China se junta ao Brasil nas finais. No mais, pura indefinição



Terminados os jogos deste sábado do grupo principal do Grand Prix, mais uma vaga foi preenchida para a fase final.

A China, mesmo derrotada pela Sérvia, por 3 sets a 2, está garantida em Tóquio, sede da etapa decisiva. O time comandado por Lang Ping chegou aos 17 pontos, não podendo ser alcançada por ninguém.

Daí para baixo, a classificação para as finais é uma incógnita. Vejam:

Turquia, Sérvia e Rússia somam 13 pontos.  Em tese, a tarefa sérvia é mais fácil (que a ponta Kim não leia este post), já que encara a Coreia, já eliminada. Já turcas e russas farão confrontos diretos contra italianas e alemãs, rivais que ainda têm chances, já que possuem 12 pontos. Quem também está na briga é a seleção americana, outra que soma 12 pontos, e enfrentará a República Dominicana.

Com tamanho equilíbrio, é bem possível que a definição das outras duas finalistas aconteça nos critérios de desempate (sets e pontos average).

CLASSIFICAÇÃO

1 – Brasil – 23 pontos
2 – China – 17
3 – Turquia – 13
4 – Sérvia – 13
5 – Rússia – 13
6 – Itália – 12
7 – Alemanha – 12
8 – EUA – 12
9 – Japão – 10
10 – Coreia – 10
11 – Tailândia – 6
12 – República Dominicana – 3

 

 



MaisRecentes

Camponesa/Minas quebra longa invencibilidade em Osasco



Continue Lendo

Placar RedeTV!: Futebol 2 x 0 Vôlei



Continue Lendo

Dentil/Praia Clube e Sesc abrem vantagem



Continue Lendo