Coluna de domingo: Superliga enfraquecida em 2012/2013



Pessoal, publico hoje a coluna Saque que saiu na edição de ontem (2/9) do LANCE!.

Quantas vezes nos últimos anos você leu ou ouviu que estava sendo disputada a melhor Superliga de todos os tempos no Brasil? Craques de volta ao país e aumento no número de times com condição de disputar o título eram os principais pilares desta tese, que eu também defendi. Na competição que começará em novembro, porém, este rótulo positivo não poderá ser mais usado.

Entre as mulheres, três baixas em relação ao campeonato passado (o semifinalista Vôlei Futuro, o Mackenzie, que disputou os playoffs, e o tradicional Macaé). Como apenas uma novidade (Amil/Campinas), o número de times foi reduzido para dez. Preocupante, já que a gama de atletas é menor do que no masculino e dificulta a renovação. O resultado da diminuição de times foi a saída de mais jogadoras para o exterior, inclusive algumas da Seleção, como Paula Pequeno, Mari e Joycinha, e o desemprego de jogadoras sem tanto destaque no cenário nacional. Preocupa ainda não ver times surgindo na Superliga B com capacidade técnica/financeira para entrada na elite.

Já entre os homens, o número de equipes foi mantido, mas a diferença entre grandes, médios e pequenos aumentou. Não dá mais para dizer que o campeão sairá de uma lista de oito participantes. Sesi, RJX e Sada/Cruzeiro estão um patamar acima dos rivais. No ano passado, era possível colocar também Vôlei Futuro e Cimed neste grupo. Um está enfraquecido e o outro sobreviveu graças ao esforço de Renan Dal Zotto e virou Super Imperatriz Vôlei. O Vivo/Minas manteve-se logo abaixo, com chance de surpreender mais uma vez, algo também esperado pelo Medley/Campinas. A única boa notícia é o retorno de um time gaúcho: o Canoas. Mas eu esperava bem mais.

Antes de me chamem de ranzinza, a situação em outros grandes centros, como a Itália, é ainda pior. Contudo, temos de abrir o olho, não esconder nossos problemas e buscar soluções para que o nosso cenário não piore.



MaisRecentes

Fernanda Tomé é novidade em nova lista para o Mundial



Continue Lendo

Vaivém: Mais uma estrangeira na próxima Superliga



Continue Lendo

Simon veste camisa do Civitanova. Vem novela judicial aí!



Continue Lendo