Coluna: Campeões sem torcida na cidade olímpica



Pessoal, bom dia. No dia do aniversário do meu filho mais velho (Thiago, agora 8 anos), a coluna está no ar um pouco mais cedo. Daqui pra frente, a prioridade é curtir o dia chuvoso no Rio com ele. Bom domingo para vocês.

É aceitável o Rio de Janeiro, cidade que vai receber a Olimpíada em 2016, sofrer com “falta” de equipamentos esportivos para dois dos principais esportes do país pouco mais de um ano e meio antes do aguardado megaevento?

Por mais que eu me esforce, não consigo admitir a realização de dois jogos, na última semana, sem a presença de público. Motivo: o ginásio do Tijuca, tradicional – mas bem limitado – palco de eventos esportivos na cidade, não apresentou todos os laudos obrigatórios para receber público. Assim, uma partida do Flamengo, campeão do Novo Basquete Brasil (NBB), e outra do Rexona-Ades, atual e maior vencedor da Superliga feminina de vôlei, aconteceram sem a presença de torcedores.

Vamos por partes. O Ministério Público, autor da ação contra o Tijuca, está mais do que certo ao exigir toda a documentação. Errado está o clube, que não cumpriu as determinações, deixando Fla e Rexona, dois “locatários”, na mão. Os dois gigantes do esporte brasileiro deveriam ter casas próprias e decentes, dirão alguns, com toda razão. Alguém ainda então pode me questionar: então o que tem a ver a cidade olímpica com isso?

O problema é o esporte do Rio de Janeiro ter e quase nunca utilizar o Maracanãzinho e a Arena HSBC, palcos já prontos e que serão palco das competições de vôlei e basquete em 2016. Os dois ginásios, construídos/reformados com dinheiro público para o Pan de 2007, estão atualmente nas mãos da iniciativa privada, algo correto, na minha opinião. Mas, por uma série de motivos, recebem apenas os grandes jogos, como finais de Superliga ou do Mundial de clubes de basquete, por exemplo. Um erro. Poderiam ser a casa de Fla e Rexona em todos os jogos de maior apelo ou com transmissão pela TV. Mas não são, graças principalmente aos custos de aluguel. No caso da Arena HSBC ainda existe restrição, por parte dos dirigentes dos clubes “sem teto”, pela localização, na Barra da Tijuca.

Boas arenas ociosas, iniciativa privada que deixa de faturar, jogos-fantasma, torcedor privado de ver bons eventos esportivos e patrocinadores insatisfeitos. Será que alguém está satisfeito com tal cenário? Então, passou da hora de os envolvidos repensarem a estratégia atual.



  • Aline

    Cidade Olimpica???
    Na verdade o q o Rio tem de Olimpico???Nada!!!
    Como vai o esporte amador no Rio???Muito mal obrigado!!!
    Qual esta sendo o legado olimpico para o esporte carioca? Decadencia total inclusive no volei e futebol.
    Ter olimpiada pra que? Para ter obras Superfaturadas ou desenvolver o esporte?
    Rio Cidade Olimpica ou Cidade do transito caotico? Ou da poluicao ambiental? Ou da corrupcao? Ou dos cracudos? Ou do Trafico? Ou da violencia urbana? Ou Cidade da Bala Perdida? Ou Cidade dos Maconheiros? Ou Cidade dos Menores Abandonados?
    Ou Cidade onde Juiz e Deus?
    O Rio pode ser tudo isso,mas esta longe de ser uma Cidade Olimpica!!!
    MUITO ESTRANHO ISSO!!!
    Se não pode ter torcida, porque pode ter jogo???
    Se o ginásio do Tijuca não é seguro para a torcida, é seguro para as jogadoras???
    Que incoerência é essa???
    Não dá para entender!!!
    A CIDADE SEDE DAS OLIMPÍADAS não tem local para o ÚNICO TIME DE VÔLEI DA CIDADE NA SUPERLIGA???
    Eu, no lugar da UNILEVER, retiraria o PATROCÍNIO, chega de PALHAÇADA!!! Investir num time para TER JOGOS DE PORTÕES FECHADOS SEM TORCIDA: NÃO DÁ!!!
    O Rio já não tem mais MASCULINO, ACABA O FEMININO TAMBÉM ENTÃO!!!
    O que não dá é pra ter jogo de PORTÕES FECHADOS!!!
    Para que serve um JOGO SEM PÚBLICO???
    Qual é a finalidade de UM JOGO SEM TORCIDA???
    Jogo sem torcida PERDE TODO O SENTIDO DE SER, NÃO DEVERIA TER ACONTECIDO!!!
    LIXO DE SUPERLIGA!!!
    LIXO DE CBV!!!
    LIXO DE ORGANIZAÇÃO!!!
    LIXO DE CIDADE OLÍMPICA!!!
    OLIMPÍADAS PRA QUÊ??? SE O ESPORTE ESTÁ CADA VEZ MAIS UM LIXO, NO FUNDO DO POÇO!!!
    REVOLTADA COM TODA ESSA CACHORRADA!!!
    O PRIMEIRO E ÚNICO MOTIVO DE TER OLIMPÍADAS NO RIO É DESVIAR DINHEIRO EM OBRAS SUPERFATURADAS, O ESPORTE MESMO ESTÁ UM LIXO!!!

  • Alaor

    Já é certo que o Rexona não vai usar o Maracanãzinho nessa temporada, só em uma provável final porque os custos são pagos pela CBV, o time tem um público de no máximo 2k no Tijuca, um péssimo custo benefício caso leve os jogos para uma arena maior e mais cara. Se o clube tivesse alguma identificação com a cidade, poderia fazer alguma parceria com a prefeitura para usar alguma de suas instalações como diversos outros clubes fazem.

  • “Doidinha por vôlei”

    O problema meu caro Bortoletto é que os “donos” do Maracanãzinho, cobram uma taxa absurda para que se faça uma partida de vôlei, averigue por favor quanto é que eles cobram do Rexona? Veja o exemplo do que eles fazem com o futebol, sugam os times do Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo, dando a eles umas migalhas e ficam com a parte do leão. Isto tendo o “consorcio”, aliás em tempo: os donas deste consórcio seriam algumas das mesmas empresas que estão nas denúncias da operação Lava a Jato” que arrendaram a perder de vista e a preço de banana o Maracanã e o Maracanãzinho? A única saída seria os clubes e as empresas construírem seus próprios Ginásios e Arenas.

  • Lilika

    Daniel, todos sabem que o Brasil é país da piada pronta, como diz o Simão né….então, surpreenda-se com isso não, a tendência é piorar (tudo feito nas coxas, com direito a muita grana desviada) kkkk

  • VOLLEY WORLD

    Onde anda o prefeito “Aparecido de Souza” Eduardo Paes? Por quê ele não aparece agora para ajudar o Tijuca T.C. E consequentemente também o Flamengo (basquete) e o Rexona (vôlei).
    Se eu sou o Bernardinho acabo com o time do Rexona – Unilever e pronto, até porque ele não precisa disto para viver. As favas este falido esporte na cidade que se diz Olímpica mas não é, e nunca será. Vão sim usar o Rio de Janeiro para fazerem uma Olímpiada para os estrangeiros. O carioca mesmo vai é ver pela televisão, igualzinho como se fosse em Londres ou em Pequim e o Legado com certeza, será ZERO! O prefeito só quer saber do Porto Maravilha, dos BRTS e mais nada. Povinho idiota que não sabe votar, dá nisso, dá-lhe Dudu!

MaisRecentes

Um líder por pontos ganhos. Outro por pontos perdidos



Continue Lendo

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo