Brasil supera desfalque e está na semifinal da Liga



A Seleção Brasileira está garantida na briga por medalhas na primeira edição da Liga das Nações masculina.

Nesta quinta-feira, o passaporte foi carimbado com a vitória sobre a Sérvia por 3 sets a 0, parciais de 25-16, 28-26 e 25-19, em Lille, na França, no belíssimo estádio Pierre Mauroy, adaptado para os jogos de vôlei.

O Brasil foi soberano em quase todo o duelo com os sérvios. Sem Maurício Borges, que sofreu uma lesão no joelho direito na derrota para a França, Renan Dal Zotto manteve Douglas Souza ao lado de Lucas Lóh. No banco, Murilo não usou o uniforme de líbero e ficou como opção para a ponta. Mas não foi preciso utilizá-lo.

Douglas Souza no duelo contra a Sérvia (FIVB Divulgação)

Era clara a preocupação dos jogadores mais experientes em deixarem Douglas à vontade. E desde o fim da partida contra a França, com elogios à atuação do ponta. Compreensível para evitar um peso ainda maior. Em quadra, ele ganhou dicas, afagos e teve uma atuação bem consistente. A começar pelo passe, calcanhar de Aquiles de Douglas em jogos recentes. Também teve um bom desempenho no ataque, colocando no chão 9 de 16 bolas recebidas, terminando a partida com dez pontos.

Sobre a linha de passe, elogios devem ser estendidos também para o líbero Thales e o ponta Lucas Lóh, muito seguros, algo importante para permitir a distribuição de Bruninho.

Coletivamente, o bloqueio foi o diferencial. Foram 14 pontos do Brasil no jogo, contra oito da Sérvia. Apenas no primeiro set, a Seleção Brasileira marcou sete pontos no fundamento. Um deles está no vídeo acima. O central Lucão marcou oito dos 15 pontos dele no block. É necessário citar ainda o ace decisivo que fechou o apertado segundo set em 28 a 26. E uma ótima sequência para garantir a vantagem para fechar o terceiro.

O oposto Wallace terminou o jogo com 16 pontos e foi o melhor do Brasil nesta estatística de ataque (15 pontos no fundamento). Pela Sérvia, Atanasijevic teve 17 acertos.

Nesta sexta-feira, a definição do outro classificado do grupo sairá do duelo entre França e Sérvia. Na outra chave, Estados Unidos e Rússia já estão garantidos e farão o confronto direto pelo primeiro lugar.

Para encerrar o post, o ponto da partida. Em tempo de Copa do Mundo de futebol, Lucas Lóh mostrou habilidade para salvar uma bola praticamente perdida no segundo set. Na sequência, o bloqueio brasileiro garantiu o ponto.

Que sirva de inspiração lá na Rússia neste fim de semana!

PS: Atualização com o vídeo do último ponto da partida. Uma bela recuperação de Lucas Lóh e uma defesa incrível de William com o pé. Um bom resumo de uma atuação coletiva do Brasil que chamou a atenção nesta quinta-feira.

 

LEIA TAMBÉM

+ Thaisa confirmada no Hinode/Barueri



MaisRecentes

Seleção do Mundial não premiou destaques da final



Continue Lendo

Título coloca a Sérvia no topo após frustração olímpica



Continue Lendo

Supercopa abre temporada masculina mais imprevisível no Brasil



Continue Lendo