Brasil vence EUA e segue com chances na Liga



O Brasil está vivo na fase final da Liga Mundial. Nesta quinta-feira, no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, a Seleção venceu os Estados Unidos por 3 sets a 1, parciais de 28-26, 22-25, 25-22 e 27-25.

O resultado deixa o Grupo I com possibilidade de empate triplo, caso os americanos vençam, nesta sexta-feira, a França por 3 a 1. Este cenário deixaria os três empatados (três pontos cada), com o mesmo número de sets vencidos e perdidos, fazendo com que a classificação dos dois melhores para a semi aconteça no critério de pontos average (divisão dos feitos pelos sofridos). Se a França vencer os EUA, vai se classificar como líder e, por tabela, leva o Brasil junto, como segundo colocado.

Lucarelli tenta com a mão esquerda consertar um ataque (FIVB Divulgação)

Lucarelli tenta com a mão esquerda consertar um ataque (FIVB Divulgação)

A sobrevida do Brasil na Liga se deve, em boa parte, ao atacante Lipe. Ele saiu do banco na metade do terceiro set e incendiou time e torcida. No lugar de Murilo, que só havia marcado um ponto de ataque até então, ele se transformou em bola de segurança de Bruninho. Além disso, vibrou muito a cada ponto, fazendo que a torcida, que parecia tensa e estava bem calada, entrasse de vez no jogo.

O panorama do jogo foi muito parecido em todas as parciais. Equilíbrio, raras ocasiões com diferença maior do que dois pontos no placar e dois jogadores monopolizando os ataques: Lucarelli e Matt Anderson.

O ponta brasileiro e o oposto americano foram as principais opções dos levantadores Bruninho e Christenson. E os dois atacantes deram conta do recado em grande parte do confronto. Não seria exagero dizer que, em vários momentos, eles compensaram as bolas que Murilo e Sander não conseguiram virar.

Com Lipe em quadra, Lucarelli também teve um desafogo no jogo. Ele vinha sendo exaustivamente usado por Bruninho, já que era o atacante mais eficiente do Brasil.  Nos EUA, John Speraw trocou Sander por Jaeschke, mas o resultado nem de perto foi parecido com o da mudança brasileira.

OS CENÁRIOS PARA SEXTA-FEIRA

– Se EUA vencer a França por 3 a 0, estarão classificados EUA e Brasil.

– Se EUA vencer por 3 a 1, todos ficam empatados e classificação sairá no pontos average

– Se EUA vencer por 3 a 2, avançam França e Brasil

– Qualquer placar com vitória da França, seguem na semi franceses e brasileiros



MaisRecentes

Brasil impõe primeira derrota à Turquia na Liga das Nações



Continue Lendo

Entrevista com Kerri Walsh, três vezes campeã olímpica



Continue Lendo

Vaivém: Oposto troca Sada/Cruzeiro por Ribeirão



Continue Lendo