Coluna do William: Dia de estreia



Foi assim que começou nosso dia: uma pequena movimentação pela manhã, com uma vitória no manchetão do time que mais venceu esse ano, que conta com Wallace, Vinhedo, Douglas Cordeiro, Eder Carbonera, Leal, P.V, eu e os juvenis Pedrão e Eder. Um treino rápido de saque e recepção, muito tratamento para os atletas e estudo para a comissão técnica, afinal a única coisa que não pode acontecer é sermos pegos de surpresa, por isso estamos sempre bem informados sobre a equipe adversária.

A partir das 14h, começaram oficialmente os jogos, com a equipe do Trentino vencendo sua primeira, contra os iranianos do Kalleh. Um jogo bem disputado como era de se esperar, chamando a atenção os 19 pontos de bloqueio dos italianos. No próximo confronto outro jogo interessante entre UPCN e Panasonic, definido na diferença mínima e quase chegando ao primeiro tie-break da competição.

Horas mais tarde entramos em quadra, um início com muita ansiedade como era de se esperar, mas aos poucos fomos soltando o jogo e terminamos jogando muito bem. Nosso side out (virada de bola) funcionou, mas o saque deixou um pouco a desejar. A tendência é irmos melhorando a cada jogo.

Nosso primeiro dia foi assim, agradecendo sempre a nossa torcida, que dá um show à parte, em plena terça-feira, com mais de 5000 pessoas presentes. Imagino que sábado (vamos estar lá) vai faltar lugar.

Agora é hora de fazer o famoso baldão e descansar para amanhã.



  • Aline

    Parabéns William pela vitória fulminante contra os dominicanos.
    Mas a galera tem q se ligar: é imperdoável perder tantos saques!
    Para que forçar tantos saques a esmo?
    Só pra facilitar a vida do adversário dando tantos pontos de graça?
    Os jogadores cruzeirenses devem confiar mais nos seus bloqueio e defesas e usar um saque mais inteligente e consciente.
    Vi hoje que italianos, iranianos e argentinos vieram muito fortes para o torneio, além dos russos que só jogam amanhã e sempre são muito perigosos.
    O Cruzeiro não pode se dar ao luxo de dar tantos pontos em erros de saque para esses times mais fortes, pois correrá sério risco de perder.
    Portanto galera: ALERTA VERMELHO LIGADO NESSE SAQUE!

    • Marcelo

      italianos, iranianos e argentinos vieram muito fortes para o torneio onde? kk

      • rodrigo

        italianos fortes?iranianos fortes?argentinos fortes?kkkkkkkkkk
        so falta falar agora que o time da republica dominicana veio forte tb!kkkkkkkkk
        se juntar um time aki dos leitores do blog,a gente faz jogo duro contra eles e contra o time da tunisia!kkkkkkkkkk
        Que nivel tecnico baixo desse campeonato,se o cruzeiro nao for campeão, será o maior vexame doi volei nacional!

    • Marcos

      Não interessa se os adversários estão fortes ou fracos. Tem que jogar para ganhar. E se eles estão fracos a culpa não é do Cruzeiro.

  • R.TIGRE

    Quem tá batendo um bolão nesse Mundial é o oposto da seleção brasileira Theo Lopes, que foi contratado pelo time argentino do UPCN como reforço para disputar o Mundial.
    Ele se entrosou muito rápido com o time e o levantador Gonzalez e foi o maior pontuador na vitória contra o Panthers, time do Dante.

    • Marcelo

      Eu tambem ganho do Panasonic Panthers kkkk

  • R.TIGRE

    Ainda bem que a organização do Mundial ficou por conta do Cruzeiro/Sada.
    Os dirigentes do Sada/Cruzeiro capricharam muito na organização do Mundial que vem sendo um sucesso.
    O ginásio Divino Braga é de fácil acesso, está muito bonito e reformado para o Mundial.A organização está impecável, coisa de primeiro mundo. P/quem gosta de vôlei e boa música, está muito bem servido.
    Um ingresso te dá direito a assistir as 3 partidas do dia e depois ainda tem um show de música no final, isso tudo por R$20,00, sendo que estudante e idosos pagam meia R$10,00, um excelente preço para uma excelente diversão.
    Parabéns ao Sada-Cruzeiro pela organização, agora só falta o título.

  • Léo

    Pra mim só tem um problema com esse time.
    O Filipe tem que ser o titular. Nenhum dos outros ponteiros tem o volume de jogo dele. Além do mais, ele é símbolo da raça do time.

    • Bruno

      O Filipe está lesionado, e não vem treinando com intensidade, está sendo “guardado” para os momentos decisivos, como hoje (apesar do Trentino ter perdido), uma derrota não cairia mal. Mas a partir da semi-final, o Marcelo poderá utilizá-lo. Força Sada Cruzeiro.

MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo