Coluna de domingo: Déjà vu nas quadras tupiniquins



Feliz Páscoa aos amigos e amigas do blog. No ar a Coluna Saque publicada neste domingo, no LANCE!, projetando a final da Superliga masculina.

Final da Superliga 2013/2014. Sada/Cruzeiro x Sesi, no Mineirinho, em Belo Horizonte, no dia 12 de abril do ano passado. William, Wallace, Leal, Filipe, Eder, Isac e Serginho do lado celeste, comandado por Marcelo Mendez. Sandro, Renan, Murilo, Lucarelli, Lucão, Sidão e Escadinha defendendo a equipe paulista de Marcos Pacheco.

Final da Superliga 2014/2015. Sada/Cruzeiro x Sesi, mais uma vez no Mineirinho, em BH, novamente em 12/4. Os mesmos William, Wallace, Leal, Filipe, Eder, Isac e Serginho de um lado. Do outro, Marcelinho, Theo, Murilo, Lucarelli, Lucão, Riad e Escadinha. Os treinadores também são os mesmos.

Impressiona as semelhanças deste confronto final da Superliga masculina, no próximo domingo, exatamente 365 dias depois do anterior. Dos prováveis 14 titulares, 11 estiveram em quadra há um ano. Até no banco de reservas muitos personagens se repetem (Douglas Cordeiro, PV, Thiaguinho, Mão, Rogério). Times que se conhecem muito bem, a começar pelos dois competentes e vitoriosos comandantes. Ao tentar fazer um confronto posição por posição conta-se boa parte da história da Seleção Brasileira na era Bernardinho. E eu fico em dúvidas para apontar o melhor em vários dos duelos.

O atual campeão é exatamente o mesmo. Nos nomes e na forma de jogar. Tem um saque poderoso, muito entrosamento do levantador Willian (MVP da última final) com os demais atacantes e novamente o apoio de 14 mil pessoas. O Sesi, por sua vez, tem em Marcelinho e Theo mais experiência em duas posições-chave da equipe, além de Riad, em ótimo momento, na vaga de Sidão. Dá para dizer que mudou para melhor.

Um ano atrás, os cruzeirenses foram superiores e faturaram o título com 3 a 0 (21-19, 21-17 e 21-18, naquele teste com pontuação menor nos sets que não deixou saudade). Fora as parciais mais baixas, o que esperar de diferente em um duelo tão igual?



  • JR

    Daniel, vai passar na Globo a final?

    Falando nisso, esse ano a Globo não passou e nem vai passar nenhuma semifinal, a Sportv não passou as finais da Superliga B (ano passado ao menos passou a da masculina). E isso que ela se diz o canal do esporte, o canal das Olimpíadas…e a CBV quietinha na dela, omissa como sempre né Renan dal Zotto, Radames Lattari e cia…

    Sei que to chovendo no molhado nesses assuntos, mas é duro ver ao que o volei brasileiro se submete, sempre esperando as migalhas, não sendo reconhecido como deveria e sendo roubado pela sua própria confederação, sem investimento nas suas categorias de base.

    • Daniel Bortoletto

      vai

    • Espero que a próxima Superliga vá para o Esporte Interativo ou para o Fox Sports.

      • Euripedes Jr.

        O que é Esporte interativo ? Tem que ser um canal aberto pra todo mundo assistir , eu que tenho tv ac cabo não tenho esse esporte interativo

        • Esporte Interativo por enquanto só está disponível na Claro TV, Vivo TV e GVT TV. Há planos de entrar na Sky e na NET em breve. Por parabólica comum, dá pra assisti-lo.

  • Com tantas coincidências como essas só espero que o resultado desse jogo não seja o mesmo do ano passado com o Cruzeiro levando o título da superliga !

  • Kaká

    Bem, Daniel. Realmente, são muitas semelhanças. O Sada Cruzeiro virá com o mesmo time do ano passado. Já o SESI terá algumas mudanças que podem sim fazer diferença.Não vi os jogos do SESI na semifinal, mas pelo que vi dos números, deu para perceber que Lucão e Riad foram os diferenciais. Lembremos também que em 2013, esses dois, juntamente com o Theo, estavam no time do RJX e foram responsáveis por aquela vitória. Também não podemos esquecer do Marcelinho, que é um dos grandes levantadores brasileiros. Então, apesar de todo o favoritismo do Cruzeiro, é preciso ter atenção com estes jogadores, que podem reverter essa vantagem. Bem, de qualquer forma, espero que seja um bom jogo, com ótimas atuações de ambos os lados. E que a volta dos 25 pontos traga mais emoção à partida. Que vença o melhor!

    • Kaká

      Esqueci de falar de um jogador do Cruzeiro que pode ser um diferencial para o bem ou para o mal. Estou falando do Filipe. Se lembrarmos bem, no ano passado, ele foi um dos maiores pontuadores da final, e fez uma partida impecável. No entanto, não podemos esquecer que em 2013, o mesmo teve uma atuação fraquíssima diante do RJX. Naquele dia, o time adversário conseguiu desestabilizá-lo tanto na recepção quanto no ataque e o resultado foi desastroso para o Cruzeiro. Se o SESI conseguir a mesma coisa, pode levar vantagem. Por outro lado, se ele estiver num dia inspirado, pode favorecer o Cruzeiro. No primeiro jogo da semifinal, ele conseguiu um percentual de 75% no ataque. Bem, como eu já disse, considero o Filipe um jogador-chave para essa final. Por fim, volto a repetir. Que seja um grande jogo e que o grande vencedor seja o telespectador e os torcedores que forem prestigiar.

MaisRecentes

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo

Corinthians faz melhor jogo na Superliga



Continue Lendo

Coluna: A imprevisível Superliga feminina



Continue Lendo