um super time….jogadores super talentosos e conseguiu um bom resultado após anos e anos….o Brasil está no topo do vôlei mundial com o Bernardinho por diversos anos….vamos ver quanto tempo a Polônia vai se manter no topo como o Brasil foi capaz de fazer…..

  • ALINE

    O Bernardinho soube sim saber perder e reconheceu o bom jogo feito pelos poloneses, isso não foi o problema!
    O problema foi ter tanto gente JOGANDO CONTRA, tentando de tudo para dificultar cada vez mais o sucesso da seleção brasileira.
    O pior de tudo é ter gente dentro da própria FIVB querendo sabotar o trabalho da seleção brasileira.
    Mas o ápice, o CÚMULO DO ABSURDO é um DESAFETO DE FATO, CâNCER DO VOLEIBOL BRASILEIRO, PSEUDOJORNALISTA, FOFOQUEIRO DE PLANTÃO, CRIADOR DE FACTÓIDES ser CONVIDADO VIP da FIVB para SECAR DE PERTO o trabalho do BERNARDINHO e ficar de DEBOCHE PERTO DA QUADRA em LUGAR PRIVILEGIADO que DEVERIA SER DEDICADO A PESSOAS DIGNAS DE ESTAREM ALI!!!:
    1)Esse mesmo PSEUDOJORNALISTA(VOLOCH) que NÃO SABE PERDER, NÃO SABE VALORIZAR O PRIVILÉGIO DE SE ESTAR NO PODIUM.
    2)Esse mesmo BRAVATEIRO que retula TODAS AS PRATAS DA SELEÇÃO como FRACASSO!!!
    3)Esse mesmo FOFOQUEIRO que assim que o Brasil perdeu para o POLÔNIA o primeiro jogo por 3×2 estampou uma manchete entitulada “DESEQUILÍBRIO” alegando veementemente que a seleção brasileira é DESQUILIBRADA EMOCIONALMENTE!!!
    4)Esse mesmo OLHO-GORDO que depois de o Brasil passar o trator na Rússia e conquistar a classificação, diminui o feito estampando a manchete “PONTO FUNDAMENTAL” dizendo que o Brasil se classificou devido ao ponto conquistado no jogo do desequilíbrio, e esquecendo que ele só fazia enaltecer e babar-ovos dos russos.
    Bernardinho reconheceu a derrota para a Polônia sim na final, porém ficou muito DECEPCIONADO COM OS BASTIDORES DA COMPETIÇÃO, PRINCIPALMENTE COM A ATITUDE DE PRÓPRIOS BRASILEIROS FAZENDO JOGO CONTRA, DA MESMA FORMA QUE MUITOS DE NÓS TORCEDORES TAMBÉM FICAMOS DECEPCIONADOS COM ESSE MUNDIAL DE REGULAMENTO NO MÍNIMO RUIM, OBSCURO E TENDENCIOSO.
    Contudo é importante frisar que:
    1) A ALEMANHA, nossa COLEGA DE PODIUM, foi CAMPEÃ MUNDIAL em 1970 e ficou longuíssimos QUARENTA E QUATRO ANOS para voltar a subir no PODIUM!!!
    2) A POLÔNIA foi CAMPEÃ MUNDIAL em 1974 e demorou QUARENTA anos para ser CAMPEÃ MUNDIAL NOVAMENTE!!!
    3) O BRASIL foi CAMPEÃO MUNDIAL em 2002, demorou QUATRO anos para ser novamente CAMPEÃO MUNDIAL em 2006, DEMOROU apenas mais QUATRO anos para ser novamente CAMPEÃO MUNDIAL em 2010 e mais QUATRO ANOS para ESTAR NOVAMENTE NO PODIUM EM 2014!!! Que seleção no mundo conseguiu esse feito??? NENHUMA!!!
    4) A RÚSSIA tão enaltecida pelo VOLOCH e muitos brasileiros SÓ GANHOU MEDALHA DE CORTADA E SAQUE NO PEITO EM 2014!!!
    5)ITÁLIA, EUA, FRANÇA, CUBA, ARGENTINA, CANADÁ, BULGÁRIA, SÉRVIA, IRAN estariam MUITO CONTENTES E FELIZES se pelo menos estivessem conquistado um LUGARZINHO NO PODIUM AO LADO DO BRASIL, COMEMORANDO E MUITO uma MEDALHA DE BRONZE, Porque então NÃO VALORIZARMOS ESSE PRATA???

  • Alvaro Luiz

    Que bom que desta vez deram o microfone para o Bernardo.
    Acho que ele deve estar cansado de trabalhar em prol do vôlei e ver pessoas ao seu lado com outros interesses.
    Tá na hora, ou já passou, do Brasil tomar uma posição mais forte sobre as federações e colocar gente do bem nestas entidades, voltar a viver como povo brasileiro, nossas seleções, com exceção do vôlei, são montadas com jogadores que não atuam mais aqui, como o basquete, o futebol e caímos nas mesmices.
    Que o Bernardo detone ainda mais, assim quem sabe alguém acenda o sinal de alerta, antes de 2016.
    O Ary Graça não tem moral para criticar o Bernardo e nem menos esta geração do Brasil, faz sim média com quem lhe garante uma vida saudável e sem dividas no comando da Federação, ou em um dos postos de comando. O que me assusta em todos os esportes, é que não vemos gente jovem chegando para comandar, caímos na mesmice em todos os nossos esportes e comandos, vejam o Nuzman, Marin e por aí afora.

  • Jairo(RJ)

    Estaria na hora de aprender com as lições sucessivas de derrotas nos momentos decisivos.

    Temos que aprender com essa própria Polônia, hoje campeã, que em Londres era tida como um dos times a ser campeão e que não foi além. Pegar esse time dos EUA que ganhou a Liga Mundial e fez uma campanha pífia no Mundial e estudar essas seleções.

    Precisamos entender porque vimos os técnicos (Voronkov em Londres e Antiga nesse Mundial) dando nós no Bernardo, sem que nosso técnico pudesse sair do rede em que se embaralhou. Esses dois caras apostaram em mudanças creditadas em confiança e lograram êxito.

    Creio que para o campeoníssimo Bernardo Rezende está faltando uma reclusão, revisão, mea culpa ou o que seja lá e ter a humildade em mudar algumas coisas.

    Não creio em corpo mole, falta de comprometimento. Mas infelizmente a safra não ajuda e aquela sensação de que podia ser diferente se A ou B estivesse lá teriam feito a diferença não vai mais resolver agora.

    Temos que zerar. Superar crises com FIVB, Voloch, CBV e o escambau a quatro, que não foram os responsáveis pela perda do título. O ciclo continua e muita coisa para acontecer… e como o Brasil é imediatista, precisa acontecer logo.

  • Alex Lima

    Na minha modesta opinião… O Brasil deveria montar uma equipe B, uma equipe de novos, e colocar pra jogar na Liga Mundial de 2015 e em outros compeonatos. Botar esses meninos pra rodarem, ganharem experiência e deixar nossos titulares no descanso por um tempo!!! Botar o Kadu, o Lucas Loh, o Rodriguinho, o Isac e outros tantos talentos pra responsa. Não só fazer figuração!!!

    • Adriano

      Concordo Alex.
      Passou da hora de colocar essa meninada gigante que o Brasil tem jogando volei pra ganhar rodagem e experiência.
      O Lucareli e o Wallace mostraram que basta ter oportunidades reais de jogar que eles dão conta do recado.

      • Alex Lima

        E digo mais… E se tirar o Wallace de oposto e transformar o menino em ponta???
        Impossível??? Fizeram com o Dante e ele se transformou num dos melhores pontas/passadores do mundo!!! Hj de oposto temos o Theo (tb poderia ser um ponta de bolas altas e forte), Wallace Martins, Rafael (em ótimo crescimento). Bernardinho… Vissotto foi um ótimo oposto, mas hj ele está em baixa!!! Não sei o que aconteceu, mas depois que saiu da Itália só foi pra baixo, baixo e mais baixo!!! Outra vontade (improvável) que eu tenho é de tirar o Alisson do vôlei de praia e levar pra quadra. Imagina aquela força em bolas altas, pode fazer bolas rápidas de meio (hello 1992), de fundo, bloqueia bem e sabe passar!!!!! Tem habilidade e agilidade da praia… Quem sabe não é uma opção hiper/mega/surpresa pra 2016??? Joga um caminhão de dinheiro pra ele CBV!!! KKKKKKKKKKKK Pra mim falta um ponta de bola alta… Daquelas bolas que saem errado no passe e chuta uma alta na ponta e o cara derruba com tudo na quadra adversária. Lucarelli é muito novo ainda. Precisa rodar mais e ter mais experiência. Bom jogador, mas não é esse menino de ouro que tanto falam.

  • BERNARDINHO,um profissional exemplar que na minha modesta opinião nunca deveria ser questionado,um cara que está a mais de 15 anos a frente de nosso volei nos presenteando com tantas conquistas e acima de tudo elevando o nome desse pais a cada disputa.
    Feito esse só comparado ao futebol de outrora ou ao gênio AYRTON SENNA q dava gosto acordar
    as vezes de madrugada para acompanhá-lo em suas corridas.
    Como botafoguense quem sabe algum dia ainda vou vê-lo como PRESIDENTE do meu querido
    FOGÃO.

  • Fabi

    Olá, Daniel. Li o seu texto e confesso que senti uma ponta de tristeza com a sua interpretação para os fatos. Sei q cada cabeça é uma sentença, mas a conclusão vinda de alguém com tanta credibilidade como vc, me deixa descrente em relação às pessoas de bem.
    Sei q o Bernardo não é santo, mas eu ouvi quando ele admitiu q a Polônia foi melhor. Ele soube perder, sim! E eu tb soube (parabéns à Polônia e obrigada Brasil por mais um pódio). Acho q ele fez um desabafo. Para nós o q soa como pormenores, para eles, q vivem o vôlei no dia a dia, pode ser um desgaste emocional enorme. Nós não estivemos lá para saber. Nós não vivenciamos as situações desagradáveis. Acredito q todos nós tenhamos problemas no trabalho e que, vez ou outra, tb cometamos erros. Enfim, acho q todas as vitórias não seriam conquistadas por aqueles que não sabem perder.

  • Adriano

    O que mais me intriga são as pessoas falarem mal do outro blogueiro, decoram tudo o que ele escreve.
    Sabem que ele apagou postagens, mesmo assim vão lá ler o que ele escreve, comentam pro bem ou pro mal e depois pagam de santas fazendo uma fogueira da inquisição com o moço.
    DICA: Não gostam dele, não leiam o blog, existem muitos outros por aí.
    É feio, chato e o Daniel não precisa dar essa publicidade gratuita a ninguém. Tanto que o nome não foi citado, todos sabem de quem o Bernardo falava e basta.
    Sejam mais educados. Escrever em “caixa alta” é desespero, mostra falta de educação.
    No mais esse é o melhor blog de volei e o mais confiável na minha opinião.
    Daniel tá de parabéns.

    • manu

      pelo menos temos ética. Falamos com conhecimento de causa. Bem diferente do picareta mal carater e vendido. E aqui não tem censura, então não vai ser um comentarista que vai censurar o que os outros leem ou escrevem.

  • Marcio T.

    O Bernardinho soube reconhecer a vitória do time adversário. É esporte e alguém sai ganhando e outro perdendo. O que não pode acontecer é aceitar as manipulações a favor de uma seleção ou de outra. Essa história de que Em ” 24 hras tudo pode mudar” é aula das maiores cretinices que eu li nos últimos anos de esporte. Nem vou comentar sobre o tal blogueiro, ele não merece espaço aqui. Estive pensando ontem após o jogo, quem somos nós para criticar algum jogador ou técnico da seleção após o jogo de ontem? Fatou raça por acaso? Alguém errou de propósito alguma bola? alguém entregou o jogo? Alguém aqui sabe o que é ficar mais de 45 dias longe da família focado totalmente em um campeonato? Lutar contra a desconfiança e lutar contra o peso de uma geração anterior que venceu tudo? Em certos momentos em critiquei o jogo da seleção, mas ontem acho que não tenho o direito de fazê-lo. Muito obrigado seleção de voley, obrigado Bernardinho pelos mais de 10 anos de alegria e aprendizado de voley!!!!

  • perseverant

    Sempre admirei o trabalho do Bernardinho, mas, depois do DESABAFO que ele fez ao final da partida, penso que ele não tem a mínima condição de ficar nesse cargo. Se ficar, ainda que munido de boa intenção para ajudar o volei brasileiro e continuar lutando contra o Ary Graça, será a comprovação de que também tem levado alguma vantagem dentro dessa lama toda. Não é possível que alguém grite para todo mundo sobre irregularidades e fique agora planejando futuro da seleção como se nada tivesse acontecido. E mais:

    a) E o Ary Graça, meu Deus o que é aquilo, vibrar com os poloneses como se ele fosse um deles, oh! criatura infame, cretino e ordinário, não se esqueça que, se você hoje está na FIVB, é porque o Bernardinho, com tantos títulos, deu a sua parcela de contribuição para a imagem muito bacana do Brasil, facilitando inclusive que um brasileiro viesse a ocupar tal cargo.

    b) Queria que as câmeras tivessem filmado também, já que lá se filmava tudo, a cara do nojento do Blogueiro rancoroso, pagaria muito para ter visto essa cena.

    c) O Nalbert é um ingrato, só tem uma medalha de ouro olímpica porque o Bernardinho, tão gente boa do jeito que é, o convocou para Atenas 2004, mesmo sem ter nenhuma condição física de participar daqueles jogos.

    d) Do que adianta essa Federação vagabunda ter implantado nesse mundial câmeras por todos os lados, com desafios e tudo mais, se a Polônia roubou um set da Alemanha sem que fosse possível reverter um erro de arbitragem tendenciosa.

    e) Em relação aos jogadores brasileiros: Mário Junior sentiu a pressão; Sidão arrebenta em partidas anteriores à final, mas em final ele simplesmente desaparece; Lucão segue o Sidão, mas com um pouquinho a mais de regularidade, não chega a ser essencial para decidir; Lucarelli é novo, mas se não trabalhar a cabeça, irá pelo mesmo caminho do Sidão; Bruno, fez escolhas erradas nos finais dos sets, também falhou; os demais foram razoáveis.

    f) Já em relação ao mundial feminino, podem ficar despreocupados, todas as artimanhas que foram utilizadas contra a seleção masculina serão utilizadas em favor da feminina, até o Blogueiro rancoroso estará por lá para incentivar o time, afinal o ZRG é queridinho do Ary e do Blogueiro rancoroso. Também não duvido nada de que uma ex-líbero, pivô de toda essa perseguição ao técnico, possa dar as caras pela Itália, aí seria juntar a fome com a vontade de comer.

    g) Bernardinho, reforçando, pula fora enquanto é tempo. Em relação ao Bruno (levantador), eu trataria logo de me naturalizar italiano, quem sabe não seria aproveitado por lá, afinal tem tantos naturalizados na azurra. E ainda é novo, pode passar os 2 anos que a FIVB exige sem atuar por outra seleção e depois voltar por outra nação.

    AGORA O MEU DESABAFO: Quando comecei a jogar voleibol foi em 1982, lá se vão muitos anos. Sou de uma época em que se assistia jogos do Brasil e dizia, meu Deus, será que vamos ganhar um título importante algum dia? Um dos meus ídolos daquela época, William, chegou a afirmar para um canal de televisão: “O Brasil não nasceu para ser campeão”, dada as pratas em mundial de 82 e olimpíadas de 84. Pensei, realmente é difícil, concordando com o grande levantador William. Aqueles tempos eram complicados para um torcedor. Quantas madrugadas torcendo, quantos campeonatos sem ter uma notinha nos noticiários esportivos, nem Internet havia. Hoje não, tudo mudou, acostumamos aos títulos, tanto é assim que nos revoltamos quando não ganhamos mais um, mais um e mais um. No entanto, apesar de todas as vitórias ao longo dos últimos anos, fiquei triste, muito triste, em presenciar o Ary Graça vibrando com a derrota do Brasil nesse mundial de 2014, demonstrando ser um pessoa pequena e mesquinha, isso para mim foi revoltante. Perdi a visão romântica que eu tinha sobre esse esporte, os sonos que perdi durante madrugadas em branco torcendo para o meu país, também me foram roubados. O voleibol mudou, eu trocaria todos esses títulos do Brasil e voltar aqueles tempos, somente para não ter que ter visto o Ary Graça rindo de nós brasileiros, comemorando a nossa derrota com o inimigo. Aliás, quem ajudou a criar o Ary Graça, fazer dele o que é hoje, deveria repensar os conceitos, foi uma escolha infeliz, um erro. É isso aí amigos, continuarei praticando a modalidade, faz bem para o corpo e alma, mas vocês nunca mais ouvirão falar de mim, o esporte que tanto amei, morreu, morreu com os risos e deboche do Senhor Ary Graça.

    • Neide

      Nossa que desabafo Perseverant!
      Eu, vc e muitos amantes do vôlei estão tristes e decepcionados com toda a sujeira, podridão que aconteceu nesse Mundial.
      A Polônia poderia muito bem ter vencido o Mundial sem nenhuma das artimanhas que o Ary fez para prejudicar o Brasil com mudanças de regulamentos, viagens desnecessárias, excesso de jogos, escalação duvidosa de árbitros, decisões pra lá de estranhas como no final do set contra a Alemanha.
      Adorei a torcida polonesa, a educação deles e paixão que eles tem pelo vôlei, mas ficaria muito mais bonito para a Polônia ganhar o Mundial com um regulamento mais simples e justo, sem artimanhas para beneficiar os donos-da-casa, pois eles tem time e não precisavam disso.
      Alguém se lembra do desenho animado “Corrida Maluca”, no qual o Dick Vigarista mesmo estando em primeiro lugar e vencendo a corrida fazia artimanhas para dificultar a vida dos adversários… Pois é a realidade imitou a ficção nesse Mundial.
      Perseverant, tenho saudades das décadas de 80 e 90, em que o Vôlei mesmo não tendo tantos podiuns quanto agora era transmitido em TV Aberta. Época da Atlântica BoaVista, Supergasbras, Sadia, Banespa. Pirelli, Recra etc… Destes um dos poucos que ainda sobrevivem bravamente é o Minas.
      Ah que saudade dos bons tempos do vôlei na Band em canal aberto!
      Ary Graça e Voloch são tal qual a dupla de traçoeiros e ardilosos Dick Vigarista e Mutley, câncers do voleibol!

    • manu

      lindo desabafo, parabéns. Concordo com tudo. E vou torcer contra o time feminino.

  • daniel

    As denúncias do Bernardinho foram graves e merecem ser investigadas. Afinal não estamos falando de qualquer pessoa, trata-se de um dos maiores nomes do esporte. Quanto a reconhecer o título polonês, não vi até agora ninguém desmerecer a seleção campeã, pois venceram por mérito. Mas isso não apaga o regulamento esdrúxulo da competição. E claro, precisamos assumir nossos erros: a tática de saque equivocada; o saque infeliz do Sidão no final do 2o set; a timidez de Lucão; o baixo aproveitamento dos nossos líberos; o insucesso de Vissoto e Rapha nas inversões…

  • Juliano

    Concordo com tudo o que os demais falaram. Bernadinho elogiou Polônia, mas falou destes pequenos detalhes que desestabilizam o adversário.

    -Voloch ao lado
    -Segundo juiz que Bernadinho teve briga na Liga Mundial
    -Atraso de ônibus para treinamento
    -Filmagem e falta de privacidade nos treinos
    -Locomoção e grupo da terceira fase sem qualquer privilégio aos vencedores da segunda fase
    -Advertências e ameaças de punições que deveriam ser avaliadas pós Mundial, e não no meio da festa para pressionar o Brasil.

    Estes detalhes vão fulminando, acabando aos poucos com o grupo.

    Óbvio que estas pedras prejudicaram um pouco, mas não justificam o resultado, isto é fato. O que justifica é ter levado Renan e Maurício para fazerem tour. No lugar deles, poderia estar um Felipe do Cruzeiro e um Gustavão ou Isac. Com estes, já vendo como foi o jogo da França, colocaria Murilo como líbero e usava o Felipe como a outra ponta.

    Bernadinho pecou sim em levar jogador para pegar experiência e treinar. Não era momento, era mundial, não dava. Concordo com ele que a gente precisava de juventude, visto que perdemos as olimpíadas por falta de vigor físico. Mas o vigor físico tem que vir com lógica, com um Felipe, um Lucarelli, um Bruno Canuto.

    Um Dante de hoje (arregaçado, mas experiente e convicto) faria diferença na final. Igual ao segundo levantador da Polônia. Foi poupado a competição inteira praticamente, entrando só nas inversões, mas quando o time precisou, mudou o jogo.

    Depois deste mundial, acho que não voltam:
    -Éder: não conseguiu, em toda vez que foi preciso, jogar no mesmo nível que o Sidão. Pelo contrária, entrava pior que o Sidão, que já tinha saído por não estar bem. Não foi só no mundial, na liga mundial sofreu.
    -Maurício: não foi usado, então não deve estar nenhum pouco próximo do que o Bernadinho precisa.
    -Renan: calma, ele continuará com o grupo, treinando. Só quando realmente a estratégia do Bernadinho der certo (torná-lo um central canhoto de qualidade – que meta difícil!) que ele entra. Enquanto isto, ele não vai levar jogador para treinar.
    -Felipe líbero: achei-o pior que o Mário Jr. Vai acontecer o mesmo que o Allan em 2010. Somente se render muito em Taubaté que poderá ser chamado de novo.
    -Vissotto. Não acredito que volte. Começou bem, mas na hora mais importante foi totalmente prejudicial. Raphael vai virar o reserva imediato de Wallace. E DETALHE, Raphael vai colocar o Theo no banco do Sesi, aguardem!

    Apesar de tudo, ainda ficam:
    -Mário Jr. Bernadinho vai chamar o Escadinha e vai fazer um bem bolado com os dois. Trazer Mário Jr de volta é essencial, e só o Escadinha pode auxiliar nesta tarefa. Se Mário Jr estiver mal, Escadinha entra e faz a sua mágica É bom até para poupá-lo porque o Escadinha não é mais nenhum garoto. Caso isto falhe, Bernadinho pode desistir do Mário Jr e treinar um novo líbero com o Escadinha.
    -Lipe. É o melhor reserva ao Lucarelli que temos. Se Leal naturalizar-se brasileiro, possui grandes chances de ser preterido, no entanto.

    Na corda-bamba:
    -Rapha. Quando entrou, não substituiu Bruno. Teve chance de ser titular por lesão do Bruno, mas forçou o Bernadinho a colocar Bruno machucado contra Cuba. Perdeu muito pontos nisto. Na final, a inversão piorou de vez, insistiu demais no Vissotoco.

    Consolidaram:
    -Lucarelli. Melhor ponteiro atacante que temos atualmente. Pipoca algumas vezes, mas vai chegar o momento. Neste ano, melhorou muito o saque. Agora a comissão técnica do Bernadinho focará no fundamento defesa.
    -Bruno. Sem dúvida, o melhor ano dele. Alma do time em grandes momentos. Melhorou saque. Soube usar o Murilo quando necessário, sem forçá-lo demais. O grande azar dele é que, nos momentos mais importantes, os centrais sempre pipocam, e com isto lá se vai a maior qualidade do seu jogo.
    -Murilo. Ponteiro de volume que fica até a consolidação de um novo que exerça a mesma função. Estou confiante no Bruno Canuto. Falta Bernadinho perceber o óbvio.
    -Lucão. Apesar de não ter sido decisivo no ataque, foi a diferença no bloqueio na final. Pontuou 8 vezes. Precisa aprender a jogar finais e superar os problemas com o saque.
    -Sidão. Não foi bem no bloqueio na final, mas foi o jogador mais regular durante toda a temporada, inclusive na fase negra da Liga Mundial. Perdeu também consistência no saque. Fica com lugar cativo porque o Éder não aprovou.
    -Wallace. É o que mais mostra margem de crescimento na seleção. Melhorou muito na defesa. Já bloqueio mais do que nos anos anteriores, mas ainda precisa melhorar isto. Já não fica tanto embaixo da bola. Tem muita margem para crescimento, vai ser um dos melhores opostos do mundo no futuro.

  • Luiz

    I love you, DaniBoy.

  • Antonio

    Para nós, que não estamos na pele do Bernardinho, que reclamou que a FIVB fez ‘gato e sapato’ do Brasil durante o mundial de vôlei na Polonia, leia o fragmento de texto abaixo (li após acessar este post do Juca Kfouri: blogdojuca.uol.com.br/2014/09/ary-graca-e-denunciado-em-forum-internacional). Estas palavras foram proferidas por Jens Sejer Andersen, diretor internacional do ‘Play the Game’, durante a 13ª Conferencia Europeia de Ministros Responsaveis por Esportes (dia 18/09/2014):

    “…world volleyball is today ruled by two men [Ary Graça e Fabio Azevedo] who recently signed secret contracts to enrich themselves and their families. Can we trust they will manage the politics, the business and the public information to the best interest of millions of volleyball players?”

    Fonte: http://www.playthegame.org/news/comments/2014/play-the-game%E2%80%99s-official-speech-at-the-council-of-europe-sports-minister-meeting

    Esta é pergunta que fica, ainda mais depois do Bernardo se manifestar da forma que fez:

    “Podemos confiar que estas duas pessoas que hoje controlam o voleibol mundial gerenciarão a política, os negócios e as informações públicas no melhor interesse dos jogadores [e dos fãs de voleibol]?”

    • Alex Lima

      Alguém ainda dúvida e questiona as declarações do Bernardinho sobre os dirigentes da FIVB?!?

  • Alex Lima

    O melhor é o blog do tal jornalista bloquear tua entrada… PQ??? Pq não quer postagens do contra!!! Carinha é muito baixo mesmo!!!

MaisRecentes

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo

Corinthians faz melhor jogo na Superliga



Continue Lendo

Coluna: A imprevisível Superliga feminina



Continue Lendo