Coluna de domingo: Déjà vu nas quadras tupiniquins



Feliz Páscoa aos amigos e amigas do blog. No ar a Coluna Saque publicada neste domingo, no LANCE!, projetando a final da Superliga masculina.

Final da Superliga 2013/2014. Sada/Cruzeiro x Sesi, no Mineirinho, em Belo Horizonte, no dia 12 de abril do ano passado. William, Wallace, Leal, Filipe, Eder, Isac e Serginho do lado celeste, comandado por Marcelo Mendez. Sandro, Renan, Murilo, Lucarelli, Lucão, Sidão e Escadinha defendendo a equipe paulista de Marcos Pacheco.

Final da Superliga 2014/2015. Sada/Cruzeiro x Sesi, mais uma vez no Mineirinho, em BH, novamente em 12/4. Os mesmos William, Wallace, Leal, Filipe, Eder, Isac e Serginho de um lado. Do outro, Marcelinho, Theo, Murilo, Lucarelli, Lucão, Riad e Escadinha. Os treinadores também são os mesmos.

Impressiona as semelhanças deste confronto final da Superliga masculina, no próximo domingo, exatamente 365 dias depois do anterior. Dos prováveis 14 titulares, 11 estiveram em quadra há um ano. Até no banco de reservas muitos personagens se repetem (Douglas Cordeiro, PV, Thiaguinho, Mão, Rogério). Times que se conhecem muito bem, a começar pelos dois competentes e vitoriosos comandantes. Ao tentar fazer um confronto posição por posição conta-se boa parte da história da Seleção Brasileira na era Bernardinho. E eu fico em dúvidas para apontar o melhor em vários dos duelos.

O atual campeão é exatamente o mesmo. Nos nomes e na forma de jogar. Tem um saque poderoso, muito entrosamento do levantador Willian (MVP da última final) com os demais atacantes e novamente o apoio de 14 mil pessoas. O Sesi, por sua vez, tem em Marcelinho e Theo mais experiência em duas posições-chave da equipe, além de Riad, em ótimo momento, na vaga de Sidão. Dá para dizer que mudou para melhor.

Um ano atrás, os cruzeirenses foram superiores e faturaram o título com 3 a 0 (21-19, 21-17 e 21-18, naquele teste com pontuação menor nos sets que não deixou saudade). Fora as parciais mais baixas, o que esperar de diferente em um duelo tão igual?



MaisRecentes

Brasil impõe primeira derrota à Turquia na Liga das Nações



Continue Lendo

Entrevista com Kerri Walsh, três vezes campeã olímpica



Continue Lendo

Vaivém: Oposto troca Sada/Cruzeiro por Ribeirão



Continue Lendo