Coluna do Serginho: Adversários



Campeonato começando e a ansiedade aumenta. Dia de estreia nunca é fácil, a começar pela noite anterior. Cada um encara de uma maneira, mas é visível a tensão.

Estou falando de um Campeonato Mundial, o mais importante campeonato de clubes do planeta Terra.

Acredito que essa sensação me mantém alerta e de guarda alta. Jogos teoricamente mais fáceis geram um relaxamento inconsciente e extremamente perigoso!

Entramos para o primeiro jogo contra o Tigres do México sem informações e começamos com o pé direito: 3 a 0. Time frágil e sem atletas conhecidos, provavelmente o mais fraco do campeonato.

Em seguida assistimos ao time polonês contra o time do Egito, pensando que seria um jogo tranquilo. Poloneses tiveram que jogar o fino da bola para vencer por um placar que não condiz com o jogo equilibrado: 3 a 0.

Retornamos ao ginásio para observar o Al-Rayyan, nosso adversário da próxima rodada, contra o todo poderoso Trentino. Vimos um jogo equilibrado, em que os italianos tiveram trabalho para ganhar por 3 a 2.

Deslizes podem acontecer, mas a regra pune. Campeonato de tiro curto como esse pode significar uma desclassificação prematura!



MaisRecentes

Giovane encaminha manutenção do vôlei carioca na Superliga



Continue Lendo

Basta! Nada justifica ameaças de morte



Continue Lendo

As duas formas de ver o novo Sesi



Continue Lendo