Coluna de domingo: O gigantesco desafio da Unilever



Coluna Saque publicada neste domingo, dia 13/10, no LANCE!.

Rival da Unilever na decisão do Campeonato Mundial de Clubes, o Vakifbank Istambul disputou 47 jogos na temporada e venceu simplesmente TODOS eles. Já são mais quatro agora e a incrível marca subiu para 51 partidas sem uma mísera derrota.

E não me venham dizer que na Turquia só existe baba. A liga local é uma das mais ricas do planeta (não quer dizer que sempre pague os salários) e atrai várias estrelas internacionais. O principal rival do Vakifbank é o poderoso Fenerbahce, que em 2012/2013 tinha no elenco simplesmente a coreana Kim, melhor jogadora do mundo, e as brasileiras Mari e Paula Pequeno…

Além disso, durante o Campeonato Europeu, o Vakifbank Istambul passou por Cannes (FRA), Uralochka (RUS), Volero Zurich (SUI), Atom Sopot (POL), Rabita Baku (AZE), além de outros dois rivais turcos de peso: Eczacibasi e Galatasaray. Vou dizer que nesta lista não existe nenhuma baba.

Tal retrospecto mostra com clareza o tamanho do desafio que a Unilever tem hoje para conquistar o inédito título mundial. Na primeira fase do Mundial, o encontro entre os dois terminou com triunfo das turcas por 3 a 1. A chave daquele resultado foi o bloqueio: com 19 pontos a favor do Vakifbank Istambul e apenas 8 para a Unilever. Diferença imensa.

O que mudou de lá pra cá? Bernardinho já pôde estudar melhor a estratégia rival e terá de achar uma forma de parar Brakocevic (SER), Sonsirma (TUR), Furst (ALE) e Costagrande (ITA), uma Torre de Babel que joga muita bola.



MaisRecentes

A dor de Gabi e de quem estava ao lado



Continue Lendo

Duas gratas surpresas na Superliga



Continue Lendo

Minas espera Hooker ainda em outubro



Continue Lendo