Coluna de domingo: Turbulência pré-olímpica no Brasil



Pessoal, boa tarde. De volta após o furacão Seedorf passar pela redação do LANCE! do Rio nos últimos dias. Como manda a tradição, a coluna Saque publicada hoje, 8 de julho, no Diário.

O Brasil é líder do ranking mundial masculino de vôlei. No feminino, é o atual campeão olímpico e está em segundo na lista da Federação Internacional. Apesar dos predicados, os times comandados por Bernardinho e José Roberto Guimarães vão embarcar em Londres, nas próximas semanas, como azarões.

É estranho dizer isso pelo histórico vencedor da Seleção nos últimos anos. Muitos até vão me chamar de antipatriota ou secador. Mas o desempenho das equipes nas  competições que antecedem os Jogos foi ruim tecnicamente e expôs como algumas peças-chave estão mal individualmente.

Entre os homens, a luz de alerta atingiu sua maior intensidade em uma década. Duas derrotas na fase final da Liga Mundial e eliminação precoce. A performance no 0 x 3 contra Cuba, repleta de garotos de 17, 18 anos, foi vexatória. Um time apático, irreconhecível, que parecia sem alma. Não tinha cara do Brasil de tempos atrás. Não se vê mais aquela equipe de 12 titulares, que virou uma marca registrada. É até difícil hoje escalar os sete que saem jogando, tamanha a instabilidade dos jogadores.

Já no feminino, Zé Roberto também não está nada satisfeito com o time, que acaba de ser vice-campeão do Grand Prix, perdendo para as reservas dos Estados Unidos. No início da última semana, ele surpreendeu ao cortar Fabíola, levantadora titular nas últimas competições. O baque no grupo foi grande, mas o recado foi dado. Nos próximos dias, ele precisará fazer mais dois cortes e não afasto a possibilidade de alguma outra jogadora que se achava intocável estar na lista.

Para piorar, algumas seleções estão voando mundo afora e vão transformar a campanha olímpica do Brasil em um verdadeiro teste de fogo. O consolo da torcida é que as Seleções masculina e feminina já provaram, em outras ocasiões, ter poder de reação. Isso bastará?



  • Jailson

    O vôlei indoor e de praia nunca teve tantas chances de ficar de fora do pódio como nessa olimpíada.
    O que mais chama a atenção é o fato de não haver renovação.A China foi corajosa e sacou as veteranas,a Turquia começa a aparecer no cenário mundial,os Estados Unidos estão voando,as veteranas russas estão super bem e a Itália que pra mim é uma seleção jogueira.
    O Bernardo e o Zé podem acabar pagando nessa olimpíada o fato de não ter “arriscado” numa renovação,que no meu humilde ponto de vista deveria ter começado em 2009.Enquanto algumas seleções mantém seus “vovôs”mostrando serviço estamos nós aki sofrendo com nossos “velhinhos baixinhos”.

  • Lilian

    O proximo corte da selecao feminina deveria ser o tecnico. O Ze’ deveria ser cortado da selecao. Tava na hora do Ze’ Paneleiro da’ lugar a um outro tecnico, como o Talmo, Spencer Lee ou algum outro que nao fosse tao injusto e paneleiro. Como explicar a injustica feita com a Fabiola? Como Dani Lins conquistou a vaga sem se expor no Grand Prix? Qtas vezes a Fabiola comecou um campeonato no banco de foi jogada na fogueira para salvar os apagoes da Pani Lins? Isso aconteceu no Mundial/2010, na Copa do Mundo/2011… Dani Lins sempre deixou o time na mao! Ze’ cortou Fabiola por motivos pessoais: Ele nao gosta da Fabiola. Outra que sempre e’ convocada injustamente e’ ANA TIEMI, pelo Ze’ a eterna reserva Ana Tiemi estaria em Londres, pq Dani Lins e Tiemi sempre fizeram parte da panela! Como explicar a convocacao da obesa Suelen, que agora na selecao esta’ mais gorda ainda que na Superliga e deixar liberos do nivel da Tassia e da Michele Daldegan de fora? Como explicar o fato de a Jacqueline ser intocavel? Como explicar o fato de o Ze’ convocar as jogadoras do seu time Campinas p/ treinar na selecao enquanto jogadoras mais qualificadas fcarem de fora? Como explicar outra eterna reserva, a JU PERDIGAO, ser convocada p/ a selecao? O excesso de cara-de-pau subiu a cabeca do Ze’ e o cumulo disso tudo foi a crueldade de cortar Fabiola no saguao do aeroporto, onde ate’ as proprias colegas de selecao form pegas de surpresa! Absurdo, diante de tantas incoerencias e injusticas fica dificil torcer p/ a selecao brasileira!

  • Farlei Melo

    Tomara que isso seja só uma fase, mas parece que a seleção feminina vem menos instável que a masculina.

  • Jailson

    A China liberou sua lista pra olimpíada e além de contar com a Bebezão (Yimei Wang),contará com duas líberos.

  • Lilian

    Daniel vc citou: “A performance no 0 x 3 contra Cuba, repleta de garotos de 17, 18 anos, foi vexatória. Um time apático, irreconhecível, que parecia sem alma. Não tinha cara do Brasil de tempos atrás. Não se vê mais aquela equipe de 12 titulares, que virou uma marca registrada. É até difícil hoje escalar os sete que saem jogando, tamanha a instabilidade dos jogadores.” Daniel o Brasil sempre foi um time mais baixo que os Europeus e sempre compensou isso no jogo de grupo, numa equipe de 12 titulares e com muita uniao e vibracao entre os atletas: a familia Bernardinho! Porem o corte injusto do Marlon acabou com essa uniao, desestabilizou emocionalmente o time e os mesmos jogadores nao tem mais aquela cumplicidade de antes. A ultima vez que o Brasil jogou como Brasil com 12 titulares foi na COPA DO MUNDO/2011 qdo com muita garra e uniao conseguiram o Bronze e classificacao olimpica ganhando da Russia e da Polonia que foram Ouro e Prata na competicao e ainda jogaram para a repescagem equipes como Italia, EUA e Servia. A imprensa e proprio presidente da CBV fizeram um lobby muito forte para a convocacao do Ricardinho, endeusaram o cara, fizeram dele um SALVADOR DA PATRIA, mas que nao condizia com a realidade, as proprias estatiscas da CBV mostravam que Ricardinho nao estava no melhor da sua forma, tanto que lhe rendeu o apelido de RIGORDINHO. Varios levantadores estao hoje em melhor forma fisica que RICARDINHO: WILIAN, MARLON, SANDRO e RAFA, por exemplo na exibem a BARRIGONA e a LENTIDAO do Rigordinho! MARLON depois de muita dedicacao, garra e bom relacionamento na selecao levou um PE’-NA-BUNDA ‘as vesperas das Olimpiadas p/ dar lugar a um jogador ultrapassado e fora de forma: isso nao foi bem aceito pelo resto do grupo! Foi com essa injustica que acabou aquela equipe de 12 titulares, de ajuda mutua, de comprometimento e solidariedade! Com a injustica do corte de Marlon as vesperas das Olimpiadas acabou o espirito de equipe que muitas vezzes fez o Brasil ressurgir das cinzas diante de situacoes adversas! Acabou a alegria do grupo, ao contrario se ve um ar de incomodo e insatisfacao dentro do grupo… O resultado disso e’ que o Brasil nunca fez uma LIGA MUNDIAL tao ruim desde que Bernardinho assumiu a selecao em 2001. Perder para um time de JUVENIS de CUBA que sequer se classificaram p/ as Olimpiadas, sem mostrar qqer poder de reacao, mostra bem o NOVO ESPIRITO da selecao… Hoje a selecao brasileira nao e’ mais um grupo de 12 titulares, mas sim um BANDO! Um bando de jogadores com problemas emocionais que nao se sentem fazendo parte de um grupo unido! VOLEIBOL e’ um esporte coletivo e vc pode ter os MELHORES JOGADORES DO MUNDO a disposicao, mas se nao TIVER UNIAO E COMPROMENTIMENTO, enfim se nao houver espirito de equipe vc pode ter os MAIORES CRAQUES DO UNIVERSO que o time nao decola!

    • daniel

      Lilian, vejo a questão do Marlon da seguinte forma: ele nunca jogou bola suficiente para ser convocado para a seleção. Na primeira vez que foi convocado, ainda no ciclo passado, ele era reserva na Europa! Durante todos esses anos em que Marlon esteve na seleção, Rapha na Itália e Sandro no Brasil jogaram muito mais bola do que ele. Estes sim foram grandes injustiçados. Sem falar em William que se escondeu por 4 anos na Argentina e nas últimas 2 Superligas vem comendo a bola e encantando a todos. A realidade todos viram na Superliga, com William, Sandro e Marcelinho bem melhores que Bruno e Marlon. Aliás a diferença entre William e os demais levantadores é assustadora. Marlon é apenas um bom levantador, mas muito aquém de seus rivais, entretanto o erro não foi dele, mas sim de quem o convocava.

      • CMA

        esse ano o Sandro não foi tão bem, mas o Marcelinho deu um show esse ano jogou uma bola que nunca tinha jogado na carreira, pra mim depois do Willian ele foi o melhor. o time dele não se comparava com o do VF por exemplo, e eles deram muito bem conta do recado.

      • carlos

        Concordo Daniel.

      • Fernando

        sandro nao, ótimo levantador, mas pessima sl. willian e marcelinho sim, os dois melhores levantadores dessa ultima liga. depois ricardinho.

      • Joau

        Sandro fez uma Superliga ruim este ano , muito pior do que Marlon.
        Se queremos falar sobre a Superliga os dois primeiros levantadores eram William e Bruno, mas todos queriam Ricardo (inclusive eu) … e, infelizmente, vimos como isso acabou.

        • Adriano

          Acho que nós – ainda – não vimos como isso acabou.

  • EGSJ

    Concordo que hj as seleções brasileiras masculinas e femininas são azarões, mas me parece que existem somente 2 seleções que estão “voando”: EUA feminina e Polônia Masculina, que são favoritos ao Ouro Olímpico. No masculino os EUA tb costumam crescer em anos olímpicos, mas me parecem instáveis e dependentes do excelente Clayton. Russia tb teve uma campanha extremamente irregular mesmo com a volta dos titulares no fim da 1a fase da liga e sofreu bastante. Os outros, como diziamos antigamente, “é tudo japonês”, ou seja, bem nivelado com grande instabilidade. Resumindo, temos alguma chance de medalha no masculino mas, do jeito que estamos, corremos até o risco de sermos eliminados nas 4as (como em Sidney e Atlanta). No feminino, Brasil deu uma melhorada no final do Grand Prix e pode crescer com o entrosamento da Fernandinha, tendo boas chances de medalha, pois, tirando os EUA, as demais são iguais ou inferiores a nós.

    • Victor Hugo

      Até q enfim um comentário sensato sobre possibilidades de medalhas… Impossível imaginar o Brasil fora do pódio no feminino depois do que foi visto no Grand Prix e na Yeltsin Cup. No feminino, só os EUA estão sobrando, “os demais são iguais ou inferiores a nós.”

  • Vinícius Crevilari

    Concordo que as duas equipes não passam por bons momentos. E essa má fase vem desde a disputa da Copa do Mundo, na campanha decepcionante do feminino (desde a edição de 1995 o Brasil figurava sempre no pódio) e na classificação mais-que-suada do masculino (que teve de torcer por revés italiano na última rodada do torneio para ficar entre os três primeiros colocados).
    Mas ainda considero um exagero dizer que tanto a equipe masculina, quanto a feminina vão aos Jogos Olímpicos como azarões. Simplesmente por acreditar que jogador de vôlei não desaprende a jogar e que essa má fase é portanto, passageira. E espero sinceramente que ela seja superada antes do embarque para Londres.

  • meyre

    Eu acho que a seleção feminina está mais estável que a masculina! Nunca pensei que fosse dizer isto, mas analisando os ultimos jogos que o masculino apresentou… eu estou desesperada.
    Outro dia li aqui neste espaço, um comentario dizendo que jogadores e comissão técnica , deviam se trancar numa sala e expor opiniões, lava a roupa suja , enfim zerar.
    Eu acredito nisto viu, seria um começo para ter uma esperança.
    Outra opinião que li aqui, foi que o masculino está escondendo o jogo. Nisto, eu não acredito. Assim como nao acredito que a culpa seja dos levantadores Bruno/Ricardinho.
    Infelizmente, sinto que daremos vexame nessas Olimpíadas.
    Que Deus nos proteja.

    • Joau

      Bruno em minha opinião, no desastre geral, fez uma Liga muito boa. Fiquei surpreso.

  • Felipe

    Nãao acredito que o time feminino dos EUA sejam tão fortes assim como pensam, favoritos sim, mais não tão fortes. Se formos analisar a campanha “extraordinária” feita na fase classificatoria do GP, veremos que esse time só enfrentou de seleção bem nivelada o Brasil “todo quebrado”, acho também que a derrota para o time B americano se resume em duas coisas: Jogadoras do Brasil em desenvolvimento, e as reservas americanas brigando por vaga nos jogos (Deu pra ver em alguns campeonatos de clubes que assisto, na TV e Na internet que são Boas jogadoras, mais nãao tudo aquilo que mostraram no GP).
    Acredito que o Brasil evoluiu muito em relação ao que vinha sendo apresentado. A entrada da Fernandinha fez com que o time todo jogasse melhor, deu uma nova cara ao time, e Não tomo como surpresa o corte de Fabíola, sendo que esta jogou muito bem no Sollys/Osasco, mas não rendeu o esperado na nossa Seleção, Dani Lins não é ousada, porém é precisa em seus levantamentos, algo que ela mostrou nas inversões, sendo que Fabíola apesar de sua melhor distribuição, erra muitos levantamentos.
    Acredito que a Russia esteja no mesmo patamar do Brasil, Mostrou isso na Yeltsin Cup.

  • marcio

    Daniel , na sua opinião quais jogadoras serão cortadas da seleção feminina?

    • Daniel Bortoletto

      Não sei, Marcio. Depende da condição física da Natália, que é uma incógnita pra mim

      • Adriano

        Na verdade, é uma incógnita pra todos, né? Eu não levaria ela, mas o Zé tem dado toda a impressão de que vai levar. Não teria por que seguir com ela até esse ponto, 15 dias antes do começo dos Jogos. Acho que ele estará cometendo o mesmo erro que cometeu em 2006, levando a Paula pro Mundial (e que afortunadamente, não cometeu em 2010, com a Paula também).

  • daniel

    A má fase individual se acompanha dos equívocos do falido ciclo olímpico. No feminino, ZRG meteu os pés pelas mãos apostando tudo em Dani Lins e Ana Tieme, e fechando os olhos para a má fase de Fabiana e para a superioridade de Camila Brait. Antes tarde do que nunca, ou melhor, mais tarde do que nunca, está tentando pelo menos corrigir alguns erros. Já Bernardinho também perdeu a mão com os levantadores. Apostando que Bruno tornaria-se um exímio levantador, esqueceu Raphael, Sandro e o mago William. Entretanto Bruno não evoluiu da maneira esperada, então, recorreu a volta de Ricardinho, fora de forma, para ser o salvador da pátria. E além disso, com o time sem bloqueio, não se deu ao trabalho de testar outro meio de rede, como Éder, que nem jogou na Liga. E com os ponteiros no departamento médico, Lucarelli também não teve nenhuma oportunidade.
    Mesmo assim o Brasil ainda tem chances reais de medalha, até de ouro se conseguirem arrumar a casa em tempo recorde. Vejo a seleção feminina e ZRG mais conscientes das trapalhadas feitas e mais a frente no caminho de recolocar o time nos trilhos.

  • Thiago

    Gostaria de poder “apostar” com alguém que a Seleção Feminina terá um único adversário em Londres, que será os EUA. E só. Não vai perder pra Rússia e muito, mas muuuito menos pras -sempre “candidatas” a alguma coisa – italianas. Em relação aos outros times (China, Sérvia, Turquia), até jogando com a Jaqueline a gente vai ganhar. O negócio será as semis. Se for contra a Rússia, sempre dá aquele medo. Mas tenho impressão que reeditaremos Pequim com as americanas. E paula e Mari nas pontas! Essa é minha campanha.
    No masculino, do jeito que a coisa anda, teremos que torcer pra classificar pras quartas, já que fora a Túnisia, até mesmo a Alemanha será um forte candidato a bater o Brasil.na chave Os outros 3 adversários da CHAVE serão Rússia, Sérvia e Eua. Tudo jogaço, porém, desta vez, não somos favoritos em nenhum. E já que o “gordo” do Ricardinho vai, o negócio é por ele jogar desde o início, porque o Bruno pode até começar, mas não vai terminar em quadra. Talento não se ganha na marra, Bruninho.

    podemos perder jogos vergonhosos

    • Manoel

      Thiago,muito provavelmente,o BRASIL,no feminino,vai pegar os EUA nas semis…..Itália e Russia têm tudo para ficar do outro lado da chave…

      • Adriano

        Por que você diz isso? Provavelmente, EUA e Brasil devem se classificar em primeiro e segundo na sua chave; Itália e Rússia, da mesma forma, na sua. Se nesta Olimpíada eles não inventarem aquela palhaçada de sortear os adversários das quartas-de-final (em vez de simplesmente pôr 2ºs contra 3ºs), supõe-se que EUA e Brasil estarão em semis diferentes, assim como Itália e Rússia – obviamente, uma vez que esses quatro times confirmem o favoritismo nas quartas.

    • Joau

      O Bruno é muito talentoso, e mesmo nesta Liga tem mostrado .
      Na realidade ele está jogando sozinho (com Sidao e Wallace) em uma equipe sem atacantes e sem setter reserva.

      • Thiago

        O Bruno pode ser um monte de coisas, esforçado, raçudo, e tudo o mais. Defende bem, bloqueia razoavelmente. Mas levantar que é bom, faz o feijão com arroz. Se isso é ser talentoso, ele é.

        • Sergio

          Na minha opinião não é assim ….
          Bruno é um excelente levantador e também no levantamento faz coisas muito boas.Seu problema é a regularidade.
          Nada que não possa ser resolvido com a experiência.

  • OSA

    Eu acredito q as duas Seleçoes tem condiçoes de trazer medalhas das Olimpiadas

    No masculino está assim
    1- Polonia
    2- Russia e EUA
    3- Brasil e Italia

    No feminino é
    1- EUA
    2- Russia
    3- Brasil
    4- Italia e China

    Se o Brasil conseguir recuperar alguns jogadores(as) tem totais condiçoes de buscar medalhas
    Mas para isto acontecer o ZRG e BR NÃO PODEM ser PANELEIROS como já estão sendo
    Eles tem q levar quem estiver melhor no momento, pois uma competição de tiro curto apenas
    15 dias, tem q ter atletas que aguente a sequencia de jogos, mas pelo jeito só vai para Londres quem faz parte do esquema !!!!!!!
    Né Danielle Lins ???????????

  • Denis

    O problema é que a Fabíola nunca foi intocável. A verdadeira intocável e integrante da panela sempre foi a péssima Dani Lins. Assim como a Camila Brait será cortada pra dá lugar a outra intocável da panela, a Fabizinha (q tá dando tristeza de ver jogar). É a patota do Rio de Janeiro agindo nos bastidores e acabando com as esperanças de medalha do Brasil.

    • Felipe

      Fabizinha desde o jogo contra os EUA B vem mostrando crescimento tanto que terminou como a 2ª melhor libero(empatada com a Pannoy) e 2ª melhor defesa do GP, so naum foi a melhor porque na primeira rodada da final ela tava se revesando com a Brait ( No caso a Brait era a defensora, por isso a Fabizinha so foi entrar nas estatisticas de defesa depois do jogo conta a China), Camila Brait é sim uma das melhores liberos do volei mundial, só não teve espaço para mostrar ao mundo seu volei porque uma libero do mesmo nivel disputa vaga com ela, sendo que esta tem uma bagagem internacional maior que faz a diferença sim !

      • Afonso RJ

        Felipe: Bela argumentação. Assino embaixo.

        • Adriano

          Também concordo com vocês. Surgiu essa coisa agora de detonar a Fabi e criticá-la dizendo que a Brait está anos-luz à frente dela. Não é verdade. A Brait é uma excelente líbero. Ninguém contesta isso. E a Fabi tem, sim, suas dificuldades no passe. Ninguém nega isso também. Mas a Brait não é perfeita, ela também tem suas deficiências, tanto no passe quanto na defesa. A Fabi, quando está pilhada, varre a quadra, faz jogos insuperáveis, principalmente na defesa, e com estabilidade no passe (dois bons exemplos: primeiro jogo da semi Unilever x VF na última Superliga e Brasil x Itália no Mundial 2010). E a Fabi ainda tem a vantagem de ser uma líder em quadra, e de ter muita experiência. Gosto muito da Brait, sim, e acho que ela tem totais condições de ganhar a posição na bola. Mas tenho a impressão que muitas avaliações em relação à igualdade de condições entre as duas líberos têm sido unilaterais.

    • Naty

      Quanta besteira! Não acho que ninguém ali é intocável…Fabiola ou Dani Lins já sabiam que poderiam ser cortadas depois que a Fernandinha veio e jogou muito mais bola. E sinceramente, nos primeiros jogos da Fabiola, ela foi muito mal e a Dani, as poucas vezes que entrou, foi bem. Fabiola insiste com jogadas que não funcionam e acho que o ZRG perdeu a paciência. Quem não se lembra das broncas do ZRG na Fabiola no campeonato mundial? O problema é que na época a Dani Lins não estava em boa fase. Quanto a Fabi e a Brait, ainda não acho que a Camilinha está superior à Fabi. Fabi se recuperou muito bem nos últimos jogos. Teve um jogo que a Brait quase entregou o tie break, errando diversas recepções seguidas…

  • CMA

    acho que os dois times chegam no pódio.

    Polonia hoje humilhou os EUA, e com o Brasil foi sempre no sufoco.

  • Felipe L

    Tenho absoluta certeza que a Seleção Feminina estará no pódio, não sei em qual degrau, mas dependendo da sorte dos cruzamentos e do emocional, pode-se tornar Bi campeã. Essa história dos EUA ser favorito já está ficando chato e dando mais força a elas (americanas)…
    Motivo principal da Fabíola ter sido cortada: Primeiro jogo da fase final do Grand Prix.. Fabíola era a titular… desde aquele jogo, onde a Fernandinha mudou a cara do mesmo, ela perdeu sua total confiança com o Zé Roberto. A Fabíola é melhor no bloqueio, defesa e ousadia em comparação a Dani Lins, no entanto o que adianta ousadia sem precisão. É nítido o aproveitamento das meios de rede Thaísa e Fabiana com a Fernandinha. A precisão da Dani Lins nos levantamentos é bem superior ao da Fabíola, e a mesma nas inversões em que entrou, logrou com mais êxito do que a pastora. Quem é fã da Fabíola deveria assistir todos os jogos da fase final em que ela entrou na inversão e de nada fez com levantamentos imprecisos e espremidos para as atacantes. Sheilla e Fernandinha = Resultado. Fabíola e Sheilla = Sheilla com dor nas costas e bloqueio pesado em cima da Sheilla. Estou muito Feliz com as mudanças do Zé Roberto, as últimas decisões foi para mostrar que ele não está de brincadeira e só fica na seleção quem está jogando. O maior adversário do Brasil nas Olimpíadas, é ele mesmo. Se as jogadoras forem agressivas, 100% concentradas e estudarem bem os adversários, ganharemos o ouro. Os EUA sentiu o medo do Brasil na fase final naquele 3° e em especial o 4° set.. o Próprio técnico americano perdeu o equilíbrio gritando e falando palavrões com suas atletas… Se o Brasil tivesse levado o 5° set mais concetrado teria ganho aquele jogo contra os EUA. Sou Brasileiro e acredito na nossa seleção… A feminina vai surpreender e a masculina tem poder de superação, mas vai ser difícil.

  • Afonso RJ

    Realmente as duas seleções tem feito campanhas no mínimo decepcionantes nas últimas competições. O feminino ainda se recuperou um pouco, tendo feito uma campanha melhor no Grand Prix que no Mundial, ao passo que aparentemente o masculino vem numa descendente, com uma Liga mundial bem abaixo do Campeonato Mundial.

    Não acompanho de perto o masculino, mas aquele “bate-boca” pesado entre o Serginho e o Bernardinho no Mundial não me sai da cabeça. Houve quem dissesse que “era coisa de homem”, e “homem esquece quando a cabeça esfria, e não guarda rancor”, ou algo parecido. Achei que a coisa não era bem assim, e que na minha opinião haveria consequências. Não tenho base para afirmar com segurança, mas fico com a impressão que já faz algum tempo que o ambiente na seleção masculina não é dos melhores. Posso estar errado, mas tudo leva a crer.

    No feminino, faz tempo que se observa uma tendência mundial de jogadoras cada vez mais altas, e principalmente cada vez mais fortes. O Zé contava muito com a Natália, e me parece que a contusão dela atrapalhou muito os planos do técnico. Fora isso, no último ano várias jogadoras importantes tiveram problemas pessoais, o que no feminino sabidamente reflete logo dentro da quadra. Acho que o time vem numa ascenção, e tem possibilidades de fazer uma boa campanha em Londres. Só não sei se suficiente para o pódio. Vou torcer bastante. Quanto ao ouro, sinceramente acho muito difícil.

    A dura realidade é que tudo leva a crer que aquela fase de quase total hegemonia do volei brasileiro, tanto na quadra quanto na areia, tanto o feminino quanto o masculino, é coisa do passado. Faz tempo que o volei traz várias medalhas olímpicas para o Brasil. Dessa vez periga não trazer nenhuma.

  • Josie

    Acho que Fabiola saiu por qualidade (ou melhor) falta de nos levantamentos. Tanto que Sheila e Paula melhoraram quando Fernandinha entrou como titular. Nao sei o que vcs acham ,mas a impressão que tenho eh que a seleção tem uma ‘divida’ com a Natália (serah que após a primeira operação ela nao voltou antes ? E há o sentimento de culpa ? )
    Acho que ZRG eh capaz ainda de uma grande surpresa que será levar a Gabriela da seleção B . As outras seleções ainda nao a conhecem … E vai deixar de fora Tandara , Camila e Mari e deve levar a Sassa .
    Ainda acho que a Mari tem vaga nesse time. Nas vezes que entrou no Gran Prix foi decisiva, e jah estava com forca. Alem de ser boa no bloqueio. A Fernanda Garay tem fundo de quada mas sofre doa mesmo mal da Sassa : eh baixa, se fizerem umlevantamento de quantas bolas ela põe no chão e os tocos que leva vai dar empate. Vamos aguardar.
    R

  • Raffael

    No mundo do Volei tudo acontece muito rapido. No fim do ano passado, com o termino da Copa do Mundo, o time masculino era tido como um dos favoritos a Londres, enquanto o feminino tinham muitas duvidas. Hoje o time masculino esta mais instavel que o feminino, que parece estar melhorando(esta longe do ideal).A Italia no feminino em Pequim chegou como a grande seleção, mas caiu nas quartas. Até o mes que vem muita coisa pode acontecer.

  • Joau

    Muitos aqui falam como se Bruno tinha 35 anos !Neste ciclo olímpico, ele não deveria ter sido
    o proprietário, porque é ainda muito jovem. Marlon costumava ser o proprietário e ele reserva com direito de aprender.No final em vez por problemas na posição, jogou mais tempo como proprietário ed é apenas um dos seus méritos.E a mesma coisa está acontecendo com Ricardo na equipe. Ricardo (que todos nós queríamos) era era o salvador da pátria para destruir os times adversários, ensinar tudo a Bruno e nada, mais uma vez, Bruno merecidamente terminou como titular.
    Quem diz que essa coisa não pode acontecer com William, Rapha (que por sinal na Itália foi “cancelado” muitas vezes pelo jogo de Bruno em Modena), etc?
    Para aqueles que dizem que Bruno não tem talento, os resultados no Brasil,na Europa falam por ele.
    Bruno tem talento, continua liderando o ranking brasileiro e internacional e tem levado muitas equipes a grandes resultados, sendo tão jovem.
    Continuamos a falar sobre os levantadores como se fossem o problema, quando é evidente que não é. Por que você acha que os levantadores brasileiros são os jogadores mais comprados no exterior hoje?Se você ler a imprensa internacional de voleibol Bruno é definitivamente o jogador que foi mais solicitado após a superliga.
    Nós temos grandes levantadores, Bruno é um deles eo mais novo, são os atacantes que não são mais a nível internacional.Isto é tudo.

    • daniel

      Claro que o maior problema é a falta de condição física dos atacantes, principalmente os ponteiros, mas isso não apaga os erros na escolha dos levantadores durante todo o ciclo olímpico.

  • Discordo do Bortoletto,A Seleção Brasileira feninina e masculina é favorita a medalia de ouro,Eu vi os adversários do Brasil jogarem e não há nada de espetacular,é verdade,estão jogando melhor,na medida e que vai sé aproximando da olimpiada os atletas ficam com receio de ter uma contusão séria e impedir de participar da olimpiada,não há duvida depois que o Zé Roberto e Bernadinho divulgarem a lista dos atletas que irão a Londres,a postura vai ser completamente diferente nas proximas partidas.Péssima atuação da sassa contra Russia eu acho que o Zé Roberto vai levar Fabi E Camilinha.

  • Naty

    No masculino, eu acredito no Brasil. Mesmo sem uma formação definida, com ponteiros jogando o seu pior, conseguimos fazer jogos duros com a Polonia. A Polonia será esse mesmo time. O Brasil não, ainda vai evoluir. O Bernardinho sabe o que faz e tenho certeza que não levará jogador somente pelo nome.
    Eu aposto que Bernardinho não levará o Dante, que já mostrou que não está no nível de uma Olimpiada. Acredito que ele leva ainda Lucarelli, como um dos 12 e Rapha e Bruninho, como levantadores.
    No feminino, a única seleção que pode derrubar o Brasil são os EUA. Não aposto nem na Russia.

  • tiago

    Daniel saiu uma notícia em outro blog, que carece de veracidade, que Dante e Murilo serão operados depois da Olimpíada.
    É de conhecimento de todos que acompanharam a SL que os dois estavam “bichados”, Dante sofrendo com o joelho e Murilo com um problema nos ombros.
    Esse blog afirma que as cirurgias já estão marcadas.
    Você tem notícias para nós leitores do seu blog?
    Grato

    • Daniel Bortoletto

      não estou aqui para desmentir A ou B, Tiago.
      que eles não estão 100% fisicamente é fato. cravar uma cirurgia só faço após ouvir médicos, pois não é como ter a informação de uma contratação que pode não dar certo. envolve saúde das pessoas

      • MSN

        Infelizmente,em relação ao Murilo,a cirurgia esta indicada e será realmente feita apos os
        Jogos olímpicos….Fontes fidedignas…

  • newton.carvalho1979@gmail.com

    Daniel, li em outro blog que Dante e Murilo vão operar assim que voltarem ao Brasil? Dante vai operar os joelhos e Murilo o ombro. Não corre o risco de acontecer com o Murilo o mesmo que aconteceu com o Samuel? Os clubes não podem barrar a ida destes atletas aos jogos de Londres?

    • Daniel Bortoletto

      se houvesse um risco maior, eles seriam operados antes e perderiam a Olimpíada

  • Thiago

    Daniel, sabe dizer o prazo máximo dos técnicos para divulgar as listas pra Londres?

    • Daniel Bortoletto

      amanhã

  • Tadeu

    Assim como a maioria dos comentários,acredito que a seleção feminina está mais segura em relação a masculina,apesar dos pesares.A Fabíola é uma jogadora extremamente ousada; foi considera a melhor levantadora da super liga porque contou com uma equipe tecnicamente superior as demais e através disso pode arriscar mais com suas atacantes ao passo que na seleção a história é diferente.Existem equipes,como vimos no GP,na mesma condição técnica do Brasil e arrisco dizer até superiores como a campanha invicta dos EUA.Nessa condição,a ousadia da levantadora foi o que a atrapalhou.Fabíola procurou fintar demais com as meios em um contexto em que uma central como Fabiana precisava de mais confiança e ritmo de jogo,depois de uma temporada em que pouco jogou.Dani Lins pode pecar e muito na distribuição mas como muitos citaram é mais precisa além de estar mais entrosada com as centrais em relação a Fabíola.Acredito que Tandara deve ser a próxima jogadora a ser cortada da seleção,independente ou não da escalação da Nathália e creio que o ZR leve as duas líberos;fabizinha pela confiança e experiência no time(apesar de ter demonstrado no GP uma certa instabilidade no golpe de vista, quando recebia saques forçados)e Camila Brait pela sua grande fase ;já que nossas ponteiras-até mesmo Jaqueline – seguem irregulares na recepção.

  • meyre

    Infelizmente acho que o Brasil nao disputará nem a medalha de bronze. Claro que gostaria de queimar minha língua. Claro que vou torcer para o Brasil.
    Mas nossos atletas estão quebrados.
    O Bernardinho tem que pensar em formar uma seleção para 2016. Recomeçar.
    Eu acredito no Bernardinho, técnico de respeito, talentoso e de credibilidade. Acho que ele tem capacidade de se reinventar e montar um time vencedor para o futuro.
    Murilo, Dante e Giba não estão inteiros. Vamos contar com a garra dos nossos herois. Infelizmente ( para nós ) , só a garra não ganha jogo. Lucão que eu gostava tanto, parece o desanimo em pessoa.
    é isso…. e boa sorte para nós.

  • Vinícius

    Bom dia!
    No masculino, acredito que o problema maior é que alguns jogadores estão “quebrados” e como são mais velhos (Giba, Dante, Murilo), deveriam estar 110%… O fato do Ricardo não ter “salvado a pátria” como todos esperavam também influenciou muito para que a falta de confiança tomasse conta do grupo… Concordo que ainda não temos nem o time titular…
    Estou com medo de nem pódio acontecer…
    Já no feminino vejo maiores chances. Mesmo com o corte da Fabíola que considerei injusto, acredito que o time está mais certinho. Mas a seleção dos EUA continua sendo a grande favorita!
    Abraços.

  • Rodrigo

    Acho que tem muita água para rolar!!! Acho interessante ficarem citando Itália e Rússia tanto no masculino como feminino como favoritos se não fizeram nada demais. Ainda confio nas duas SV. Pode não ganhar nada, mas vou dar um voto de confiança.

    E todas as equipes mostraram irregularidades!!! Apenas os EUA no feminino está na ponta dos cascos!!!

    A Polonia no masculino mesmo jogando bem venceu 3 dos 4 confrontos no 5° set sendo que no 3×1 na Finlandia a partida poderia ter ido ao 5°. Então, menos, bem menos. Pra mim estão no bolo junto com EUA. Rússia, Brasil, Itália… e acho que a Sérvia pode surpreender hein?! Tá certo que não tem mais o Milikovic, mas temos que respeitar! Ou esqueceram de Sidney, que veio como azarão e atropelou todo mundo?

  • bruno

    podio olimpico no feminino 1-USA 2-RUS 3-ITA 4-SRB 5-JPN 6-TUR 7-CHN 8-RDM

    podio olimpico no masculino 1-POL 2-RUS 3-USA 4-ITA 5-SRB 6-BUL 7-ARG 8-BRA

MaisRecentes

Joelho afastará Gabi das quadras



Continue Lendo

As primeiras transmissões da Superliga na TV



Continue Lendo

Vaivém: Thaisa jogará a Superliga



Continue Lendo