Bruninho e Renan analisam conquista



Bruninho, sobre a vitória em cima dos donos da casa
– Nossa equipe entrou em quadra muito focada sabendo da qualidade do Japão e mostrando respeito por eles. A nossa agressividade no saque fez a diferença desde o início. Conseguimos vencer os dois primeiros sets com uma certa tranquilidade, mas no terceiro set o Japão nos pressionou no saque, defendeu muito, teve êxito e dificultou nossas ações. Foi uma partida em que nossa equipe foi feliz de ter entrado em quadra concentrada e alcançamos nosso objetivo que era sair daqui com o título.

Lucarelli recebe o prêmio de MVP da Copa (FIVB Divulgação)

Lucarelli recebe o prêmio de MVP da Copa (FIVB Divulgação)

Renan Dal Zotto, sobre o título
– A Copa dos Campeões foi uma competição maravilhosa, com um nível técnico muito alto e a prova disso é que as duas primeiras equipes classificadas são as mesmas dos Jogos Olímpicos do Rio: Brasil e Itália. O Irã também teve uma participação boa. Ficamos felizes de ter conquistado esse título em uma competição tão importante. Quanto ao jogo de hoje, foi uma partida tensa porque sabíamos que precisávamos da vitória e íamos jogar contra a equipe da casa. O Japão tem um time difícil de se enfrentar e o Brasil está de parabéns pela forma que se comportou durante todo o jogo, mesmo com a pressão e a responsabilidade de vencer para conquistar o título.

Bruninho, sobre o ciclo Tóquio-2020
– Nossa equipe manteve uma base e temos alguns jogadores jovens que estão se integrando no grupo. A comissão técnica não pensa só no agora, mas na Olimpíada de Tóquio, em 2020, que é o grande objetivo. Esse time está cada vez mais experiente e vamos lutar para continuar entre os melhores.



MaisRecentes

Zenit campeão com méritos. “Cubanos” dominam premiação



Continue Lendo

Sada/Cruzeiro sai do Mundial com bronze e cabeça erguida



Continue Lendo

Rodada define confrontos da Copa Brasil masculina



Continue Lendo