Civitanova vence o Zenit Kazan após estar com 14-9 atrás no tie-break



Uma virada histórica marcou a abertura da segunda rodada do Campeonato Mundial masculino de clubes, na Polônia, nesta terça-feira.

O Civitanova, da Itália, superou o Zenit Kazan, da Rússia, após estar em desvantagem no tie-break por 14 a 9. Foram oito match points salvos no total (cinco seguidos) pelo time de Bruninho, Leal e Simon para fechar o jogo em 3 a 2, parciais de 20-25, 25-22, 24-26, 25-23 e 19-17.

Certamente uma virada que ficará gravada eternamente na memória dos envolvidos (para o bem e para o mal).

CONFIRAM O VÍDEO NO LINK.

O técnico Giampaolo Medei teve uma grande dose de colaboração, ao inverter o 5-1 com as entradas de D’Hulst (levantador belga, no saque) e Cantagalli (apethoposto de 2,01m, na rede), substituindo Sokolov e Bruninho, respectivamente, no 14 a 10.

Com erros de Ngapeth e Mikhaylov (um cada) e dois ataques pelo meio de Simon, o Civitanova chegou ao empate. Depois de trocarem pontos até o 17 a 17, Cantagalli quebrou o passe dos russos no saque, dando o match point para os italianos, que fecharam em um contra-ataque de Juantorena.

Bruninho comemora virada do Civitanova (FIVB Divulgação)

O triunfo deixa o Civitanova com duas vitórias no grupo da morte da competição e classificado para as semifinais, enquanto o atual campeão Zenit soma duas derrotas e está eliminado. A definição aconteceu após o jogo que fechou a rodada. De virada, e em mais um tie-break, o Fakel Novy Urengoy (RUS) derrotou o Belchatow (POL) por 3 a 2 e também se classificou.

Na última rodada, Civitanova e Fakel duelarão para definir primeiro e segundo colocados do grupo.

Com 22 pontos, Ngapeth foi o maior pontuador da partida, seguido de perto por Mikhaylov, com 21. Pelo Civitanova, o búlgaro Sokolov anotou 20, dois a mais do que Simon. Leal fez 15.

Para quem tinha cornetado a virada sofrida pelo Sada/Cruzeiro diante do Asseco Resovia (14 a 11 no tie-break), o que dizer do Zenit hoje?

LEIA TAMBÉM

+ Um papo com o técnico argentino Marcelo Mendez

 



MaisRecentes

Coluna: O Brasil queria receber os Pré-Olímpicos de vôlei. Mas…



Continue Lendo

Coluna: Minas e um dia histórico para o vôlei nacional



Continue Lendo

O tremendo desafio de Minas e Dentil/Praia Clube no Mundial



Continue Lendo