Coluna de domingo: Atenção! Jogadores estão no limite



Coluna Saque publicada neste domingo no LANCE!

Caros dirigentes brasileiros, tenho certeza de que estão acompanhando a Superliga. Costumo vê-los exaltando o equilíbrio (que realmente acontece no masculino), a presença dos selecionáveis no país, etc. Mas é preciso que vocês admitam os erros cometidos, ouçam todos os lados envolvidos na disputa (o LANCE! mostrou ontem que os jogadores querem ter voz ativa) e façam mudanças, sem necessidade de caça às bruxas para quem publicamente reclama de alguma coisa.

Vejam o calendário da temporada, por exemplo. Ele é massacrante e explica o motivo de vários jogadores passarem mais tempo no departamento médico do que em quadra.

O time joga na terça à noite, quase não dorme para encarar o caos aéreo brasileiro na quarta cedo, volta à quadra na quinta à tarde, viaja de novo na sexta e atua outra vez no fim de semana, de manhã. Quando não é surpreendido com a mudança na tabela no meio de caminho. Ninguém é de ferro.

Além de aumentar brutalmente o risco de lesões, isso impede que os times treinem, ganhem entrosamento e derruba a qualidade do espetáculo. Não é à toa que vários selecionáveis estão no estaleiro. Muitos emendaram o calendário já cruel da FIVB com a obrigação de dar satisfação aos patrocinadores na Superliga. Giba e Rodrigão ainda não conseguiram estrear. Os irmãos Gustavo e Murilo têm sofrido com contusões. Dante está nitidamente baleado. Mera coincidência? Se comprometer o desempenho da Seleção na Olimpíada de Londres alguém vai se responsabilizar?

A crítica não é apenas minha. Basta ouvir atletas e técnicos em off, já que se abrirem o bico publicamente serão punidos.

Pausa
Nas próximas duas semanas a coluna não será publicada. Um curto período de férias para recarregar as baterias. Farei algumas aparições no blog no LANCENET!. Até!



MaisRecentes

Vaivém: “Livre”, Thaisa seguirá atuando no Brasil



Continue Lendo

Jaqueline chega ao Japão para substituir Drussyla



Continue Lendo

Vaivém: Abouba espera aproveitar chance da vida no EMS/Taubaté



Continue Lendo