CBV anuncia transmissão de jogos pela internet



Um velho pedido dos fãs do vôlei foi atendido nesta quinta-feira. A CBV anunciou um acordo para transmissão de jogos pela internet.

A parceria da entidade com a empresa NSports criará o Canal Vôlei Brasil. E a primeira transmissão já acontecerá nesta sexta-feira, às 21h30, com Hinode/Barueri e Dentil/Praia Clube, pela última rodada da fase de classificação da Superliga Cimed Feminina.

Este será o único jogo via internet transmitido no feminino na temporada, já que todos os demais dos playoffs estarão nas grades de SporTV, RedeTV! e Globo (apenas decisões). Os demais neste ano serão pelo torneio masculino. O contrato prevê a transmissão de toda a temporada 2018/2019 nos dois naipes.

internet

Transmissão via internet é mais uma oportunidade no Brasil (Divulgação FIVB)

MOTIVOS

Segundo nota oficial, a “iniciativa da CBV aconteceu devido à baixa procura dos clubes da Superliga por viabilizarem as transmissões online. Antes do início da temporada, a entidade passou essa premissa aos participantes e, no entanto, apenas Minas, Copel Telecom Maringá e Sesc se valeram deste direito”.

Além da explicação oficial, existiu também uma forte pressão nos bastidores após os cortes na transmissão da RedeTV! em algumas rodadas, algo que causou um tremendo mal-estar. Nesta temporada também começou a valer um novo contrato com o SporTV, com diminuição na receita para a CBV e consequentemente uma abertura maior para a entidade flexibilizar as transmissões.

– A CBV deu liberdade a todos os clubes de fazerem as transmissões, conforme reivindicação deles próprios. Ao notarmos que existia uma dificuldade, buscamos viabilizar, através de uma parceria, uma forma de transmitir os jogos, dando, assim, visibilidade ao vôlei e aos nossos torcedores a chance de ver o maior número de jogos possível – disse Radamés Lattari, diretor executivo da CBV.

Depois de algumas experiências com pouco êxito nos últimos anos, a CBV busca sanar com o acordo uma das principais reclamações dos fãs/consumidores do vôlei brasileiro. É esperar e ver se o tiro será certeira desta vez.

 

 



MaisRecentes

O “Fora, Bolsonaro!” virou mais um incêndio



Continue Lendo

12 anos. Mas parece que foi ontem em Pequim



Continue Lendo

Unir concorrentes mostra o tamanho de Rodrigo Rodrigues



Continue Lendo