Coluna de domingo: O cenário do vôlei para o ciclo Rio-2016



Depois da Olimpíada, a coluna Saque está de volta, sempre aos domingos, no LANCE!. Abaixo, o texto publicado hoje, dia 19 de agosto, sobre o processo de renovação que o vôlei passará no novo ciclo olímpico.

O vôlei brasileiro voltou de Londres com duas medalhas na quadra (ouro e prata) e duas na areia (prata e bronze). Foi o melhor desempenho de um país nas duas modalidades. Mas ficou sim um gostinho de quero mais, pela virada sofrida pela Seleção masculina contra a Rússia na final e por Alison/Emanuel e Juliana/Larissa terem deixado escapar vitórias que pareciam certas.

Agora começa o processo de renovação nas equipes. Giba, Escadinha, Ricardinho e Rodrigão já deram adeus. Paula Pequeno deu a entender que fará o mesmo. Fabi, que chegará ao Rio-2016 com 36 anos, pode seguir o mesmo caminho. Aquele torcedor mais distante do dia-a-dia do esporte, que aparece de quatro em quatro anos na Olimpíada para exigir vitórias e medalhas de ouro, pergunta: temos gente boa para substituí-los? No papel, sim. Agora é provar na prática.

No feminino, alguns nomes passarão a ser ouvidos com maior constância: Camila Brait (líbero), Gabi e Priscila Daroit (pontas). Mas José Roberto Guimarães poderá manter boa parte de sua base até 2016. Thaisa terá 29 anos, Garay, 30, Dani Lins e Fabiana terão 31 anos, Jaqueline, 32, e Sheilla, 33. E ele ainda poderá recuperar Mari e Natália, dois talentos que não podem ser desperdiçados.

No masculino, Bernardinho abrirá espaço para Lucarelli, Renan Buiatti, Eder, talentos que bateram na trave para a convocação de Londres-2012. Mário Júnior tende a assumir a vaga de Escadinha, com Wallace, Sidão, Murilo, Bruninho, Dante e Lucão mantendo a espinha dorsal do time. Certamente, temos fôlego para mais um ciclo virtuoso nas quadras. Nas areias, os mitos Emanuel e Ricardo não têm substitutos à altura e vejo um trabalho bem mais árduo da CBV para manter o Brasil no topo. Já Juliana e Larissa têm talento e fôlego para o novo ciclo.



MaisRecentes

Confira as primeiras transmissões da TV Gazeta na Superliga 18/19



Continue Lendo

Vaivém: Vôlei Renata terá cubano como reforço



Continue Lendo

Coluna: Temos de falar sobre Douglas Souza



Continue Lendo