Caso Michael: reflexões sobre vôlei e a sociedade em que vivemos



Na coluna Saque deste domingo, 10 de abril, no LANCE!, um balanço geral sobre o assunto Michael, algo delicado e que merece um debate.

Michael. Nome que o torcedor pouco especializado no vôlei talvez nunca tivesse ouvido falar antes do início da última semana. Hoje, ele virou sinônimo de defesa contra o preconceito. A bandeira colorida ganhou um rosto, alguém para se identificar na luta de grupos cada vez maiores contra tabus que a sociedade pseudo-moderna ainda possui em suas raízes.

É delicado escrever sobre o assunto e qualquer vírgula fora do lugar pode gerar uma distorção de quem está lendo. Assim, apesar de o espaço maior do que o normal, vou me ater ao vôlei, com experiências que vi e vivi em mais de uma década de profissão.

Foi válida a campanha que o Vôlei Futuro resolveu abraçar. As ações de marketing para o jogo de ontem contra o Sada/Cruzeiro foram pontuais e bem sucedidas. O líbero Mário Júnior com uma camisa nas cores do movimento homossexual, gandulas vestidos de rosa, mesma cor dos “bate-bates” que a torcida empunhou nas arquibancadas do Ginásio Plácido Rocha, além de um bandeirão de luta contra o preconceito. Perfeito.

Mais do que isso, louvável a coragem de Michael ao assumir ser gay perante o público em geral, algo que o mundo do vôlei já sabia há vários anos. A opção do atleta nunca impediu que fosse titular do extinto Banespa por várias temporadas, que tivesse chance de treinar com a Seleção e hoje estivesse em um dos clubes que mais investem no vôlei.

Também é fato de que parte da torcida do Sada/Cruzeiro passou dos limites, no jogo em Contagem, na tentativa de desestabilizá-lo com xingamentos preconceituosos. Discutir uma punição também é válido, desde que passe a ser empregada sempre que isso acontecer. E, para mim, o problema está aqui. O que aconteceu na Região Metropolitana de BH é comum em várias cidades. Nesta semana, procurei ouvir atletas que já atuaram com Michael. E até em Araçatuba, palco da bela festa em defesa da igualdade ontem, ele já foi xingado anos atrás.

O que quero dizer é que não existe uma torcida preconceituosa, como quiseram rotular os cruzeirenses durante a semana.  Existe um país que não sabe lidar com as diferenças. Existe muita gente influenciável pelo cara que está ao lado. Se ele grita “bicha”, desencadeia uma onda ao seu redor, muitas vezes inflamada pela paixão cega pelo time local. E é assim, infelizmente, no vôlei, no futebol, no basquete, no handebol…

Espero que ninguém chegue até esta parte do texto acreditando que eu apoio o preconceito. Só procuro ser justo, evitando generalizações. E nisso Sada/Cruzeiro e Vôlei Futuro erraram durante a semana. Troca de acusações sobre questão pontuais, como falta de lugar marcado no ginásio para ver o jogo, dificuldade para conseguir horário para treinar na casa do rival, falta de educação de integrantes das equipes, suposta falta de segurança. Intermináveis notas oficiais, que escancaram ao público que o vôlei, esporte que se orgulha por ser um dos mais profissionais do país, ainda trata muita coisa com amadorismo.

Por fim, o jogaço de ontem teve Michael como melhor em quadra e vitória do Vôlei Futuro. Que no terceiro e decisivo duelo, a gente fale apenas do duelo em quadra.



  • João

    Não poderia ter escrito melhor. Perfeito!

    • Elissandro

      Legal. Mas a questão de assumir ser gay ou não não tem nada a ver com voley. Assim como uma virgula causa distorção, um grito de torcida tambem causa. Imagina se um juiz resolver acionar na justiça ou reclamar de preconceito toda vez que chingarem ele.

      E porque só contra gay existe preconceito. Parece até que a palavra “preconceito” só existe pra de gays…

      • ivon

        Uma coisa eu não entendo. O cara veio a publico e disse que é bicha. Depois acha ruim que chamam ele de bicha. Tenha dó né.
        Lembrando, na natureza não existe 3º sexo. Ou alguem aqui já viu leão catando leão ?

        • guilherme

          de onde foi que tu tirou esta informação? deve ser daquela sua igreja que cobra 10% de dízimo.
          vá pesquisar, ignorante.

          • gabriel

            a se vc ñ tem religiao, pelo menos respeite a dos outros.

        • Tiago

          Sim Ivon, na natureza existe homossexualidade e leão “cata” leão sim. Estude antes de falar pra não pagar mico!

          • ivon

            Eu nunca vi nenhum animal ceder a rosca para outro na natureza. Vc viu, manda uma foto para provar ou um link .
            Deus criou Adão e Eva, ou vc vai dizer que criou Adão e Ivo tambem. O sexo tem como primeira caracteristica a perpetuação da especie, portanto so vou achar normal dois homens juntos quando um engravidar o outro, fora isso é aberração.
            Desde que façam suas relações dentro de suas casas eu não tenho nada com isso, mas se eu ver dois homens se agarrando no meu portão vai ter porrada com certeza.

          • Mineiro

            Prezado Ivon:

            estou mandando um link sobre uma reportagem de capa da Superinteressante sobre a homossexualidade no mundo animal (tem a foto que você pediu e texto). Nestes tempos de internet é muito conveniente procurarmos pesquisar antes de emitirmos opiniões infundadas.

            http://super.abril.com.br/ciencia/atracao-iguais-438033.shtml

        • Arthur

          Ivon, não sei se você sabe mas além da explicação religiosa, a ciência está aí para explicar a espécie humana. Antes mesmo de aparecer a religião cristã, já havia relações entre pessoas do mesmo sexo na Grécia e na Roma Antiga. O sexo não serve só para perpetuação da espécie, a humanidade busca isso pelo prazer também, isso é uma das coisas que nos difere de outros seres. Se você não gosta de homem é problema seu, mas a opção sexual de cada deve ser respeitada acima de tudo. Até porque isso é uma opção particular e não envolve afetar ninguém. Se alguém dissesse para você que fosse um pedófilo, ladrão, corrupto ou coisa parecida aí sim você deveria se sentir um repúdio, mas se isso realmente te incomoda talvez o primeiro a se reprimir seja você mesmo.

          Se libera garoto!

          • ivon

            tudo que foge a ordem natural das coisas é doença, igual aos pedofilos. ciencia deveria procura uma vacina ou coisa semelhante.

      • Tiago

        A palavra preconceito não existe só para gays. Já se discute racismo no futebol há mtos anos. Sem falar outros tipos de preconceito fora do esporte. As mulheres, por exemplo, ganham menos que homens para exercer a mesma função. Esses são só alguns exemplos.

      • Moreira

        A palavra preconceito existe para dimensionar o grau de burrice humana. Voce colocar sexo, cor da pele, massa corpórea, estética, etc.. acima do caráter de uma pessoa, é burrice.

      • Elvis

        Elissandro, o fato não é acionar a justiça toda vez que alguém sofrer OFENSAS!

        É muito diferente ofender um juiz por erros cometidos POR ELE e que afetem O JOGO, do que ofender alguém por ser gay, o que é algo pessoal, e como eu e a ciência acreditamos, natural.

        Vc foi totalmente incoerente com sua opinião.

    • Geraldo

      Concordo com tudo que está escrito, porém acho que esta”luta por igualdades”, está se tornando, uma verdadeira, apologia ao homosexualismo. Resprito e muito qualquer opção sexual. Convivo com gays e lésbicas e graças a Deus,tanto eu quano minha familia fomos respeitados por eles. Portanto, repito não tenho nada contra.

      • Elvis

        Não há como fazer apologia à homossexuaLIDADE (esse é o termo certo, porque o sufixo “ismo” indica doença), caro Geraldo. Os desejos sexuais são sentidos despertados naturalmente. O Sr., como heterossexual, já se imaginou se relacionando sexualmente com um homem? Pois bem, nada pode desviar os seus desejos INSTINTIVOS. O que eu posso dizer é que, com a luta GLBT em foco, as pessoas podem se sentir ENCORAJADAS a assumir o que realmente são. E isso é muito bom. O ruim é ficar escondido embaixo de um casamente hétero, ou embaixo de uma batina!

  • magno

    Tenho o pensamento semelhante ao que voce escreveu ..não apoio exageros nos XINGAMENTOS (não homofobia, Lucão e outros jogadores tambem foram chingados em Contagem), desprezei os palavrões dos Azuis..Gostaria apenas de ter a opção da escolha , uns gostam do Verde outros gostam do Preto , eu gosto do Azul…pareço ultrapassado e preconceituoso…mas gostaria apenas de ter a minha opinião a respeito de determinado assunto ou pessoa respeitado …podem não concordar comigo, mas me respeitem , assim como eu respeito MICHAEL e suas opções , mesmo não concordando com elas e entendendo que minha opinião não deve ter o menor interesse para ele…Apenas exijo o direito de gostar do AZUL , assim como é direito de qualquer um gostar do ROSA…POSSO!!???

    • Elissandro

      Ok. Magno. Matou a pau!!!

    • Moreira

      Magno, a pessoa não opta pela sua sexualidade. Ela se desenvolve desde a infância, mas muitos não percebem ou não querem perceber. Portanto, o termo mais correto seria “preferência sexual”.

      • gabriel

        xingar e com x

  • pamela

    O é ele num e Viado ,tá reclamando do que Deus fez homem e mulher ,não fez homossexual, agora fica ai reclamando ,droga vira homem e pronto.

    • Moreira

      Pamela, de onde foi que voce tirou isso? Além de escrever errado é preconceituosa.

  • carlos

    realmente foi lamentável o ocorrido, a manifestação de preconceito. Somente queria criticar a postura da imprensa. O fato ocorreu em uma sexta feira, e o jogador se manifestou na terça. De sexta a terça ninguém da imprensa falou nada, somente tomaram parte no ocorrido após o jogador vir a público e demonstrar seu descontentamento. Quer dizer que se ele nada falasse teria a torcida se postado de maneira exemplar? Pq vcs da imprensa até entao ficaram calados? Bando de hipócritas…

    • Daniel Bortoletto

      Se costumasse ler o LANCE! e o LANCENET!, você teria lido bem antes dos outros, Carlos.

  • Henrique Luiz

    O PROBLEMA É QUE MISTURARAM ESPORTE COM OPÇÃO SEXUAL…CADA UM TEM SUA OPÇÃO O QUE NÃO PODE É TENTAR IMPOR AOS QUE NÃO SÃO GAY QUE SER GAY É NORMAL…NÃO É E NUNCA SERÁ..POR OUTRO LADO QUEM SE ASSUME É PROBLEMA OU NÃO DELE…. EU NÃO TENHO O DIREITO DE JULGAR NINGUÉM..MAS TENTAR IMPOR COM PASSEATAS E REAÇÕES FORTES QUE É UM FATO NORMAL SER HOMOSEXUAL….NÃO ACEITO !!!

    OBS: RIDICULA A MANIFESTAÇÃO DA TORCIDA DE MINAS EM EXPOR DE FORMA RIDICULA O RAPAZ, PIOR FOI A TORCIDAS DO VOLEI FUTURA EM COLOCAR UMA BLUSA ROSA EM APOIO AO MESMO RAPAZ.

    • Moreira

      Henrique, ninguém opta em ser gay ou hétero. Quanto à normalidade, é normal sim e as passeatas existem porque existem pessoas como voce, que exaltam, mesmo de forma enrustida, a homofobia.

      • Henrique Luiz

        O moreira estou perplexo pois sempre achei que era uma opção, se não é, a partir dos seus depoimentos e da sua parcialidade, vou considerar a partir de agora como DOENÇA e das graves. Pode falar o que quizer NUNCA SERA NORMAL, JAMAIS SERÁ NORMAL …..quanto ao enrustido vc esta completamente equivocado, a constituição brasileira me garante o direito de opinião e baseado nela eu não compro nada gay,não leio nada gay, não vejo nada gay e ainda voto do big brother contra qualquer gay…é simples. Agora se vc que ser o defensor dos gay…problema seu, esse assunto é muito insignificante.Passeata é pura afirmação para fazer valer a vontade de uma pequena minoria em detrimento de uma maioria esmagadora, querendo tornar a regra em excessão.Só concordo com o Bolsanarro quando ele diz que esta se linchando para o movimento gay……..Não responderei mais qualquer outro comentário seu .

        • Elvis

          Henrique, você é extremamente ignorante quanto a esses assuntos. A homossexualidade é normal, sim, visto que no REINO dos ANIMAIS IRRACIONAIS ela também acontece, o que significa que instintos sexuais em suas diversas manifestações (homo, hétero, bi, pansexualidade, etc.) são naturais e não tem nada a ver com escolhas. Ninguém acorda de manhã dizendo “à partir de hoje eu quero ser gay” e ao contrário também não acontece. As passeatas servem pra lutar a favor da igualdade de direitos, assim como os negros lutaram, assim como as mulheres lutaram. Sua postura, além de preconceituosa, é retrógrada e ignorante.

          Quiser se escreve com S e não com Z.

  • Diego Pitrelli

    Sou Cruzeirense e não apoio a atitude da torcida!

    E só tenho uma coisa a dizer sobre esse rapaz, ele é um OPORTUNISTA!

    Esse rapaz foi o mais fundo que um esportista pode chegar qdo perde, desviou o foco de sua derrota, pára uma outra situação. Ele mesmo disse que sofreu esse tipo de abuso contra duas equipes antes da nossa, e só resolveu falar qdo lhe foi conveniente, qdo ele poderia tirar algum proveito! E o seu time o Voley futuro, O CAMPEÃO DE CONFUSÕES NA SUPERLIGA, foi na onda!

    Um recado ao Michel…Vc pode ser gay nenhum preconceito qto a isso, mas suas atitudes ainda tem que ser de homem! Pra ter respeito a gente tem que se dar ao respeito, e vc não fez isso!

  • Montezumas

    O mundo está muito chato. O mundo politicamente correto então é a coisa mais insuportável do mundo. Nem mais xingar a torcida pode. Paga ingresso, tem direito de se manifestar.

    Achei ridícula a repercussão do caso. Quantas vezes jogadores de futebol foram hostilizados pela torcida adversária. Levantar a bandeira do preconceito por causa de um corinho de torcida é o fim da picada. Babaquice no mais alto grau.

    Bons tempos em que o atleta era hostilizado e respondia com um baita desempenho. Hoje vai pra TV choramingar.

    • Elvis

      Hostilizar e xingar um jogador, ou juiz realmente é algo normal, Montezumas. Normal quando isso é feito julgando o que ele fez ou faz NO CAMPO, NA ARENA, NA QUADRA.

      Julgar ou xingar um jogador, ou juiz por sua COR, RAÇA, RELIGIÃO, OU ORIENTAÇÃO SEXUAL, foge de tudo o que é saudável e não tem NENHUMA relação com o motivo pelo qual se vai assistir a partida: O ESPORTE.

      Me desculpe, mas seu comentário não tem coerência alguma!

  • Pedro Carbone

    OLHA SÓ,NÃO TENHO PRECONCEITO ALGUM,MAS CA ENTRE NÓS,O CARA PODE TER A OPÇÃO SEXUAL DELE, E PROCURAR ENTRAR EM QUADRA PARA O JOGO, COM MENOS PINTA DE GAY POSSIVEL,COMO FAZIA ANTERIORMENTE. VOCÊS QUERIAM O QUE DA TORCIDA??? SÓ PODIA DAR NO QUE DEU,POIS POR MUITO MENOS,OU ATÉ MESMO PARA ZOAR A PESSOA, JA SE CHAMA JUIZ,JOGADORES E BANDEIRINHAS DE VIADO, QUE É MUITO MAIS PESADO, AGORA VOCÊS IMAGINEM, UM JOGADOR COM AQUELA PINTA DE BICHA, QUE ESTAVA O MICHAEL. É MAS OU MENOS POR AI!!! E TEM OUTRA, O RICHARLISON QUE FOI JOGADOR DO SÃO PAULO, ERA CHAMADO DE VIADO QUASE TODOS OS JOGOS, ATÉ MESMO BICHARLISON CHAMAVAM O RAPAZ, E ELE NUNCA DEU PITI CONTRA A TORCIDA. TO ACHANDO QUE O TAL MICHAEL, ESTAVA QUERENDO ERA UM POUCO DE APARIÇÃO NA MIDIA. ACHO TAMBÉM, QUE CERTOS CASOS, TEM QUE SER TRATADO COM MENOS HIPOCRISIA. E MAIS UMA COIZINHA, SE FICAR COM ESSE NEGOCIO DE BANDEIRINHAS COLORIDAS,E GANDULA COM CAMISA ROSA,VÃO TRASFORMAR O JOGO DE VOLEI JOGO DE GAY!!!

    • ivon

      e jogo de volei é o que ? aqueles “encontrinhos” com tapinhas na palma da mão que eles dão depois de um ponto não é meio estranho ?

    • Elvis

      Pedro Almodóvar tem uma frase incrivelmente verdadeira e que responde à sua afirmação: “Quanto mais nós nos parecermos com o que sonhamos que somos, mais autênticos seremos”.

      Corte de cabelo, ou qualquer outra coisa não tem nenhuma relação com o esporte. Cada um deve ser do jeito que se enxerga e ninguém tem o direito de tornar relevante ou querer mudar o estilo ou o jeito de ser do outro. Sua liberdade NUNCA pode tomar o espaço da minha. Isso é ética.

      Existe um lutador croata que é assumidamente gay e dá muito orgulho pra sua torcida. Particularmente não vejo trejeitos tipicamente homossexuais nele, mas isso é um fator pessoal!!! Vc não pensa no jeito como anda ou se comporta corporalmente. Pessoas com gestuais mais espalhafatosos também não! Isso é intolerância.

      Por muito menos chamam-se juízes ou jogadores de “VIADO” porque o termo já está enraizado na cultura brasileira como algo RUIM. É a mesma coisa de chamar alguém de “Mulherzinha”, virou um termo símbolo de fragilidade emocional. Pense no que vc fala.

      E o fato de o Richarlison nunca ter se posicionado é uma OPÇÃO. Errada na minha opinião.

  • MARCIO R SILVA

    O cara assume a viadagem e se ofende por que ? É uma tremenda inversão de valores os movimentos gays querendo impor o homossexualismo e tentando criminalizar quem não aceita.
    Na natureza o normal é macho e fêmea: não existe terceiro sexo. Deus só criou Adão e Eva! E não
    Adão, Eva e mais Um/Uma.

    • Moreira

      Márcio, realmente não existe o terceiro sexo, pois se existisse teria o quarto sexo, que é o heterosexual, ou seja, homem mulher, gay e heterosexual. Lembro-lhe que na natureza, os animais machos copulam normalmente entre eles. Um bom exemplo disso são os cães, ou seja, eles são bissexuais e não há nada de gay nisso. é só sexo.

  • Carlos André

    A meu ver, estão dando uma importância muito exagerada a este assunto…
    É da cultura do Brasil esse costume de xingamentos que, mesmo discordando, não vejo como preconceito; esses palavrões ocorrem desde os primórdios do esporte coletivo em nosso País e a torcida vai continuar provocando e mostrando o seu descontentamento com qualquer pessoa. A massa, quando xinga o juiz de futebol ou a mãe dele, o bandeirinha, algum jogador, o técnico e os torcedores adversários, está pouco se lixando para o que o indivíduo faz fora do estádio ou qual a sua opção sexual; o público se manifesta, positiva ou negativamente, de acordo com o acontecimento, onde tudo, faz parte do espetáculo. No mais, se chamar um cidadão hétero de bicha é normal em eventos esportivos, o que há de errado em se referir a um baitola assumido?
    Ele deveria é ficar orgulhoso já que conseguiu chamar a atenção e dar o seu showuzinho… Tenha paciência!!! O cara está ali para jogar voleibol ou divulgar sua sexualidade? Qualquer coisinha agora é motivo para fazer apologia a essa bandeira de liberdade de expressão, mundo moderno e todo esse bla-bla-bla. Que cada um faça da sua vida o que achar melhor, mas que não venha fazer propaganda de uma suposta normalidade que não existe, pois a mesma, é PRECONCEITO com a FAMÍLIA.

  • Rogério

    Um país é subdesenvolvido quando a maioria de sua população também é subdesenvolvida educacionalmente. É notória a falta de educação das pessoas em geral, com raras exceções.
    São casos e mais casos de bullying nas escolas, racismo, homofobia, preconceito contra deficientes físicos, obesos, mulheres…Todo aquele que não se enquadra no “modelo” imposto pela sociedade, dela será violentamente excluído e discriminado. Não é de se espantar como um deputado como o senhor Bolsonaro consiga se eleger…Afinal ele representa milhares de bolsonarinhos brasileiros de direita, cheios de ódio e preconceito no coração contra negros e gays, com saudades da ditadura e da tortura.

    Porém, da mesma forma que o Brasil está se desenvolvendo, formando o grupo dos BRICs, G-20, creio que, aos trancos e barrancos, a sociedade evoluirá para não perder o bonde. Lembro-me que poucas décadas atrás, uma mulher divorciada era estigmatizada por todos e hoje virou algo “normal”. Sexo antes do casamento também era assim, se uma menina perdia a virgindade antes de casar era um vexame para a família e hoje isso diminuiu bastante. Aos poucos os tabus e preconceitos tendem a diminuir, à medida que as pessoas percebam que todos merecem respeito e haja a devida reprovação social aos excessos bolsonarianos.

    Leio sempre nos comentários de foruns, opiniões daqueles que dizem que jamais acharão normal os gays, que têm o direito de não achar legal e que os gays não devem se ofender quando são chamados de gays. Pra mim, opinião todo mundo tem a sua e deve continuar assim. Vivemos em uma democracia para isso. Ninguém deve ser obrigado a concordar ou a achar bonito. O que deveria existir é a tolerância, o respeito e a não discriminação.

    Para quem diz ser normal um gay ser xingado de gay, basta utilizarmos outros exemplos para elucidar a questão. Se alguém é obeso, ela tem que aceitar ser ridicularizado por isso ?
    Se alguém é negro, ele tem que gostar de ser chamado de macaco, de negrinho ?
    Um deficiente físico tem que achar normal ser chamado de perneta, manco ?
    O que falta a muitos é o mínimo de civilidade, de amor ao próximo, de não fazer com os outros aquilo que não gostaria que fizessem contigo.

    • Moreira

      Rogério, concordo em gênero, número e grau com o seu comentário.

    • magno

      Concordo com voce..digo apenas que se eu não escolher o Rosa eu não devo ser taxado de intolerante, apenas tenho uma opinião contrária…posso não concordar com alguem e ser seu melhor amigo(para min isso é possivel)…não posso é querer obrigá-lo a ser e pensar como eu penso.
      Quanto ao modelo imposto, ele é muito mais por parte da imprensa(filmes , revistas, novelas e internet), do que imposição da sociedade…….Afinal , um dos mais injustiçados da História , mesmo após 2010 anos continua sem espaço para se defender(assim como Gandi, Luther king , Madre Tereza ……………………………….

  • Eu fico imprecionado com a sociedade hipócrita que vivemos, se você matar um animal fica tres anos preso sem fiança. um animal tem mais valor que um ser humano. No caso do homosexualismo a maioria tem que se curvar diante da minoria. Não tenho preconceito só que eu acho que tem coisas que não podemos deixar que aconteça: como gays adotarem crianças. Tudo é questão de limites é isso que esta faltando em nosso país. Hoje tudo que passa na midia não passa de um insentivo a essas praticas.No caso do jogador devemos agir com naturalidade e respeito.Só que deve existir um limite e bom senso. Sabemos que é dificíl mas tudo é questão de educação.

  • oscar

    É por isso que eu bebo.

  • Mineiro

    Existe uma torcida organizada do Cruzeiro assumidamente formada por gays, a “Rosa Azul”. qual será a opinião dos membros dessa torcida diante deste episódio?

    Sem querer parecer preconceituoso, mas a torcida do Galo Mineiro sempre cantou que na torcida do cruzeiro só tem gays, a famosa “Bicharada”…

  • Nossa, como existe gente burra! n vai na onda de tudo que padre e pastor fala. Se o cara é gay isso é com ele. Agora, por que eu sou negro isso dá o direito de vc me chamar de negro de m…? um pouco de estudo sempre é bom para entender a natureza melhor e n falar besteira. outra, penso que Deus não inventor nada melhor do que mulher mais quem n gosta melhor pra mim. agora vou respeitar suas escolhar. vão ler Voltaire e virar gente.

  • jorge castilho

    Olha eu concordo que xingar em um jogo é uma coisa meio idiota, seja qual for o xingamento, pois cada torcida deveria torcer para o seu time e é claro que poderia usar de outros métodos para tentar atrapalhar a equipe adversária. Contudo quando se reune um multidão é impossível não fazer parte de ações influenciadas pela multidão. Todos que gostam do esporte tiveram seu aprendizado cultural esportivo vindo do futebol, onde se xinga, usa-se métodos questionáveis para intimidar o adversário e muitas outras coisas. No caso do Michael, eu não acredito que conscientemente a torcida teve a intenção marginalizá-lo por ser gay, mas acredito que simplesmente queria intimidá-lo como jogador, para poder tirar proveito disso. Acho que foi uma grande bobagem ele vir a público tentar transformar isso tudo em uma bandeira a favor do homossexualismo, creio que não houve preconceito, pois tenho certeza de que se no ano que vem ele se transferir para o Cruzeio esta mesma torcida vai torcer por ele e defendê-lo com todas as letras. Eu sou contra a discriminação, acho que ninguém pode ser avaliado pela sua opção sexual, mas também acho que toda pessoa pode concordar ou não com isso, embora deva respeitar a pessoa e não diminuí-la por causa disso. Alguém pode ser um grande ser humano e ser hétero ou gay, mas nunca pode exigir que as pessoas batam palmas para a sua escolha, as pessoas podem concordar ou não e tem o direito de dizer isto, porém sem ofender ou desrespeitar. Acho que esporte é mais importante do que levantar a bandeira da homosexualidade no esporte disfarçada de luta contra o preconceito é na verdade um “marketing de aproveito”- se aproveitar da situação para se promover – porque a luta contra o preconceito vai também pela valorização da mulher que também no volei ganha menos que o homem, contra o racismo, contra a verdadeira discriminação do deficiente físico, enfim isto é uma tramenda aproveitação por parte do Michael e do Volei futuro. Acho que a resposta da torcida do Cruzeiro deve ser ignorá-lo e fazer um pacto com os jogadores de não deixar esta vaga à final escapar de forma alguma.

  • Claudio

    O cidadão assume que é bicha, certo??
    Depois esse mesmo cidadão, diz que se sentiu ”ofendido” , por ser chamado de bicha…
    Tenha dó… Quer ser chamado de que???
    Existe algum nome ”científico” ??
    Isso foi coisa de jogo… De torcida. Vivemos em um país que ”por enquanto” ainda é livre. Cada um faz e pensa como quiser, apartir do momento que quiserem forçar que a população aceite tudo e qualquer coisa, dexaremos de ser livres. Viva a liberdade de expressão…

    • Rogério

      Para quem diz ser normal um gay ser xingado de gay, basta utilizarmos outros exemplos para elucidar a questão. Se alguém é obeso, ela tem que aceitar ser ridicularizado por isso ?
      Se alguém é negro, ele tem que gostar de ser chamado de macaco, de negrinho ?
      Um deficiente físico tem que achar normal ser chamado de perneta, manco ?
      O que falta a muitos é o mínimo de civilidade, de amor ao próximo, de não fazer com os outros aquilo que não gostaria que fizessem contigo.

  • jaderson

    JÁ TIVEMOS MUITOS PROBLEMAS POR CAUSA DE PRECONCEITO CONTRA RAÇAS, OPÇÃO SEXUAL, ETC.. OU ALGUEM CONSEGUE ESQUECER DO NAZISMO… AÍ VÃO DIZER: “ORA, JADERSON, NÃO CHEGA A TANTO!”..
    GOSTARIA DE LEMBRAR QUE TODA AQUELA BARBÁRIE COMEÇOU ASSIM, COM PEQUENOS GRUPOS DEFENDENDO IDÉIAS ABSURDAS DE UMA PSEUDO-SUPERIODADE, DEVIDO A SUA RAÇA OU PREFERÊNCIA SEXUAL…CUIDADO PESSOAL… VAMOS RESPEITAR A OPINIÃO DE TODOS….
    PODEMOS ATÉ NAO CONCORDAR, MAS TEMOS A OBRIGAÇÃO DE RESPEITAR…
    PRECONCEITO NÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • MARCOS ANTONIO

    ENGRAÇADO É A TORCIDA DO CRUZEIRO CHAMÁ-LO DE BICHA, LOGO A TORCIDA CELESTE É POPULARMENTE CONHECIDA COMO OS “MARIAS”
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    FALANDO SERIO EU ACHO ISSO TUDO UMA PALHAÇADA, O PRECONCEITO EXISTE EM TUDO QUE É AREA
    CHAMAR UM GORDINHO DE GORDO, UM MAGRO DE MAGRELO, UM BRANCO DE BRANQUELO, UMA LOIRA DE BURRA E TANTOS OUTROS…
    O PROBLEMA É SE SENTIR DISCRIMINADO……SE O CARA ASSUMIU SUA HOMOSSEXUALIDADE ELE TEM QUE ESTAR PREPARADO PARA OUVIR ESTE TIPO DE COMENTÁRIO……
    OU ENTAO QUE NÃO ASSUMISSE, QUE FICASSE DENTRO DO ARMÁRIO…

  • Infelizmente casos como esses, acontecem aqui no Brasil. Tomara que a punição seja grande para o Cruzeiro. Que exemplo, de não ao preconceito, racismo, homofobia, deu a torcida do Vôlei Futuro, fenômenal, parabéns ao VF.

    http://esporteeesportistas.blogspot.com/. Acessem meu blog sobre esportes. Basquete, com a NBA e o NBB, Fórmula 1, Moto GP, Tênis, Natação, Vôlei, Handebol, NFL, Rugby, MLB, NHL, MMA, Judô e muito Futebol. Principais campeonatos nacionais, Champions League, Europa League. Acessem, divulguem e comentem.

    • magno

      Voce tem certeza que não havia preconceituosos na torcida Rosa????……….e todos da torcida Azul eram ??????
      Nãaao foi mais uma onda tanto lá como cá??????????

  • rafael

    Na moral, quem concorda com a homossexualidade se não só os próprios?
    Outra coisa: Quem gostaria de ter um filho (a) gay?
    Vocês naturalmente já presenciaram uma cena do tipo!
    Estamos sendo ENTUBADOS com essas coisas pela mídia, estão querendo acabar com as famílias,
    com a instituição do casamento (digo normal: homem e mulher), estamos engolindo sapos para que outros engulam cobras e aranhas…. ISSO TEM QUE PARAR!
    Hoje vejo uma juventude sem educação, sem compromisso e destruída pela LIBERDADE!
    INFELIZMENTE o ser humano não sabe ser livre, e acabará em pouco tempo se destruindo!

  • claudinei

    este michel e um fanfarrao vai jogar volei

  • pereira

    Ao que parece, o Brasil de hoje vive uma onda de liberalidade. Temos que liberar a maconha, a cocaína, a viadagem e o lesbianismo. Onde iremos parar com essa “sociedade esclarecida” que defende esa baderna? Se o cara é bicha e a torcida grita “bicha, bicha” ele tá se ofendendo por que? Quem escolhe essa “opção” tem que assumir também as consequencias de sua escolha. Se ele não quer ser chamado de bicha, de viado ou de qualquer outra coisa que o “humilhe” que se mude do Brasil. O país ainda é muito “família”. Na europa já existe liberalidade total. O que se vê na mídia de hoje é um movimento arquitetado para que se aprove um projeto “anti-homofobia”. Projeto este que visa tão somente dar privilégios á uma classe que quer se promover. Para combater a vilencia já exisem o código penal e o civil. Não precisamos aprovar essa aberração. Eu jamais vou aceitar homossessualismo como normal. E não estou falando de igreja. Estou falando de família. Essa é a MINHA opinião e quero respeito por ela. Esse negócio de ter que aceitar as diferenças é para tentar nos empurrar de goela abaixo uma coisa que não aceitamos. não á violencia contra os gays e não á violencia contra minha opinião.

  • Fabio

    Perfeito…sem mais palavras…e vamos ao terceiro jogo…
    só uma observação…moro em araçatuba e acompanho o VF desde que começou o projeto, sem os astros que temos hoje aqui…e sem um time tão competitivo…e me lembro bem quando tínhamos alguns classicos como VF x Banespa…que tinha um belo time onde jogava Michel!!! e é sim verdade que sempre tem alguns que passam dos limites e gritam palavras de cunho preconceituoso…mas como ele mesmo afirmou eram sempre algumas pessoas somente e nunca um ginásio inteiro…
    Em Contagem, foi possível observar na transmissão além dos gritos, também gestos…uma imagem me marcou…numa das cenas duas “senhoras” (pelo menos aparentavam ter mais de 40 ou até 50 anos) mostravam o dedo médio em direção a quadra…
    Acompanho outros esportes e isso é muito corriqueiro em campos de futebol, e com senhores…na maior parte das vezes…

  • pereira

    Se o jadersom visse o conteúdo do projeto de lei (PL122) veria quem é que quer se tornar superior. Veria o que é preconceito. Não concordo com a violencia contra os homossessuais, pois são seres humanos como qualquer um, porém temos nossas próprias leis para punir qualquer violencia contra qualquer pessoa. Essas leis são o código penal e o civil.

  • pereira

    Por que quando se fala em gay, sempre estão tentando incluir os negros na história, alegando preconceito? Uma coisa é não aceitar a homossessualidade, e outra coisa é não aceitar a cor. DEUS criou a raça humana(brancos, negros, amarelos e vermelhos) e somos todos iguais. Agora achar que gay é uma raça já é demais. Eu teria o maior orgulho de ver uma filha minha casada com um negro, mas daí á achar normal que ela se case com outra mulher vai uma distancia sem tamanho. Não confundam as coisas. Um casal se forma com um homem e uma mulher. O que passa disso é baderna.

  • Tudo o que se tem falado é muito importante,porém uma coisa precisa ser dita,o que realmente falta para nós considerados ser “evoluidos”é respeito,educação,sensibilidade para com o nosso semelhante,ninguém tem o direito de discrimir ou repudiar a vida alheia,podemos sim emitir opiniões contrário porém sempre respeitando o direito de ser o que nós quisermos,diferente do animal que nasce com seu instinto pronto,nos chamados de animais racionais,podemos fazer escolhas e isso só diz respeito a nós,vamos RESPEITAR a vontade e o direito de ser GAY!

  • pereira

    O michael é a geyse arruda das quadras. Quer se promover e chamar a atenção para esse movimentozinho idiota dos homossexuais, apoiado pela rede globo, para que se aprove esse projeto ridiculo (PL122), desengavetado pela baderneira mor, marta suplicy. Eu exijo que minha liberdade de expressão seja respeitada. Sou contra a violencia contra qualquer pessoa (gay ou hétero), mas eu não apoio viadagem, isso é um direito meu e ponto final. Se o cara é gay, que seja mais discreto na sua homossexualidade. O país ainda é o Brasil.

  • Claudio

    Isso que eu quis dizer no meu comentário anterior. Segundo a (pl122), estão querendo nos obrigar a aceitar, concordar e aplaudir esse tipo de coisa.A raça DEUS criou, sim, com certeza. Agora, essa baderna que esta aí, não!! Daqui a pouco, não teremos mais família, casamento entre CASAIS, esse negócio ai, respeito, mas exijo meu direito de achar se é certo ou errado. E estão querendo nos calar, isso sim é um desrrespeito. Digo e repito, Não.. a lei da mordaça. VIVA a liberdade de expressão. E esse rapaz aí, já consegui o seu minuto de fama…

  • sandro barony

    poxa sacanagem o time das bicha ganhou o jogo ontem o ginasio todo de rosa,eu vou parar de ver jogo de voley e não deixo mais meus filhos nesse esporte.tantos anos para construir o voleybool brasileiro e essa bicha apareceu pra estraga tudo!!!!!!!parei de voley ou eu sou obrigado a gostar dessa pouca vergonha.

  • pereira

    Antigamente, no Brasil, ser gay era proibido. Depois passou á ser tolerado, agora tá passando á ser aceito abertamente. Vou embora dessa %$#@*& antes que seja obrigatório.

  • Guilherne

    HIPOCRITA

  • pereira

    Os amigos podem observar o tanto de reportagens que a mídia está colocando no ar este mês, falando sobre homossexuais, mostrando cenas de violencia (como se os héteros não sofressem violencia), e tentando fazer o povo se sensibilizar com a “causa gay”. Essa semana vai aparecer mais alguma. No fundo, o que eles querem é fazer pressão para que se aprove no senado o PL 122, que é a chamada lei da mordaça gay, onde, por qualquer motivo, o cidadão honesto pode ser preso, até mesmo por olhar para um gay na rua com uma certa reprovação. NÂO á ditadura gay. NÂO á lei da mordaça gay. NÂO á violência contra qualquer ser humano. Pela manutenção da família brasileira. A lei é para todos e tem que ser aplicada sem preconceito contra os heterossexuais. Eu exijo respeito ás minhas convicções.

  • pereira

    Só pra fechar: http://jus.uol.com.br/revista/texto/9306/projeto-de-lei-no-5003-b-2001-crimes-de-homofobia Eis aí o “maravilhoso” projeto de governo gay para nossa nação.

  • Daniel

    Vejo pessoas falando em preconceito todos parecem a favor de ser bicha.
    Pergunto..se algum deles tiverem um bicha em casa? como agiriam.?…
    e poxa se o cara assumiu que é gay, qual o problema de chama ele de gay? não é orgulho ser gay? tem até o dia do orgulgo gay!!!
    Isso pra mim é uma aberração e o q causa isso é falta de pulso firme na familia, sabe,uma boa surra de cinta, pq apanha nao mata as vezes até educa, ensina ser homem se necessario.
    Isso é uma hipocrisia total..
    vendo o jogo, vi pessoas com baloes cor de rosa no ginasio…Será que todos apoiariam um viado em casa? será que nao teriam vergonha?
    Imagina vc em casa com seus amigos e chega seu filho e o macho dele e entram no quarto e se trancam…
    isso nao é normal e nao me venham falar o contrario..

    • Elvis

      Simplesmente você é um doente.

      Nada que uma família faça pode mudar a sexualidade de alguém. O que pode acontecer é o seu filho ou filha viverem escondidos em um casamente heterossexual infeliz ou embaixo de uma batina.

      Assim como você não precisa beijar ou transar com um homem pra saber que não gosta, um gay não precisa ficar com uma mulher ou com um homem (no caso das lésbicas) pra saber que também não gosta.

      Procure estudar, procure se informar, pra se tornar uma pessoa melhor e com mais inteligência.

  • Marcio

    Sou cruzeirense e sou homossexual. Fui ao jogo e chamei o Michael de ” bicha” como toda a torcida. O objetivo era desestabilizar o adversário, como ocorre em todo jogo atualmente no voleibol. Acho que as declarações dele foram de um oportunismo barato, pois em nenhum momento ele pareceu desconcentrado do jogo. Estarei no próximo jogo e quando ele for sacar o chamarei de macho, para ele não reclamar depois.

    • Elvis

      Meu querido, você não sabe o mal que está fazendo para a sociedade. Tentar desestabilizar um jogador é uma coisa, incitar o ódio ou preconceito é outra.

      Ninguém tem o direito de tentar ofender usando termos raciais, religiosos, culturais ou sexuais. São coisas particulares e só ajudam a fomentar o ódio e o preconceito contra o grupo ofendido.

      Sendo homossexual, agindo assim você é imprudente, incoerente e desumano.

      É uma pena.

  • manu

    Como tem gente que escreve bobagem, Deus criou Adão e Eva, isso não existe minha gente, Deus não criou nada, nem existe e nunca existiu, muito menos criar Adão e depois com a costela criar eva, quem criou o homem foi a evolução de uma espécie, o homem vem do Macaco não de Deus.

    Segundo o Michael ser gay só interessa a ele, e a mais ninguem, Michael é a prova que a pessoa nasce gay, que não se transforma por influencia de ninguem, Michael é um atleta que foi criado no meio de atletas e é super feminino, você bota o olho é fala que o cara é gay, mas feminino que muito cabeleleiro, que todo mundo acha que é coisa de gay.

    terceiro, a torcida gritar gay, viado, ou seja lá qual for a palavra que tenha o mesmo significado, não é ser homofobica, e só ignorante mesmo, porque afinal isso é gritado para todos os outros atletas heterosexuais em todos os ginásios estadios e campos desportivos no Brasil, homofobia é atacar alguem pela escolha sexual dessa pessoa, não é isso que acontece.

    e para finalizar, para mim o circo cor de rosa armado pela diretoria do volei futuro foi apenas eles serem oportunistas e tirarem proveito de uma situação que esta em tanto destaque na mídia, pelas palavras do deputado, esse sim homofobico. o comportamento de proibir o cruzeiro de treinar, e não permitir a entrada da torcida mostra realmente quem são essas pessoas da diretoria do VF. o resto da festa cor de rosa foi apenas para aparecer de bonzinho na rede Globo.

    • magno

      Na minha opinião , quase tudo perfeito o que voce escreveu…….mas dizer que Deus não existe???…É por isso que o mundo vive nessa baderna de violência e intolerância…….è uma pena , mas seja feliz….se nãao conseguir acredite em Deus , porque no Homem nãao dá!!!!!!!!!!
      Isso é respeitar a opinião do outro e continuar com a minha.

  • GETÚLIO

    Também não entendi muito.
    Ontem mesmo, a Parada do Orgulho Gay arregimentou mais ou menos quatro milhões de pessoas em São Paulo, enquanto muitos milhares também se reuniram e manifestaram-se nas diversas outras capitais do país. Muitas dessas alardearam sua condição, sua opção, a chamada diversidade.
    Em Fortaleza, inclusive, há uma lei que estabelece o “Dia do Orgulho Homossexual”, tão forte e impositiva é a causa.
    Eu não acho que alguém devesse se orgulhar por ser homossexual, mas há gosto pra tudo, e respeito. Do mesmo modo, não acho que alguém deva ser discriminado por essa condição. Mas se os homessexuais buscam a afirmação como tal, se cobram direitos, não seria a glória um apenas ter um estádio inteiro a lhe reconhecer assim? Afinal, “bicha” não é uma das formas como se podem nominar gays? A ofensa, ao meu ver, só se daria, caso o jovem atleta não o fosse.
    Ele assume que é gay? Ele briga pelos “direitos” dos gays? Então, não foi ofendido, mas reconhecido, e homenageado, e louvado.

    • Elvis

      Não sejamos hipócritas ao falar que o jogador foi HOMENAGEADO se sabemos muito bem o teor preconceituoso dos xingamentos.

      Os termos “bicha” e “vIado” são usados, neste caso, para discriminar e acabam fomentando o preconceito e a intolerância na sociedade. O mesmo acontece com as mulheres. Pense no termo “mulherzinha”. Durante tanto tempo esse termo é usado para ofender, significando fragilidade emocional ou covardia. Agora pense: Quem sai prejudicada? A mulher, que tem sua imagem associada à impotência e à fragilidade, e ainda hoje recebe remunerações menores que a dos homens ocupando cargos semelhantes ou iguais.

      Chamar alguém de “pretinho” pode ter um viés carinhoso ou de menosprezo. Agora, não seja irônico e hipócrita, dizendo que os xingamentos foram uma homenagem! Pense bem e veja que um simples TERMO carrega vários e vários preconceitos. Na Alemanha de Hitler, fazer algo errado era o mesmo que fazer com “mãos de judeu”, propagando a imagem de que esse grupo era incompetente.

      Quando ouvir uma exaltação desse tipo, pense: Por que usa-se essa palavra pra ofender alguém, o que ela carrega? E você vai perceber, como há perversidade nessas letrinhas reunidas.

MaisRecentes

Lançamento do uniforme em grande estilo



Continue Lendo

Vaivém: Mais reforços para o Corinthians/Guarulhos



Continue Lendo

Vaivém: Definições no Sesc (ex-Rexona)



Continue Lendo